Desenvolvimento

Desenvolvimento

Saiba o que aconteceu no palco Coders & Makers, na Campus Party Brasília 2018

3 jul, 2018
Publicidade

Na sexta-feira (29/06), na Campus Party Brasília 2018, tivemos mais quatro atividades com a curadoria do iMasters.

Às 10h, Rogério Prado de Jesus deu um workshop de duas horas, mostrando como contribuir para um projeto open-source. Rogério utilizou um projeto real para apresentar os primeiros passos que uma pessoa interessada em contribuir com projetos open-source precisa dar para que possa ser ativa em um projeto. Desde criar o ambiente de contribuição, até, definitivamente, enviar um pull request com as modificações realizadas no projeto.

Ele apresentou o GitHub, que são Pull Requests e quais os fluxos que você pode seguir para contribuir com sucesso em projetos open source.

Às 15h, foi a vez de Reinaldo Silotto mostrar em seu workshop de BotPress como desenvolver um chatbot em pouco tempo. Silotto mostrou como instalar o ambiente (node.js, npm etc) e utilizar a ferramenta para criar chatbots em poucos passos. Além de utilizar modelos de chatbots com alguns desafios, como, por exemplo, um chatbot de trivia, onde ele perguntava algumas questões que eram respondidas pelos participantes.

Já às 16h, Allan Torres deu um show sobre data science em sua palestra “Data Science na prática”. Com o auditório lotado, Allan mostrou os conceitos por trás do Data Science e mostrou através de um exemplo prático no jupyter, como tirar insights de dados utilizando como exemplo dados do RH de uma empresa, analisando os dados de satisfação, número de projetos, horas trabalhadas e outros pontos; traçando um paralelo com o tempo de permanência das pessoas na empresa.

Rodrigo Pokemaobr, às 22h, ministrou a palestra “Resolvendo Problemas de Inteligência Artificial com PHP”, onde mostrou os tipos de problemas que são resolvidos com IA, algumas bibliotecas e APIs de fácil integração. Mostrando alguns cases didáticos e também live coding, como, por exemplo, um sistema de reconhecimento de sotaques e a API do Google Vision que categoriza, reconhece faces, realiza OCR e outras coisas em imagens.

Mais tarde, João Batista Neto deu uma aula de design orientado a objetos em sua palestra “Aspectos do design orientado a objetos”, onde mostrou a evolução dos seus estudos sobre design de softwares desenvolvidos com orientação a objetos e descreveu a situação atual de sua dúvida.

No sábado (30/06), o palco Coders & Makers recebeu mais palestras com a curadoria do iMasters. Às 18h, aconteceu o workshop “Introdução ao Web Hacking”, ministrado pela Diana Arnos. Durante o workshop, o auditório estava com sua capacidade máxima – com pessoas sentadas até no chão!

Diana começou explicando o que realmente é hacking, a fundamentação de ataques e como um ofensor pensa. Mostrou também algumas falhas comuns em aplicações web, apresentou alguns Google Dorks e apresentou como funcionam alguns ataques, utilizando o projeto “Damn Vulnerable Web Application” (DVWA), em que cada participante criou um server local para subir o projeto e explorar falhas do sistema. Caso queira saber mais sobre o workshop, seguem os slides: http://bit.ly/diana-cpbsb2

Também às 18h, Danúbia Barreto ministrou a palestra “Boas práticas com o git”, onde explorou desde comandos básicos até como utilizar corretamente o git nos seus projetos de desenvolvimento. Também mostrou como funciona o git-flow e como utilizá-lo no seu processo e como automatizar parte do processo de desenvolvimento.

E às 19h, Leonn Leite fechou o palco Coders & Makers com sua palestra “Progressive Web Apps – A revolução no desenvolvimento web”. Leonn aproveitou o momento para mostrar o conceito por trás das PWAs, os passos para o desenvolvimento, alguns exemplos de PWAs e as diferenças em como cada navegador interpreta as funcionalidades possíveis nesse tipo de aplicação. Além de mostrar o que é possível realizar com essa tecnologia.