/Marketing Digital

voltar
/Marketing Digital

Por que você deveria parar de fazer/responder perguntas técnicas via redes sociais

PorZeno Rocha em

Quando você começa a dar palestras, criar projetos open source, publicar artigos ou simplesmente divulgar seu trabalho para o mundo, pouco a pouco as pessoas começam a te considerar uma referência no assunto. E quando essas pessoas têm dúvidas, é a você quem elas recorrem. Afinal, você é quem mais entende sobre aquilo (o que em muitos casos não é verdade).

A conta é bem simples: quanto mais coisas você faz, mais popular fica, mais pessoas vêm tirar dúvidas com você. Muitas vezes essas perguntas são feitas através de e-mail, grupos e mensagens privadas no Facebook, DM no Twitter, enfim qualquer lugar onde possam te encontrar. Com o passar do tempo, você nota que esse modelo simplesmente não escala. O motivo é que redes sociais genéricas são, geralmente, canais fechados e seu conteúdo não pode ser encontrado em nenhum motor de busca. A conclusão disso é óbvia: outras pessoas não vão ter acesso àquela resposta.

A abordagem que faz mais sentido para resolver esse problema hoje em dia é usar o Stack OverflowQuora e o próprio Fórum iMasters. Esses tipos de canais/ferramentas geralmente aceitam posts em inglês ou português e possuem alta relevância nos motores de busca – ajuda até mesmo quem for no Google, por exemplo, para tentar tirar uma dúvida similar. Milhares de pessoas acessam esses constantemente, ou seja, isso aumenta a probabilidade da sua pergunta ser respondida. E o melhor, as respostas mais relevantes têm mais destaque.

Enfim, independente da ferramenta (Fórum iMastersStack Overflow, Quora, GitHub, IRC), o que eu quero advogar aqui é que você pense duas vezes antes de perguntar ou responder uma dúvida através de uma ferramenta fechada. Você pode achar que está ajudando os outros ao responder, mas na verdade só está contribuindo para uma comunidade com conteúdo restrito a determinadas pessoas.

Note: não estou incentivando que as pessoas parem de ajudar umas as outras e deixem de responder as dúvidas. Só sugiro que o lugar para que essas dúvidas sejam tiradas seja outro.

Mensagem do anunciante:

API para boleto e carnê registrado. Tarifa e prazo personalizados. Saiba mais.

Deixe um comentário! 35

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

  1. Concordo contigo Zeno e tem mais um ponto que você não levantou ai é que todos tem afazeres e vão ter casos que nem sempre é possível responder aos questionamentos que estão na sua inbox, o melhor a fazer é perguntar no stackoverflow e ferramentas semelhantes além de que lá concerteza uma dúvida vai ser respondida mais prontamente e com a vantagem de se ter várias opniões de outras pessoas também.

  2. O comportamento mais fácil é realmente procurar a referência da área e fazer a pergunta direto pra ela, mas com certeza não é a melhor prática. ]
    Aquela frase mais rodada que que notebook de dev continua válida: “A dúvida de um pode ser a dúvida de vários”.
    Sou totalmente a favor de fazer perguntas no github, stack ou qualquer outra app nesse modelo e se o usuário quiser a contribuição da sua referencia envia o link pra pessoa responder, isso sim pode ser feito pelas redes :D

  3. Concordo com a sua opinião, afinal, por mais que as redes sociais ajudem muito a ter nossas dúvidas respondidas de um modo mais rápido e fácil, elas não foram feitas para isso. Se perde muitas informações, ninguém consegue acompanhar tudo, as vezes você vê uma coisa interessante e ela passa batido ou você perde em questões de segundo atualizando a página haha

    O problema é que as pessoas esqueceram dos outros “métodos” e acabam usando as redes para tudo deixando forums e afins “ás moscas”.

  4. O meu pensamento é que responder não faz mal, mas o importante é incentivar sempre as pessoas a pesquisarem e mostrar que inbox e/ou quanto mais restrita for a ajuda, acaba se tornando uma conduta um tanto quanto “egocêntrica”. Isso porque, a ajuda/solução dada permanece apenas com aquela pessoa que possuia o problema. Assim como você mencionou Zeno, não escala.

    IMHO, ainda acredito que o Facebook (especificamente falando) seja um ambiente altamente relevante para debates e um incentivo para que outros membros promovam discussões sobre temas atuais. O que seria “suporte técnico”, ficaria por conta de fóruns especializados em determinada tecnologia, ferramenta e/ou recurso.

    1. Isso mesmo Vitor, o Facebook é excelente para discussão e divulgação de conteúdo até porque todo mundo fica nisso o dia todo. Mas para encontrar uma resposta antiga em determinado grupo ou para indexar no Google é uma droga =/

      1. Era por isso que eu gostava do formato das comunidades do Orkut, funcionava meio como um fórum e era muita mais fácil encontrar tópicos antigos e até mesmo ressuscitá-los com alguma novidade!!!

  5. Olhando o lado do usuário que faz a pergunta via inbox, ele deve pensar que é mais rápido perguntar via Facebook/Twitter/etc geralmente estas pessoas estão sendo imediatistas ou novatas…. o texto tem por fins muitos específicos conscientiza-las, uma coisa que eu por exemplo não tinha reparado era como é ruim “privatizar” certas informações…. muito bom o texto!!

  6. O meu ponto de vista é que a dúvida seja sanada através de redes sociais por um link para o lugar correto, mas sem uma solução técnica por chat mesmo, caso as dúvidas sejam muito especificas o melhor a fazer é solucionar através de post ou resposta do mesmo por uma rede aberta como o Zeno recomenda. Excelente post, esse detalhe muitos não param para pensar na escalabilidade de suas repostas e de todas as ações feitas no meio digital.

  7. Concordo discordando. Ambientes de fórum comuns não são tão “real time” quanto redes sociais. Acredito nos grupos das redes sociais, visto que são empresas concretas (falando mais de facebook). Stack overflow é sensacional. Talvez o ideal seja postar a duvida no stack e colar o link no face :D. Aí você une o útil ao agradável. But.. #irc comanda :D

    1. Exactly! O importante é deixar registrado no S.O. pros outros no futuro, até porque pode vir alguém com uma resposta bem melhor que a sua lá

  8. Impossivel nao concordar com o post, mas um dos exemplos que você citou não é tão escalavel assim(Irc), e mesmo assim o pessoal nao deixa de dar surporte. Penso que o uso do facebook não seja um belo lugar pra isso, mas dependendo da duvida pode ser aceitavel dar uma ajuda, eu sei que deve ser chato pra quem tá muito ativo na comunidade como você, Zeno, Vitor Britto etc.. ser enchido de perguntas a todo tempo num lugar ‘mais ou menos pessoal.’ o que eu penso é, repetindo, dependendo da duvida, se nao for algo muito ‘grande’ ou problematico, vale a pena da essa força.

    PS.: obrigado Vitor Britto pelos inumeros Helps, saiba que nunca deixei de usar o StackOverflow por isso.

    1. Assim que tem que ser Luis. Mesmo com a ajuda, a qual não é a resposta e sim o caminho para que você possa encontrar a solução, é sempre importante utilizar outros meios como StackOverflow e Quora.

      O StackOVerflow é ótimo para encontrar soluções de problemas que 95% dos programadores/desenvolvedores já tiveram alguma dificuldade. Sendo assim, é quase certo de que você encontre a solução para o seu problema também.

      Já o Quora, é uma ótima ferramenta para agregar conhecimento. Você tem pontos de vista diferenciados a partir de excelentes profissionais na área e pode, com isso, expandir seu ponto de vista também.

      Uma dica para encontrar conteúdo no StackOverflow e Quora, é colocar no Google o prefixo “stack/quora how to/what is”, seguido da pergunta.

      Exemplo: “stack what is nodejs” OU “quora how to learn javascript”.

      Tenho uma função bash só para pesquisar desta forma no StackOverflow ou Quora. =]

  9. Infelizmente tem muita gente que não sabe realizar uma pesquisa, e prefere que aquele cara que ela vê como referência faça tudo por ela, ou até mesmo code por ela, duvido que não recebeu nada do tipo rs.

    Mas seja como for ajudar é sempre bom.

  10. Eu acho que nas redes sociais você vai esta mostrando conhecimento ao publico da área. Já em fóruns você divulga ao mundo, porém muita gente não tem interesse nessas informações.

  11. No facebook existe a ferramenta de busca nos grupos, é só a pessoa pesquisar o que precisa antes de perguntar. Mas o que o Zeno Rocha citou também é viável!

  12. realmente postar a coisa num forum e nao em uma comunidade somente … tipo eu acompanho muito a laravel brasil e php brasil e tem coisas que eu vejo depois tento achar novamente e fica muito ruim … no forum é bem melhor … é o que o pessoal das listas sempre comenta pra comenta na lista e posta no forum depois pra fica pra todo mundo … realmente melhor ficar disponivel e facil de achar pra todos… o pessoal la tb concorda com o autor

  13. Boa Zeno, mas então na sua opinião qual seria uma melhor canal que não seria tão fechado só para uma comunidade?
    Na minha opinião creio que um blog talvez seja, mas ai você fica meio preso ao google te colocar como uma das primeiras respostas para tal solução.
    Gostei da ideia do Tracking JS e pretendo dar uma estudada nele.

  14. Concordo e discordo. Acho sim que a forma com que o mundo dev foi para a rede social pode reduzir o nível de pessoas com acesso a um conteúdo interessante. Porém não há ainda ferramentas para gerenciar a qualidade do material que existe por ai e na maioria das vezes os “meninos e meninas” que fazem parte de uma comunidade no Facebook ou Google+ não vão produzir material de qualidade.
    São dúvidas bobas sobre métodos ultrapassados de se usar as linguagens. O cabra não sabe fazer um for e vem um ensina a declarar um i e isso é tido como solução (como um dogma). Ninguém menciona Iterators ou fala sobre as engines que existem por trás desse comando e alguém que nunca viu nada de programação na vida sai por ai escrevendo esse código para outras pessoas, possivelmente até ensinando outros do mesmo jeito (que pode estar “errado” ou não, não estou apto a julgar).
    Enfim, conteúdo de qualidade deve ser livre e distribuído, dúvidas triviais e sobrinhagem devem mesmo ficar enterradas em grupos e comunidades de amigos de escola fundamenta que usam conexão com banco de dados em cada arquivo que escrevem no bloco de notas e depois postam no youtube (tomara que esses vídeos se percam com um SEO justo e soberano).

    Minha opinião, radical, mas sincera!

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas:
Hospedado por: