AWS

25 fev, 2016

Monitoramento refinado para Amazon RDS (MySQL 5.6, MariaDB e Aurora)

100 visualizações
Publicidade

O Amazon Relational Database Service (RDS) facilita a configuração, a operação e a escalabilidade de bancos de dados relacionais na nuvem. Como é frequentemente o caso com modelos AWS de alto nível, nós cuidamos de todos os detalhes, a fim de dar-lhe o tempo para se concentrar no seu aplicativo e na sua empresa.

Monitoramento refinado

Usuários avançados do RDS pediram-nos para mais detalhes sobre o funcionamento interno do serviço e estamos felizes em anunciar o novo recurso de monitoramento refinado!

Depois de ativar esse recurso para uma instância de banco de dados, você terá acesso a mais de 50 nova métricas de CPU, memória, sistema de arquivos e discos de I/O. Você pode ativar esses recursos em uma base por instância e pode escolher a granularidade (até 1 segundo). Aqui está a lista de métricas disponíveis:

rds_full_metrics_list_2

E aqui estão algumas das métricas para uma das minhas instâncias de banco de dados:

rds_my_metrics_1

Você pode ativar esse recurso para uma instância de banco de dados existente, selecionando a instância no Console RDS e, em seguida, escolha Modify no menu Instance Options:

rds_enable_enhanced_monitoring_2

Ative o recurso, escolha uma função IAM, selecione a granularidade desejada, marque Apply Immediately e clique em Continue.

As métricas refinadas são ingeridas pelo CloudWatch Logs e podem ser publicados no Amazon CloudWatch. Para fazer isso, você precisará configurar um filtro de extração de métricas – leia Monitoring Logs para saber mais. Uma vez que as métricas são armazenadas no CloudWatch Logs, elas também podem ser processadas por ferramentas de análise e monitoramento de terceiros.

Já disponível

O novo recurso Enhanced Metricsestá disponível nas regiões Leste dos EUA (Norte da Virgínia), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), Oeste dos EUA (Oregon), Europa (Irlanda), Europa (Frankfurt), Ásia-Pacífico (Singapura)Ásia-Pacífico (Sydney) e Ásia-Pacífico (Tóquio). Ele funciona com MySQL 5.6, MariaDB e Amazon Aurora, em todos os tipos de instância, exceto t1.micro e m1.small.

Você pagará as taxas usuais pela ingestão e de transferência de dados para CloudWatch Logs (veja a página de preços CloudWatch Logs para mais informações).

Deixe suas dúvidas aqui ou escreva diretamente para Jeff Barr (em inglês).