DevSecOps

13 dez, 2013

Big Data – O que é e por que é importante – Parte 03

100 visualizações
Publicidade

Nos artigos anteriores (parte 1 e parte 2) desta série, introduzimos a ideia de Big Data como uma transformação sísmica na forma como a informação é captada, processada e disseminada em todos os níveis da sociedade. Também olhamos para as origens e a expansão do Big Data como um corolário direto da Internet. A rápida expansão da World Wide Web, representada durante a era ponto.com nos anos 90 e na década seguinte com o surgimento das mídias sociais e redes, levou à produção de enormes quantidades de informação. Nós chegamos a um ponto agora em que os dados são ainda classificados como um ativo ou mercadoria que podem ser negociados. Neste artigo, queremos focar mais especificamente na parte do título sobre “por que é importante”, especialmente no que se refere às estratégias de negócios.

Big Data = Big Money!

Depois de ouvir todo o buzz sobre Big Data, alguém pode dar de ombros e dizer: “Grande coisa – meu negócio não vai ser afetado por isso tão cedo”. Se essa é a sua abordagem, por favor, pense de novo! Conforme reportado no ano passado pelo Gartner e repassado através da maioria dos principais canais de notícias de TI, a economia do Big Data é de grande importância: o Big Data vai conduzir US$ 232 bilhões em gastos até 2016. Ele vai direta ou indiretamente movimentar US$ 120 milhões de gastos com TI em 2013.

big-data

Acessar Big Data significa que as empresas podem reunir insights adicionais, perspectivas, correlações e tendências, a fim de informar a sua tomada de decisão. Por exemplo, digamos que um banco quer uma melhor ótica sobre o tratamento dos pedidos de crédito. Ele pode alavancar Big Data para escanear registros públicos, social media e outros recursos online para detectar os candidatos potencialmente de alto risco. O mesmo conceito está sendo aplicado no seguro vertical para detectar reivindicações fraudulentas e exageradas.

A conclusão básica aqui é que as empresas de todos os matizes devem embarcar no desenvolvimento de sua estratégia de Big Data ou correm o risco de ficar atrás de seus concorrentes. Para uma analogia similar, considere que a social media era quase inédita há 8-10 anos. E hoje ninguém se atreve a gerir um negócio sem uma estratégia de social media. A mesma dinâmica está acontecendo com o Big Data, mas com uma sensação ainda maior de urgência.

Nenhum empresário consciente pode se dar ao luxo de ficar sem uma estratégia de Big Data, ponto final!

Volte para o artigo final desta série.

***

Artigo traduzido pela Redação iMasters, com autorização do autor. Texto original da equipe Monitis, liderada por Hovhannes Avoyan, disponível em http://blog.monitis.com/index.php/2013/10/29/big-data-what-is-it-and-why-is-it-important-part-3/