Marketing Digital

9 dez, 2015

Eu vi: Marvel, Star Wars e Pixar ao vivo e de perto na D23 Expo – Episódio III

100 visualizações
Publicidade

Em agosto aconteceu em Anaheim, pertinho de Los Angeles, a D23 Expo, a versão ‘100% Disney’ da Comic Con – mega evento de cultura pop que acontece anualmente em San Diego.

Eu estava lá e anotei tudo para contar para vocês. Fato é que, só mesmo estando in loco, para sentir a real emoção – o ‘viver para contar’ -, e esse é objetivo desta série no iMasters: passar impressões e sensações de quem esteve em um dos mais importantes eventos de cultura pop do mundo.

Em tempo: já leu a Parte 01 e a Parte 02?

Vamos, então, para o episódio final, com destaque para ‘Captain  America: Civil  War’, a onipresença de Lupita Nyong’o e… Jonhny Depp!

‘Captain America: Civil War’

Civil_War

  • Quando Kevin Feige chamou ao palco Chris Evans (Capitão América) e Anthony Mack (Falcão), e contou que eles tinham vindo de jatinho da Europa especialmente para a D23 Expo, pensei ‘tá, sei, conta outra…’. Foi só perceber a cara de cansaço profundo dos dois para notar que era verdade. ‘E vamos voltar para o set de filmagens logo após o final desta apresentação’, suspirou Evans. Desta vez eu acreditei.
  • Sei que você já viu o trailer de ‘Captain  America: Civil War’, mas este não foi o mostrado em Anaheim, sabe-se lá o porquê! O mesmo, aliás, que exibiram na Comic Con Experience de São Paulo – ou seja, um trailer para o povão, outro para as convenções.
  • O que apresentaram na D23 Expo e na CCXP é melhor? Muito. Não, não quero posar de ‘privilegiado’, até porque aguardei meses, desde a D23 Expo, para poder trocar ideias com meus amigos sobre as cenas mostradas, e de certa maneira foi frustrante não poder vibrar ‘coletivamente’…
  • Sabe a cena do Visão sentado em um sofá, de terno e gravata? Não neste trailer. As correrias bem orquestradas pelas ruas, dirigidas pelos irmãos Russo? Neca delas. O vilão Barão Zemo interpretado por Daniel Brühl? Esquece. A cena hilariante ‘pós-trailer’ com o Homem-Formiga? Não aqui.
  • Claro que você verá todas estas cenas nem que seja no filme, mas não entendi a ideia da Disney fazer um trailer… pior!
  • Afinal, Homem de Ferro e Capitão América discutindo a relação? Por favor…

Lupita Nyong’o (‘Star Wars: The Force Awakens’, ‘The Jungle Book’ e ‘Queen of Katwe’)

Lupita

  • Linda, talentosa, um oceano de simpatia: Lupita é tudo isso, e no sábado, dia de apresentação dos Studios, ela entrou e saiu do palco para apresentar três filmes. Em ‘The Jungle Book’ (a ‘live action’ de ‘Mogli’) ela faz a voz de Raksha, a mãe-lobo do protagonista, e, em ‘Queen of Katwe’, ela é a campeã de xadrez Phiona Mutesi.
  • No painel de ‘Star Wars: The Force Awakens’, Lupita dividiu as atenções com John Boyega (Finn), Daisy Ridley (Rey), Oscar Isaac (Poe Dameron) e Harrison Ford (Han… you know who!).
  • Já se sabia que ela faria a alienígena Mas Kanata, mas estranhei que no palco o destaque fosse tão grande para um personagem aparentemente secundário.
  • Em meados de novembro, veio a revelação: a pirata Mas Kanata, que tem mais de mil anos, é uma espécie de conselheira de Daisy Ridley. Yoda reloaded?

Johnny Depp (“Pirates  of  the Caribbean: Dead  Men Tell No Tales’)

Jack_Sparrow

  • Johnny Depp já havia aparecido no panel ‘Disney Legends’ de surpresa, e por isso ninguém esperava que ele fosse ressurgir paramentado de Jack Sparrow na divulgação do título oficial da parte 5 de ‘Piratas do Caribe’.
  • Ele é maluco, pessoal. Doido mesmo. E o máximo! Ao vivo ele prova por que é o artista carismático que hipnotiza o público há anos.
  • Ficou claro a certa apreensão dos executivos da Disney em ambos os momentos em que Depp esteve no placo. Risos nervosos, olhares assustados para os lados, vontade de que tudo aquilo acabasse logo. Um receio quase palpável do que o ator pudesse falar e fazer. Compreensível – e divertidíssimo!

Conclusões

Vi muito mais do que escrevi ao longo das três partes desta série, até porque a D23 Expo inclui um ‘show floor’ imenso, com pavilhões dedicados a cada uma das áreas da Disney. Ou seja, estava tudo lá: Pixar, Marvel, ABC, Parks and Resorts, Disney Interactive, Star Wars e por aí vai…

Foram três dias de puro prazer, em que eu saía totalmente chapado e ainda ia direto para os parques (lembrando que a Disneyland e o Disney California Adventure ficam pertinho do Anaheim Convention Center).

Vale a pena ir à D23 Expo?

Como membro da Imprensa, sim. Se você tem 20 anos, provavelmente. Se você tem mais de 30 anos, esqueça. Se você é fã hardcore Disney, sempre.

Como eu tinha credencial, entrava antes de todo mundo, passando direto pelas filas monstruosas com gente que torrava horas no sol de 40 graus do verão da Califórnia (não é brincadeira; moro no Rio e o calor de agosto, lá, é pior que início de fevereiro, aqui).

Por contar das credenciais e das pulseirinhas coloridas distribuídas pelas equipes locais da Disney – a minha era a da América Latina -, tive assento garantido no Hall D23, onde tudo de principal acontecia. De lambuja, também consegui participar de uma coletiva com Bob Iger, CEO da Disney, o que foi o máximo.

E se você não é da Imprensa e não tem credencial?

Voltamos ao início: se você tem 20 anos, provavelmente vale a zoeira, o calor anormal e as horas nas filas, tanto para entrar no centro de convenções como nos auditórios (isso, as filas não são apenas para entrar, não). Se você tem mais de 30 anos, você vai olhar as filas e dar meia volta. Afinal, vale sempre lembrar que custa dinheiro entrar na D23 Expo.

Se você é fã hardcore Disney… Qualquer coisa vale a pena. Calor, filas-monstro, demora pra tudo.

Pensando bem, sabe o que mais? Se em 2017 eu não conseguir credencial, a gente se encontra nas filas do Anaheim Convention Center 😉

Até lá!