Gadgets

6 mar, 2013

Chromebook – primeiras impressões

100 visualizações
Publicidade

Recentemente recebi um presente especial para a BrazilJS Foundation das mãos do Renato Mangini, Developer Relations da Google, um Chromebook.

O computador é extremamente veloz e o sistema operacional é diferente de tudo o que eu já mexi. Por isso, hoje vim aqui para contar um pouco das minhas primeiras impressões sobre ele.

chrome

 

Hardware

O modelo que recebemos é o Samsung Chromebook 550, que não possui o hardware mais incrível do mundo, apenas o suficiente para rodar muito bem e ainda oferecer um preço bastante atrativo. Na Amazon, por exemplo, ele está na faixa de $250 à $550. Atualmente já existem modelos mais novos, sendo Chromebook Pixel o mais recente.

Peso e Bateria

Eu viajo bastante, portanto quando cogito comprar qualquer laptop tem duas coisas que estão no topo da lista de prioridades pra mim, peso e duração da bateria. E nisso essa máquina se sai bem, pesando 1.48kg e com uma bateria que dura cerca de 6 horas.

Teclado

O teclado apresenta botões extras que reforçam como o foco de todo sistema operacional é a web. Existem botões para voltar uma página no histórico do navegador, ir para frente no histórico e atualizar a página. Além deles, ainda tem um botão de pesquisa no lugar onde geralmente fica o caps lock. Já o touchpad não apresenta nada muito novo.

teclado

Sistema operacional

A Google desenvolveu um sistema operacional específico para rodar nesses Chromebooks, chamado ChromeOS e agora sim chegamos na parte legal! Assim como o Android, o ChromeOS é um sistema operacional de código aberto baseado em Linux. Onde o foco é claramente em pessoas que usam seu tempo no computador inclusivamente na internet.

Inicialização

Assim que você liga o computador já percebe como o boot é extremamente rápido, durando mais ou menos 5 segundos. Depois chega a hora de realizar seu login usando sua Google Account. Uma vez autenticado, todo seu histórico nos produtos da Google são importados. Qualquer pessoa pode logar em qualquer Chromebook e ter acesso a todo o seu ambiente do jeito que estava, no caso de quebrar, jogar no rio, um carro passar em cima, esquecer no taxi, etc.

login

Sistemas de Arquivos

Em todo sistema operacional eles procuraram facilitar ao máximo as coisas e não podia ser diferente na maneira de lidar com os arquivos. Para visualizar seus arquivos você abre um app chamado Files, nele você encontra duas pastas:

  • Downloads – onde fica armazenado tudo o que você baixa através do Chrome.
  • Google Drive – a ferramenta de compartilhamento de arquivos na nuvem, estilo Dropbox.

E só!

filesystem

O HD possui apenas 16GB, já com relação ao Google Drive eles oferecem 100GB gratuitos. Uma aposta de que no futuro você não terá mais arquivos na sua máquina, tudo estará na nuvem.

WebApps

No ano de 2012 eu resolvi passar pela experiência de utilizar os três principais sistemas operacionais do mercado. Migrei do Windows para Linux, onde fiquei por um bom tempo até migrar para o MacOSx, meu sistema atual.

O engraçado é que nenhum deles se assemelha ao ChromeOS. Nele tudo gira em torno do navegador Chrome, não existe Software, só existe WebApp. Até para alterar as configurações do sistema você utiliza o Chrome.

O que também impressiona é como todos os serviços da Google são interligados. Se você precisa criar documentos, planilhas ou apresentações, use o Google Docs, Sheets e Slides. Se você quer ouvir música, use o Google Play Music. Se você precisa se comunicar via chat ou vídeo, use o Google Talk ou Hangout. E por aí vai…

Se faltar alguma coisa você pode recorrer a Chrome Web Store.

webapps

Concluindo

Se você é um desenvolvedor talvez se sinta limitado por não conseguir instalar e modificar configurações através da interface do terminal, por isso a dica é alterar para o Developer Mode, assim você consegue acesso como root e consegue bagunçar o que quiser.

Outra coisa legal, é que fica muito fácil para criar seus próprios WebApps. Sentiu falta de alguma coisa no seu sistema operacional? Com HTML, CSS e JavaScript você consegue criar.

Esse é certamente um produto visionário que introduz uma mudança de paradigma muito grande com relação à como lidar com um computador, estou curioso para ver como o mercado brasileiro vai receber esse produto no futuro.