DevSecOps

22 abr, 2019

Relatório: crescem mais de 200% ataques que buscam minerar criptomoedas

visualizações
Publicidade

Relatório da Trend Micro, empresa de segurança digital, mostra que os ataques para minerar criptomoedas cresceram 237%. A informação, publicada na agência ComputerWorld, se referiu ao ano de 2018, em comparação com 2017.

Além disso, aumentaram os tipos de ataques realizados. De acordo com o levantamento, os criminosos exploraram brechas por meio de plataformas de anúncios maliciosos. Eles usaram, ainda, segundo a reportagem, anúncios pop-up, invasões de servidores, extensões de navegadores, plug-ins e botnets.

Leonardo Souza, especialista em cibersegurança da Trend Micro, disse para a agência, que “Os ataques enxergaram neste tipo de mineração, utilizando as mais variadas investidas para obter dispositivos capazes de encontrar os blocos.”

Os bandidos teriam usado, também, pacotes com software legítimo. Sem contar os kits de exploração e ransomwares adaptados.

Ataques para minerar criptomoedas

O documento cita o trabalho dos pesquisadores. Segundo o estudo, eles analisaram fóruns clandestinos on-line. Nestes fóruns encontraram ferramentas e serviços relacionados a dois métodos principais de criptografia mais frequentes.

São eles: malware de mineração com criptografia e malware que rouba criptografia. No primeiro, se enquadra a maioria dos exemplos. Os fóruns clandestinos estariam vendendo produtos relacionados a atividades de mineração que usam smarphones.