DevSecOps

2 abr, 2015

Paradigmas de programação são importantes?

100 visualizações
Publicidade

Uma coisa muito importante de se analisar (pelo menos eu acho importante) antes de iniciar um projeto qualquer, ou resolver um determinado problema dentro de um projeto, é qual paradigma de programação (ou qual característica do paradigma utilizado) é o mais adequado para ocasião.

Levo tal ponto de vista em consideração justamente pelo fato de existir diversos paradigmas de programação aplicados a diversas linguagens existentes – algumas linguagens suportando mais de um paradigma. A exemplo disso, poderia mencionar o PHP, que suporta paradigmas como estruturado, orientado a objetos e funcional.

A importância de se conhecer os paradigmas está intimamente ligada à capacidade de decidir sobre qual é o mais apropriado, qual se encaixa melhor para a resolução de um dado problema. Não existe um paradigma de programação que seja melhor que o outro. Existe aquele que, quando aplicado de maneira menos errada, irá resolver bem o problema e trazer seus benefícios.

Quando trabalhamos com programação de software, devemos conhecer formas de se resolver problemas (e quando digo formas, me refiro aos paradigmas de programação e suas respectivas linguagens), uma vez que resolvemos problemas escrevendo códigos que expressão soluções. Entender o que se está querendo fazer, entender o problema que está diante são fatores que auxiliam a decidir qual paradigma escolher ou qual característica do paradigma adotar. Passar a conhecê-los e a estudá-los mais afundo contribui também para que se obtenha um uso melhorado da linguagem com a qual se trabalha e sobre os recursos por ela oferecido.

Decidir qual paradigma adotar é uma questão que, ao meu ver, está mais ligada a características do problema em questão, tais como tempo de mercado previsto para esse software. Por exemplo, um software com longo prazo de vida previsto, ele deve ser fácil de escalar e se moldar as novas necessidades, logo, observar e escolher um paradigma e uma linguagem que forneça tais características de maneira eficiente seria interessante para o caso. Observar os domínios que estariam envolvidos na sua construção é outro ponto que considero relevante para tal escolha.

Programação é resolução de problemas. Procure conhecer mais sobre paradigmas de programação; se trabalha com uma linguagem que suporta apenas um paradigma, estude-o a fundo e aplique esse conhecimento em sua linguagem. Mas procure conhecer outros, afinal, não é bom se fechar apenas em uma linguagem ou paradigma. Quando estiver diante de uma linguagem que é multi paradigma, saiba usar cada um no seu momento certo, considerando sempre o problema que está tentando resolver.