Front End

18 jun, 2015

Top 5 das ferramentas JavaScript que você não deveria ficar sem

100 visualizações
Publicidade

O JavaScript surgiu nos últimos anos como a expressão de facto das tecnologias web da próxima geração, e um componente crítico de tecnologias HTML5 – juntamente com CSS e JQuery. O JavaScript é realmente onipresente – ele está aparecendo em toda parte! Há muitas outras razões pelas quais o JavaScript e as ferramentas baseadas nele estão se tornando a onda do futuro. O JavaScript é a linguagem mais usada no GitHub, e essa tendência só vai aumentar. Como um artigo colocou, “JavaScript é a linguagem número um no mundo; é a linguagem da web e um ponto de partida para tantos novos desenvolvedores…”.

Para entender melhor o domínio do JavaScript no mundo da web e do desenvolvimento mobile, nós achamos que seria útil esboçar algumas ferramentas integrais que são usadas atualmente para apoiar e ampliar o ecossistema JavaScript. No que se segue, são descritas as 5 ferramentas JavaScript essenciais no mercado hoje e as coisas mais importantes que você precisa saber sobre elas.

1. Node.js

Javascript-1

O JavaScript recebeu aprovação rápida nos últimos anos, especialmente por meio da influência do Node.js, uma plataforma de software usada para a construção de aplicativos de rede escalonáveis e rápidos. O Node.js é baseado no motor V8 JavaScript do Google, ou no runtime do Chrome, e ganhou imensa popularidade entre as grandes empresas nos últimos anos. Ele fornece uma arquitetura dirigida a eventos e uma API que não bloqueia I/O e otimiza a troca de dados e a escalonabilidade. Uma característica notável no Node.js é que ele contém uma biblioteca embarcada que permite que aplicações atuem como web servers sem um software como Apache HTTP Server ou IIS. Provavelmente você ainda verá mais e mais projetos de desenvolvimento web mudando para uma linguagem uniforme com o Node.js capitaneando essa mudança.

2. JSON

Javascript-2

O JavaScript Object Notation (JSON) tornou-se o padrão mais importante para o intercâmbio de dados usado na web moderna. Os bancos de dados NoSQL, como MongoDB, usam documentos JSON para armazenar os registros da mesma forma que os bancos de dados relacionais, como MySQL, usam tabelas e linhas para armazenar os registros. O JSON pode ser usado com qualquer linguagem de programação, mas o seu uso principal é para a transmissão de dados entre um aplicativo e um servidor web, e também é uma alternativa para o XML. Isso faz do JSON um ajuste natural para os desenvolvedores de JavaScript conectarem seus aplicativos, por exemplo, aos bancos de dados não-relacionais, como o NoSQL.

3. Ajax

Javascript-3

Existe uma tendência crescente em aplicativos web em direção de aplicações de uma única página (SPAs, na sigla em inglês). O objetivo aqui é a construção de um website que caiba em uma única página da web para fornecer uma experiência de usuário mais fluida, semelhante a um aplicativo de desktop. O Ajax (Asynchronous JavaScript and XML) é a técnica predominante para a implementação de SPAs, usando o objeto XMLHttpRequest do JavaScript, junto com as bibliotecas jQuery populares. Ele não é uma única plataforma ou biblioteca, mas um grupo de técnicas de desenvolvimento do lado do cliente inter-relacionadas e usadas para criar aplicativos web assíncronos. Pelo uso do Ajax, os desenvolvedores podem escrever aplicativos para enviar e recuperar dados de um servidor de forma assíncrona (no background) e não interferir com a exibição e o comportamento da página existente.

4. Angular.js

Javascript-4

O Angular.js é um framework open source para aplicativos web, construído e mantido pelo Google com o objetivo de simplificar o desenvolvimento de aplicativos. HTML é ótimo para declarar documentos estáticos, mas não é tão bom quando se trata de construir visualizações dinâmicas em aplicativos web. É aqui que o Angular.js realmente se destaca. Ele permite aos desenvolvedores estender o vocabulário HTML para seu aplicativo e construir views dinâmicos. O framework coleta de dados do servidor e, em seguida, os modelos localmente para apresentação, e faz isso através de um framework MVC do lado do cliente.

5. Backbone.js

javascript-5

O Backbone.js é uma biblioteca JavaScript com uma interface JSON RESTful e é baseado no paradigma de design do aplicativo modelo-visão-apresentador (MVP). O site do Backbone.js descreve adequadamente o valor desse framework da seguinte forma: “O Backbone.js dá estrutura para aplicativos web, fornecendo modelos com valor-chave de eventos personalizados, coleções com uma rica API de funções enumeráveis, views com manipulação de evento declarativo e conecta tudo à sua API existente através de uma interface JSON RESTful”. O Backbone.js ganhou um imenso número de seguidores nos últimos anos e é notável como uma plataforma robusta, madura e escalonável para o desenvolvimento web e aplicativos móveis.

***

Ralph Eck faz parte do time de colunistas internacionais do iMasters. A tradução do artigo é feita pela redação iMasters, com autorização do autor, e você pode acompanhar o artigo em inglês no link: http://www.monitis.com/blog/2015/03/18/top-5-javascript-tools-you-shouldnt-be-without/