Conteúdo e Presença Digital

Conteúdo e Presença Digital

Facebook apresenta novidades na F8, sua conferência para desenvolvedores

2 mai, 2018
Publicidade

Em meio ao burburinho que envolve seu nome e o uso irregular de dados dos usuários, o Facebook realiza desde ontem a F8, sua conferência voltada para desenvolvedores. O evento acontece em San Jose, na Califórnia.

Na abertura, Mark Zuckerberg, CEO da rede social, falou sobre a responsabilidade da empresa perante a criação de ferramentas poderosas e como garantir que sejam usadas apenas para o bem. Em seguida, ele próprio apresentou algumas dessas ferramentas, que envolvem alguma das empresas do grupo: Facebook, Instagram, WhatsApp, Messenger e Oculus.

Facebook

Para o Facebook, uma das maiores novidades é o Clear History, ou seja, a possibilidade de limpar o histórico de navegação, como já se faz nos browsers. A ideia é que você veja seus dados de navegação que são enviados por sites que têm algum widget do Facebook incorporado. O Facebook vai deixar você desassociar essas informações da sua conta e impedir que a rede social colete esse tipo de informação no futuro.

A empresa afirmou que pretende trabalhar com especialistas em privacidade, acadêmicos, formuladores de políticas públicas e reguladores para planejar melhor a função antes de lançá-la.

Para concorrer diretamente com o Tinder, a empresa vai lançar o Dating, um recurso que facilita essa funcionalidade na rede social. Através dele, será possível criar um perfil de namoro separado do perfil do Facebook e o que as pessoas fazem dentro do recurso de namoro não será mostrado para seus amigos. O recurso só pode ser usado por pessoas que não estão em um relacionamento, excluindo relações abertas ou não-monogâmicas. Os usuários ainda poderão descobrir outras pessoas com interesses parecidos por meio de seus Grupos ou Eventos.

Apesar do anúncio, nenhuma das funcionalidades teve data de lançamento divulgada.

Tendo em vista o crescimento dos Grupos do Facebook, será adicionada uma aba que vai facilitar a interação dos usuários com os grupos que participa, além de permitir a descoberta de novos grupos do seu interesse.

Assim como aconteceu no Reddit, usuários poderão dar “upvote” ou “downvote” nos comentários de posts (seja de perfis pessoais, ou fanpages). A ideia é ajudar a classificar comentários de boa qualidade; que trazem informações relevantes. Segundo o Facebook, o recurso vai ajudar a melhorar a qualidade dos comentários na rede social e deve estar disponível em breve.

Instagram

Com a febre dos Stories, a empresa decidiu que a partir de agora será possível usar o AR Studio para criar filtros e outros recursos a partir da realidade aumentada. O objetivo é que os criadores de conteúdo na rede social possam oferecer uma experiência personalizada aos seus seguidores.

A empresa afirmou, também, que será muito mais fácil compartilhar conteúdos de outros aplicativos no Instagram Stories, incluindo músicas do Spotify e imagens de uma GoPro. Para isso, é só clicar no botão de compartilhamento no aplicativo do serviço de streaming de músicas ou da câmera de ação para editar o conteúdo e enviá-lo para sua história na rede social.

Outra novidade é que será possível fazer chats por vídeo através do Instagram Direct. O recurso funcionará tanto em conversas particulares, quanto em grupos. Para isso, basta clicar no ícone de câmera localizado na parte superior de uma mensagem direta. O lançamento da funcionalidade ocorrerá dentro de algumas semanas.

Para os fãs da aba Explorar, saibam que a empresa prometeu uma versão redesenhada da aba. Ela, que virá organizada por tópicos, de maneira personalizada para cada usuário.

WhatsApp

O aplicativo de conversa mais utilizado no mundo agora terá duas novidades: a possibilidade de inserir stickers (adesivos) nas mensagens e a realização de videochamadas em grupos.

Oculus

O headset de realidade virtual da Oculus está disponível para compra por US$ 199 em 23 países. O aparelho chegou ao mercado já com mais de mil aplicativos, jogos e outras experiências. Isso graças a parcerias com empresas como Hulu, Showtime, Red Bull, Pluto TV e ESPN.

Não necessariamente a programação será em 360 graus. Mas a Oculus proporciona um ambiente virtual para simular uma sala com uma imensa televisão.