Design & UX

13 ago, 2018

Pinterest Onboarding – UX Case

100 visualizações
Publicidade

O Pinterest é uma mídia social funcional. Tem tudo o que envolve uma plataforma de mídia social: criação de conteúdo, compartilhamento e comunicação.

Mas, todas as funcionalidades ficam ocultas e necessitam de uma inscrição. A menos que você se inscreva, você está limitado a visualizar apenas algumas linhas de conteúdo.

Isso significa que para os usuários entenderem o valor do Pinterest, eles precisam se inscrever. Eu detesto esse tipo de abordagem e já escrevi a respeito disso no artigo sobre boas práticas para formulários mobile.

Com tudo isso em mente, o fluxo de inscrição tem de ser preciso, assertivo e rápido – muito rápido mesmo. Nesse sentido, o Pinterest faz bonito.

Porque isso é uma boa UX:

  • Minimalismo não é apenas uma tendência/estilo: traz a sensação de facilidade de uso, porque há menos informações visuais para tirar a atenção.
  • Fluxo de inscrição simples, rápido e sem fricção.
  • O Pinterest utiliza técnicas de UX writing nas mensagens de erro. O “tom” é amigável e avisa ao usuário para preencher o formulário corretamente.
  • O Pinterest evita o incômodo dos usuários precisarem alternar entre as opções de entradas corretas no teclado do iPhone, exibindo o teclado correto – com atalhos relevantes – para a entrada necessária. São pequenos detalhes como esses que podem melhorar significativamente a experiência.
  • O ponto de fricção do processo de inscrição é quando a idade do usuário é solicitada porque é uma questão pessoal, mas como isso é posicionado como a última etapa do formulário; claramente indicado pela barra de progresso – os usuários têm menos probabilidade de desistir porque sua motivação para concluir aumenta à medida que se aproximam do fim.
  • Antes do usuário entrar no ambiente, um vídeo é apresentado que destaca a essência do valor do Pinterest em questão de segundos, com três pontos simples: encontre, salve e dê vida.

Eu tenho uma conta no Pinterest com bastante coisa interessante para inspiração, segue lá.

Referência