Flutter

10 nov, 2020

Autenticação Simplificada com Flutter, Firebase e Lit

100 visualizações
Publicidade
Image for post

Olá pessoal, tudo bem?

Nesse artigo vou apresentar um package que encontrei “sem querer querendo”. Trata-se do lit_firebase_auth que na sua descrição traz o seguinte objetivo.

Fornecer um conjunto de utilitários e widgets úteis para adicionar facilmente a autenticação Firebase a um aplicativo Flutter.

Na verdade com apenas 2 Widgets declarados já é possível ter uma UI de login com toda a lógica encapsulada para autenticação no Firebase.

Nos passos a seguir apresento como inicializar e utilizar o básico do lit. Se preferir, gravei um vídeo com a demonstração.

Início

No arquivo pubspec.yaml adicione:

lit_firebase_auth: ^0.3.0

No método main será preciso inicializar o firebase:

import 'package:flutter/material.dart';
import 'package:lit_firebase_auth/lit_firebase_auth.dart';
import 'package:firebase_core/firebase_core.dart';


main() async {
  WidgetsFlutterBinding.ensureInitialized();
  await Firebase.initializeApp();
  runApp(MyApp());
}

 

Vamos implementar a classe MyApp(), ou seja, o primeiro widget que será carregado na inicialização. No fonte escrevi todas as classes no mesmo arquivo para exemplificar o uso.

No entanto, procure sempre adotar uma arquitetura pensando na reutilização do código e boas práticas👍.

Vamos definir as configurações iniciais indicando os providers de autenticação em authProviders.

class MyApp extends StatelessWidget {
  @override
  Widget build(BuildContext context) {
    return LitAuthInit(
      authProviders: AuthProviders(emailAndPassword: true, google: true),
      child: MaterialApp(
        home: LitAuthState(
          authenticated: HomePage(),
          unauthenticated: LoginPage(),
        ),
      ),
    );
  }
}

 

Note que o Widget superior deve ser o LitAuthInit, onde declaramos quais os provedores de autenticação. No exemplo, utilizamos apenas o emal-senha e o Google. É possível usar outros como Github, Twitter …

No filho declaramos o MaterialApp. Observe que a classe LitAuthState temos a opção de recuperar o estado da autenticação já direcionando um fluxo com as propriedades authenticated para HomePage() unauthenticated para o LoginPage().

Isso de cara quebra um galho enorme🙈🙈🙈.

Página Login

Na classe LoginPage vamos utilizar um widget utilitário que define os providers declarados na inicialização.

Apenas com o próximo widget já temos uma interface UI com os campos e botões.

class LoginPage extends StatelessWidget {
  @override
  Widget build(BuildContext context) {
    return Scaffold(
        appBar: AppBar(title: Text("Login")),
        body: SingleChildScrollView(
          child: LitAuth(
            config: AuthConfig(title: Text("Autenticação Simples")),
            errorNotification: NotificationConfig(backgroundColor: Colors.red),
          ),
        ));
  }
}

No widget LitAuth é possível personalizar o widget padrão. Na demonstração mudei somente o título e uma notificação de erro com a propriedade errorNotification definindo um fundo vermelho.

Vamos finalizar a implementação do exemplo codificando a classe HomePage que será exibida quando a autenticação for realizada com sucesso.

class HomePage extends StatelessWidget {
  @override
  Widget build(BuildContext context) {
    return Scaffold(
      appBar: AppBar(title: Text("Home")),
      body: Center(
        child: RaisedButton.icon(
          icon: Icon(Icons.lock_outline),
          onPressed: () {
            context.signOut();
          },
          label: Text("Sair"),
        ),
      ),
    );
  }
}

 

Aqui só temos um RaiseButton com o método para encerrar a sessão. Note que através do context conseguimos invocar vários métodos do lit, no caso, o signOut().

Ao executar o projeto com F5 temos as telas do login:

Image for post

Com notificação de erro:

Image for post

E a tela home após a autenticação efetuada com sucesso.

Image for post

Esse post só abordou o básico do pacote.

Finalmente, é bom reiterar a informação. O package ainda está em fase inicial, mas sem dúvida é um recurso interessante para acompanhar a evolução e possível adoção.

Acesse o link do projeto criado com a biblioteca.

Até mais.