Android Studio: vantagens e desvantagens com relação ao Eclipse

PorSuelen Carvalho em

O Android Studio, lançado no último Google I/O, é uma IDE para desenvolvimento na plataforma Android baseado no InteliJ Community Version.  Com o mesmo objetivo do Eclipse + ADT (Android Developer Tools), ele provê um ambiente de desenvolvimento, debug, testes e profile multiplataforma para Android.

Android-Studio

Posso usar com projetos criados no Eclipse?

Pode, sim! Para abrir os projetos criados no Eclipse no Android Studio, basta atualizar o ADT para a versão 22.2.1. Assim você terá acesso a uma nova funcionalidade de exportação do projeto que exporta para o formato de projetos do Gradle, usado pelo Android Studio.

Instalando o Android Studio

A instalação é bem simples, basta fazer o download e executar, no caso do Windows. Algo que pode incomodar um pouco é a espera por uma série de downloads de dependências que incluem o Gradle e outros. A vantagem é que esses downloads são feitos pela própria IDE, não sendo necessária a instalação por parte do desenvolvedor.

O download do Android Studio no site do Google trouxe a versão 0.2.0 e depois foi necessário atualizar para a 0.2.13, selecionando a opção Help > Check For Updates. Outro detalhe é que será preciso realizar o download dos SDKs que você pretende usar.

Enfim, após muita espera e vários downloads, vamos falar da IDE em si.

Desvantagens: por que você pode não gostar do Android Studio

Houve uma grande mudança quanto à estrutura de diretórios do projeto. É totalmente diferente da estrutura criada pelo Eclipse, e são gerados diversos arquivos que deixam o projeto um tanto “poluído”.

Basicamente, o Android Studio utiliza a estrutura de projetos Gradle e muitos dos arquivos gerados são por conta disso. Tenha em mente que os arquivos que você precisa alterar (.java, .xml, AndroidManifest e outros) agora ficam todos dentro do diretório src.

android-studio-2

Não é possível abrir mais de um projeto na mesma janela. Ao tentar abrir outro projeto, o Android Studio permite abri-lo em uma outra janela ou substituir a atual. Isso poderá incomodar alguns desenvolvedores que costumavam trabalhar com vários projetos e/ou workspaces no Eclipse.

Vantagens: por que você deve usar o Android Studio

A interface do Android Studio é bem atraente, tem um leque de schema considerável, podendo utilizar vários “Look and Feel” diferentes. Eu optei pelo tema Darcula, o mesmo usado na apresentação do Google I/O. Também é possível customizar os atalhos de teclado, de forma que sejam iguais a outras IDEs, como o Eclipse. Assim, o impacto ao usar a ferramenta tende a ser menor.

O auto-complete vem com todos os recursos que já tínhamos no Eclipse, no InteliJ e em mais alguns. É muito rápido, e você não precisa dar “Ctrl+espaço” para ele aparecer – é automático -, o que realmente torna muito mais rápido o desenvolvimento.

A funcionalidade Injection Language permite que strings de outras linguagens sejam validadas pela IDE. Quando criamos uma expressão regular, por exemplo, o Android Studio a valida e até permite que seja realizado um teste com entrada e saída, sem precisar recorrer a sites da web. A ideia é que esse recurso também seja aplicado a outras linguagens que fazem uso de strings, como SQL, XML, HTML etc. Também é possível visualizar o conteúdo de recursos como strings, ícones e cores ao utilizá-los no código.

Sobre integrações com sistemas de controles de versão, não temos do que reclamar. O Android Studio integra-se com Mercurial, Git e Subversion. Ele também fornece uma integração visual para realizar operações cotidianas, como commits, pushs, diffs, entre outras.

O preview de layouts está muito mais robusto do que aquele existente no Eclipse. É possível visualizar o layout em várias telas de tamanhos diferentes simultaneamente. Além disso, é possível selecionar idioma, temas, versões do Android e resoluções para validar arquivos strings e recursos visuais em diversas situações diferentes.

O recurso de criação de layout também está bem superior ao do Eclipse. Arrastar e soltar uma view na tela, recurso conhecido como drag and drop, ficou muito mais fácil. Este, acompanhado do preview, deixa a experiência de criação de layouts muito mais agradável, tornando praticamente desnecessária a execução do emulador ou do dispositivo para ver o resultado.

Android-Studio-4

Além das funcionalidades comentadas aqui, existe uma série de outras. Uma visão mais geral sobre as funcionalidades pode ser vista no vídeo oficial apresentado no Google I/O através do link https://developers.google.com/live/shows/478404424

Conclusão

Até a conclusão deste artigo, a versão mais recente do Android Studio é a 0.2.13. Ainda não é um produto acabado (essa versão é chamada de Early Access Preview) e certamente deve existir uma série de bugs. No entanto, o Google tem se mostrado empenhado em corrigi-los e em melhorar a IDE.

Acredito que, no futuro, o Android Studio será muito apreciado pelos desenvolvedores de apps Android e que valha a pena investir um tempo para conhecê-lo melhor. A princípio, acredito que ele possa promover muito mais facilidade e também aumentar a produtividade no desenvolvimento de aplicativos.

Saiba mais sobre o Android Studio – http://developer.android.com/sdk/installing/studio.html

***

Artigo publicado originalmente na Revista iMasters #8: http://issuu.com/imasters/docs/revista-imasters-8

Deixe um comentário! 18

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

    1. Olá Suelen,
      acredito que o pessoal se refere aos links quebrados em partes, porém com o mesmo redirecionamento.
      Exemplo: https://developers.google.com/live/shows/478404424
      Ficou: https :// developers .google .com /live /shows/ 478404424
      Passe o mouse em cima do link no artigo que ficaria mais claro.

      No mais o artigo estava muito bom, atualmente a versão do Android Studio está na v0.8.6. E eu ainda não tinha conhecimento do mesmo =)
      Obrigado por compartilhar.

      Abç

  1. Oi muito bom esse poste, gostaria de compartilha uma duvida, eu ei fiz um app no eclipse ele pronto tem o tamanho de 393KB e resolvi conhecer o android studio onde o mesmo app pronto ficou com o tamanho de 960KB , a questao e a seguinte gostei muito do android Studio sô que não vou utilizar uma ide que dobra o tamanho do meu arquivo e você qual opinião?

  2. Estou em fase de aprendizagem, versão 1.5.1 da IDE.
    Uso meu próprio celular para ver o resultado.
    Porém, quando preciso usar o emulador o mesmo não aparece para que eu possa visualizar o resultado. O mais estranho é que não acontece nenhum tipo de erro. É como se existisse uma função qualquer do tipo visible=false para que o mesmo não fique visível nas janelas abertas.

    Att

    Tiãozinho

    1. Rocha, não ocorre erro porque não existe erro no emulador, na verdade é o seu processador que não deve suporta a virtualização/emulação, aconteceu comigo também, da uma olhada nas especificações do processador.

  3. Estudo na anhanguera krton e pelo menos na unidade Osasco eles usam ainda o sdk. Que não consegui instalar no meu aliais pouco da minha sala consegiu. Tenho q fazer um apk de cálculo imc mais como vou fazer. Nesse novo Android estudio

  4. Parabéns, li todo o conteúdo e achei muito bom. Você escreveu esse texto em 2016, e hoje estamos em 11/2016 com a versão 2.2, estou utilizando para fazer meu tcc. Como diz no texto, o que você acreditava, hoje é a realidade pura. Belo conteúdo, parabéns.

  5. Eu estou pensando em criar uma nova versão para os Celulares Touch Java sabe eu não quero que eles sejam esquecidos pelo tempo vai até ser bom porque muita gente vai querer baixar porque eu criarei um instalador e não uma nova versão ele será um instalador que vai instalar o sistema operacional android 4.0 Jelly Bean

  6. Um Ótimo artigo para entender melhor o Android Studio, talvez realizar uma atualização do mesmo, para mostrar um pouco mais do que foi mudado.

leia mais