Android

17 jan, 2019

Versão preliminar do Android Q tem possíveis novidades vazadas

visualizações
Publicidade

O Android Q pode ter tido as suas primeiras informações vazadas nesta quarta-feira, 16. Segundo rumores, a próxima versão do sistema da Google deve finalmente ganhar o tão esperado modo escuro completo, abrangendo todos os menus e aplicativos nativos. Além disso, a atualização deve trazer novas ferramentas de privacidade e um possível “modo computador”.

O vazamento também confirma a opção “automática” com base na hora do dia, e um patch de segurança para fevereiro de 2019. Segundo as capturas de tela divulgadas, o modo escuro do Android Q também deve aparecer na versão final do sistema. Confira os detalhes!

Android Q: possíveis novidades

Modo escuro

Uma das novidades mais aguardadas pelos usuários do Android pode finalmente estar a caminho. De acordo com o vazamento, a Google incluiu um botão para ativar o modo escuro dentro das configurações de display do sistema. Ao ligá-lo, as configurações, aplicativos nativos, tela inicial e outras áreas do sistema poderão adotar um padrão cinza escuro ou completamente preto.

Há ainda uma opção para desenvolvedores que substitui os tons de preto mais fortes em apps que não possuem temas internos, mudando assim o plano de fundo branco para um cinza escuro.

Nova tela de permissões

A Google também deve dar uma grande ênfase à privacidade do usuário no Android Q. O sistema deve ganhar uma nova tela de permissões que fornece mais informações ao usuário e permite que este autorize o acesso a determinados tipos de dados, como localização somente durante o uso. A atualização também tornará mais fácil pesquisar os aplicativos que tenham acesso a cada área sensível do telefone.

Modo desktop

Alguns telefones da Samsung possuem atualmente um modo Dex que ajusta a interface do celular para que ele se comporte como um computador. No Android Q, a Google introduziu duas opções para os desenvolvedores: force desktop mode (forçar modo desktop, em tradução livre) e force experimental desktop mode on secondary displays (forçar modo desktop experimental em telas secundárias). Ou seja, é possível que a plataforma suporte nativamente esse tipo de interface híbrida a partir deste ano.

Por enquanto, o Google não se manifestou oficialmente sobre os vazamentos. No entanto, é possível que os testes da plataforma comecem nos próximos meses e a atualização seja lançada por volta de agosto.

Outras novidades incluem o Ambient Display movendo o ícone de bateria para o canto superior direito e algumas outras mudanças pequenas, como a possibilidade de usar janelas livres na tela inicial, possibilidade de mudar o tempo em que uma notificação ou um comando é exibido na tela, entre outras coisas.