DevSecOps

DevSecOps

Instale e execute aplicativos Windows no Linux com CrossOver

7 jan, 2015
Publicidade

O Wine é a típica solução “faça-você-mesmo” quando você precisa executar um aplicativo do Windows em seu desktop Linux. No entanto, o Wine também pode ser assustador porque o software faz pouca coisa para proteger os usuários das complexidades técnicas do seu funcionamento interno. Isso não é uma coisa tão ruim se você tem habilidades em linha de comando e não se importa de mexer com o coração do software. Mas, para os meros mortais que procuram uma maneira relativamente fácil de usar seus aplicativos (ou jogos) favoritos do Windows, isso pode ser um pouco decepcionante. Se você pertence a essa categoria, conheça o CrossOver Linux da CodeWeavers. Baseado no Wine, o CrossOver Linux ostenta vários confortos que o tornam muito mais fácil de instalar e executar software Windows no Linux. O CrossOver Linux é um aplicativo comercial, mas seus desenvolvedores patrocinam e contribuem com o projeto Wine e, por isso, ao adquirir uma licença do CrossOver Linux, você estará apoiando indiretamente o desenvolvimento do Wine.

Introdução ao CrossOver Linux

O site do produto oferece pacotes binários para versões Debian e Ubuntu de 32 bits e 64 bits (e, por extensão, para todos os derivados baseados nessas distribuições Linux), bem como um instalador .bin genérico para outras distribuições. A instalação do aplicativo em sua máquina é muito fácil: basta executar o instalador ou usar o gerenciador de pacotes da sua distribuição para instalar o pacote .deb apropriado.

Uma vez instalado, você pode acessar as ferramentas CrossOver Linux através de um menu no iniciador de aplicativos. A primeira coisa que você poderá fazer é instalar um aplicativo do Windows, e para isso, o CrossOver possui uma ferramenta gráfica de fácil utilização que pode ajudar nessa tarefa. Para iniciá-la, escolha no menu de inicialização de aplicativos: CrossOver | Instalar Software Windows ou execute o código ~/cxoffice/bin/cxinstaller no terminal. Isso abrirá a interface de instalação de softwares do CrossOver, que o guiará através do processo de instalação de aplicativos do Windows.

A ferramenta do instalador oferece uma lista de softwares do Windows que já são conhecidos por serem executados sem problemas no CrossOver, incluindo os aplicativos mais populares como Microsoft Office, Internet Explorer, Adobe Photoshop e EndNote, assim como jogos como Call of Duty, Diablo III, Left 4 Dead e muitos outros (Figura 1).

 Figura 1: O instalador de software do CrossOver fornece uma maneira fácil de instalar aplicativos do Windows no Linux.
Figura 1: O instalador de software do CrossOver fornece uma maneira fácil de instalar aplicativos do Windows no Linux.

Para buscar a última lista de aplicativos suportados, pressione Update now; em seguida, você pode usar o recurso de pesquisa para descobrir rapidamente se um aplicativo específico está na lista.

A implementação de um aplicativo suportado usando a ferramenta de instalação de softwares do CrossOverr é relativamente fácil, especialmente se o aplicativo está disponível para download diretamente no instalador. Por exemplo, para instalar o navegador Internet Explorer 7, selecione-o na lista de aplicativos suportados e clique no botão Install; a ferramenta do instalador vai cuidar do resto (Figura 2).

Figura 2: O instalador de software apresenta uma lista dos softwares Windows suportados.
Figura 2: O instalador de software apresenta uma lista dos softwares Windows suportados.

Se você estiver instalando um aplicativo suportado a partir de um meio de armazenamento (baixado diretamente na sua máquina) ou de um executável de um instalador, precisará apontar a ferramenta de instalação de software para pegar esse arquivo. Para fazer isso, expanda a seção da fonte de instalação e, em seguida, selecione e especifique uma das opções disponíveis (Figura 3). Você pode escolher um volume específico (para instalar o software a partir de uma imagem ISO de um CD montado ou DVD), Choose Installer File (para especificar o arquivo de instalação executável), e Choose Installer Folder (que trata a pasta especificada como um disco de instalação).

Figura 3: O instalador de software do CrossOver lida com diferentes fontes de instalação.
Figura 3: O instalador de software do CrossOver lida com diferentes fontes de instalação.

O site do projeto também mantém o banco de dados do Windows Software Compatibility, que contém uma lista abrangente de aplicativos do Windows e seu status de compatibilidade (Figura 4). Nesse banco de dados, você pode procurar por um software específico e visualizar informações detalhadas sobre o seu status de compatibilidade, juntamente com dicas úteis sobre como fazê-lo funcionar no CrossOver Linux.

Figura 4: O banco de dados de Compatibilidade de Software do Windows suporta a tecnologia CrossTie para a instalação em um clique.
Figura 4: O banco de dados de Compatibilidade de Software do Windows suporta a tecnologia CrossTie para a instalação em um clique.

Melhor ainda, muitos aplicativos listados no banco de dados podem ser instalados pela tecnologia CrossTie, que funciona como um sistema de 1-clique-único no botão instalar (no openSUSE). Se um aplicativo no banco de dados de compatibilidade é suportado pela tecnologia CrossTie, você poderá instalá-lo usando o botão Install via CrossTie. Isso requer, é claro, que CrossOver esteja instalado em seu sistema e que você possua um instalador para um aplicativo específico. É claro que você pode instalar aplicativos do Windows que não são oficialmente suportados, mas não há garantia de que eles vão funcionar ou que não vão quebrar os aplicativos já instalados.

Instalar um aplicativo não suportado não é difícil. Para ver como isso funciona na prática, tente instalar o editor de texto Notepad++. Para começar, pegue o instalador .exe a partir do site do projeto. Inicie a ferramenta de instalação de software do CrossOver e selecione Unsupported Applications | Other Application na lista. Agora mude para a seção de origem da instalação, clique em Choose Installer File e selecione o instalador .exe baixado. Em seguida, será necessário especificar um bottle (um tipo de garrafa), utilizado para manter as coisas bem organizadas em seu próprio ambiente, impedindo que os aplicativos instalados afetem um ao outro. Cada ambiente emula uma versão específica do Windows, como Windows 98, Windows 2000, Windows XP e Windows Vista. Cada ambiente contém um drive C único e todos os seus subdiretórios padrão, incluindo Windows, Arquivos de programas, e assim por diante. O bottle também contém um registro completo do Windows, um conjunto completo contendo a maioria das configurações do CrossOver específicas para aquele ambiente, e um ou vários aplicativos do Windows adequados àquele ambiente.

Para especificar um novo bottle para o Notepad ++, mude para a seção de configuração de bottles e selecione o tipo desejado. Uma vez que o Notepad ++ pode ser executado tanto no Windows XP quanto no Windows Vista, você pode escolher winxp ou winvista como ambiente. Em seguida, clique no botão Install e siga o procedimento de instalação (Figura 5). Uma vez que o aplicativo seja instalado, poderá ser inicializado a partir do menu de aplicativos do Windows.

Figura 5: O CrossOver instala também aplicativos sem suporte oficial.
Figura 5: O CrossOver também instala aplicativos sem suporte oficial.

Gerenciando bottles

O CrossOver Linux é capaz de lidar com vários ambientes (ou bottles) com a ferramenta dedicada Bottle Manager. O gerenciador de instalação de software do CrossOver, no entanto, permite que sejam criadas novos bottles ao instalar aplicativos do Windows. O utilitário Bottle Manager vem a calhar quando é necessário configurar manualmente esses bottles, bem como modificá-los e excluí-los. Para executar o utilitário, escolha CrossOver | Bottle Manager e mude para a seção de gerenciamento de bottles (Figura 6). Para criar uma nova bottle, pressione o botão Add, especifique um nome, o tipo de bottle desejado e pressione Create. Usando o botão Remove, você poderá excluir facilmente qualquer um dos bottles existentes. O botão Add Duplicate permite clonar o bottle selecionado e o botão Add From Archive permite restaurar um bottle de um arquivo. Para gerenciar os aplicativos instalados em cada bottle, vá para a guia Applications (Figura 7). Usando os botões apropriados, é possível remover e reparar os aplicativos existentes, bem como instalar aplicativos em um bottle selecionado.

Figura 6: A ferramenta Bottle Manager pode ser usada para criar e gerenciar garrafas.
Figura 6: A ferramenta Bottle Manager pode ser usada para criar e gerenciar bottles.
Figura 7: A seção Aplications do Bottle Manager permite instalar e apagar aplicativos do Windows.
Figura 7: A seção Aplications do Bottle Manager permite instalar e apagar aplicativos do Windows.

As ferramentas disponíveis sob a guia Control Panel permitem executar várias tarefas de manutenção de famílias de software (Figura 8). A ferramenta Edit Associations, por exemplo, pode resolver os conflitos entre vários bottles ou aplicativos concorrentes para o mesmo tipo de arquivo. O comando Simulate Reboot fornece uma maneira de lidar com o mau comportamento de aplicativos do Windows. Se um aplicativo congelar ou se comportar de forma irregular, você poderá usar o comando Simulate Reboot sem realmente reiniciar o sistema. O comando Task Manager executa o utilitário de gerenciador de tarefas do Windows, que permite visualizar e controlar processos em execução em um bottle específico e até mesmo acabar com um processo em execução para parar um aplicativo que não responde. Por fim, a ferramenta de configuração do Wine permite que você ajuste as definições de configuração do bottle atual. Mexer com essas configurações requer algum conhecimento sobre como funciona o Wine, então você provavelmente não deve modificar nada caso suas habilidades com o Wine sejam próximas de zero.

Figura 8: A seção Control Panel contém diversas ferramentas úteis.
Figura 8: A seção Control Panel contém diversas ferramentas úteis.

A seção Advanced dá acesso a vários recursos úteis (Figura 9). A ferramenta Make Archive permite que seja criado um arquivo compactado do bottle selecionado. Se você usar essa ferramenta para fazer backup de um bottle existente, poderá restaurá-lo a partir de um arquivo usando o botão Archive na parte inferior da janela Bottle Management. Por padrão, todos os bottles do CrossOver são executados no chamado modo particular, no qual os bottles só podem ser usados por um único utilizador do sistema. Bottles privados são armazenados no diretório home do usuário. Se quiser dar a qualquer usuário do seu sistema o acesso a um bottle, deve torná-lo público utilizando o botão Publish. Bottles publicados são armazenados no diretório /opt/cxoffice/etc e não podem ser modificados: as alterações em um bottle publicado feitas por um determinado usuário serão salvas por apenas esse usuário.

Figura 9: Com as ferramentas presentes na seção Advanced, é possível publicar e fazer backup de bottles.
Figura 9: Com as ferramentas presentes na seção Advanced, é possível publicar e fazer backup de bottles.

Conclusão

O CrossOver Linux é um produto comercial e, como tal, não é livre. No entanto, ele faz um grande trabalho de simplificar o processo de instalação, execução e gerenciamento de aplicativos do Windows no Linux. Se mexer com Wine não é sua especialidade, então você deve dar uma chance ao CrossOver. Afinal, você ainda pode pegar uma versão de teste do CrossOver e utilizar por 14 dias, para analisar se vale a pena o investimento, ou seja,você não tem nada a perder.