Back-End

12 mar, 2015

Funções anônimas – Lambda e Closure no PHP

100 visualizações
Publicidade

Uma função anônima é qualquer função que não possui ou não precise de um nome identificador. Elas podem ser definidas em qualquer lugar e normalmente são atribuídas a uma variável e/ou utilizadas como callback.

Conceitualmente, temos dois tipos de funções anônimas, lambda e closures, que estão disponíveis a partir da versão 5.3 do PHP.

Lambda

Lambda é uma função anônima básica. Muitas linguagens não utilizam esse termo, apenas chamam de função anônima, mas particularmente costumo utilizar, pois a função create_function, que está disponível desde a versão 4 do PHP, cria funções anônimas há um bom tempo, logo costumo chamar este novo estilo de lambda para diferenciar. Confira a sintaxe de uma lambda:

$var = function ( parameters ) {
    statement
};

Lambdas são mais rápidas que funções criadas utilizando a função create_function.

Closure

Closures são funções anônimas um pouco mais complexas que as lambdas, pois permitem interações com variáveis externas, ou seja, variáveis que foram definidas no mesmo escopo em que o closure foi definido, para isso utilizamos a palavra-chave use, informando as variáveis externas que iremos interagir entre parênteses.

$var = function ( parameters ) use ( variables ) {
 statement
};

É importante finalizar a declaração de uma lambda ou closure com ponto e vírgula após as chaves.

Método mágico __invoke()

O PHP oferece um conjunto de métodos mágicos que podem ser utilizados quando necessário em uma classe e são executados quando um determinado comportamento é solicitado.

O método mágico __invoke() foi adicionado na versão 5.3 do PHP, sendo este executado quando tentamos chamar um objeto como uma função (bem parecido com uma função variável), que foi apresentada no artigo Variáveis e Constantes no PHP.

<?php
class Logger {
 public function __invoke($message) {
 echo $message;
 }
}
 
$log = new Logger();
$log('Hello World');
// Resultado: Hello World
?>

Trabalhando com lambda e closure

Agora que conhecemos um pouco sobre funções anônimas, vamos praticar:

<?php
// Simulation configuration
$config['uppercase'] = true;
 
$lambda = function ($first, $second) {
 return $first + $second;
};
 
$result_lambda = $lambda(2, 3);
echo $result_lambda;
// Resultado: 5
 
$closure = function ($message) use ($config) {
 if(isset($config['uppercase']) && $config['uppercase'] == true) {
 $message = strtoupper($message);
 }
 
 return $message;
};
 
$result_closure = $closure('Hello world');
echo $result_closure;
// Resultado: HELLO WORLD
 
// Using as a callback
function firstWord($message, $callback) {
 $parts = explode(' ', $message);
 
 return $callback($parts[0]);
}
 
$result_callback = firstWord('Hello World', $closure);
echo $result_callback;
// Resultado: HELLO
?>

Começamos o script acima simulando um array de configurações, em seguida criamos uma lambda, para calcular a soma entre dois parâmetros, atribuindo a variável $lambda.

Após testar a lambda, definimos um closure que recebe uma mensagem e interage com o array de configurações($config) para padronizar como esta mensagem deve ser exibida. Com isso, não precisamos passar as configurações como parâmetro toda vez que a função/closure for utilizada, em seguida testamos o closure.

Por último criamos uma função que recebe dois parâmetros. O primeiro é uma mensagem, já o segundo é um callback, ou seja, uma função que deve ser chamada antes de retornar o resultado; sendo assim, ao executar a função firstWord passamos a mensagem como primeiro parâmetro e como segundo parâmetro enviamos a variável $closure, que antes de retornar o resultado é executada.

Referências