/Banco de dados

voltar
/Banco de dados

DatabaseCast: História do MongoDB

PorDatabaseCast em

VitrineDatabaseCast42

Olá, pessoal! Neste episódio do DatabaseCast, o podcast brasileiro sobre banco de dados, Mauro Pichiliani (@pichiliani) e Wagner Crivelini (@wcrivelini) aprendem sobre a história do MongoDB com os convidados Christiano Anderson (@dump) e Suissa (@osuissa). Neste episódio você vai criticar um nome de um banco de dados, discutir sobre NoSQL e SQL, prevenir uma gravidez eventual, conhecer o teorema CAP, embolar suas transações e modelos OLAP no JSON e ficar ligado no que pode ser o seu próximo banco de dados.

Download

Camisetas do DatabaseCats:

Camiseta DatabaseCast Fluxo Matrix Camisa Data baseCast Sonho Fractal

Você pode comprar a camiseta com estampa fractal Fluxo Matrix  e Sonho Fractal diretamente neste link.

Não deixe de nos incentivar digitando o seu comentário no final deste artigo, mandando e-mail para  databasecast@gmail.com, seguindo o nosso twitter @databasecast, vendo informações de bastidores no nosso Tumblr e curtindo a nossa página no Facebook.

Clique aqui para obter o endereço do feed RSS e assinar o DatabaseCast

Veja no gráfico abaixo a duração e os tempos aproximados de início e fim de cada bloco:

GraficoTamanhoDatabaseCastEpisodio42

Veja na tag cloud abaixo a contagem das palavras mais usadas nos emails, comentários e tweets do episódio anterior:

TagCloud_ep41

Links do episódio:

Deixe um comentário! 30

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

  1. Honra em ser o primeiro a Comentar.
    Encontrar conteúdo de qualidade assim é difícil e o databasecast alem de informar ajuda a direcionar a carreira de muitos ouvintes, isso só é possível pela experiência dos hosts e pelos ótimos convidados.
    Serie de historia é a minha preferida já ouvi todos programas pelo menos umas 4x vezes.

  2. Primeiramente parabéns por este cast, certamente vai despertar muita gente para estudar o mongoDb (eu sou uma delas), dois pontos que o Suissa falou me chamou a atenção por ser usuário AWS e utilizar geolocalização: Programa que utiliza Jquery e MongoLab com busca de pontos próximos e servir arquivos estáticos com gridfs. Suissa, você tem um link para o projeto ou sobre o assunto para indicar ?

    1. Rapaz nem sei o link final mas se quiser posso jogar no github, é muito simples fiz com umas 5 linhas de jQuery :p

      Mas se qusier saber mais sobre geoloc entre no grupo NoSQL Brasil ou MongoDb Brasil no Facebook ;)

  3. Parabéns pessoal por mais um podcast muito bom!
    Agregou muito deu mais vontade de conhecer um pouco sobre NoSQL. Acho que é mais de uma ferramenta para auxiliar no nosso velho processamento de dados, sendo que, nem uma, nem outra será a vencedora e sim parceiras no trabalho! Abraço a todos.

  4. Ótimo episódio! Todas as vezes que me deparei com assuntos que não me interessaram de imediato antes de ouvir o podcast, me surpreendo. O trabalho de vocês tem muito me ajudado e incentivado com meus planos de carreira. Acho ainda que devido a proporção e sucesso do DatabaseCast, poderia haver um site só para seus podcasts e suas matérias de bd. Mais uma vez, meu muito obrigado!

  5. Boa noite senhores.

    Mais um episódio, mais experiência. Venho cada vez mais vendo como tendência de mercado a união entem NoSQL e SQL. Sempre para a solução de um problema maior.

    Parabéns pela postura de “cada problema, uma solução” adotada sempre nos casts, o que só faz engradecer o conhecimento de nós ouvintes fieis!

    Muito obrigado.

  6. Ótimo podcast, já tinha ouvido falar de mongo db mas conhecia muito pouco. Uma crítica, a página atualiza automaticamente, invalidando o player da página.

  7. Gostei muito do tema , os grandes players de banco de dados relacionais devem estar de olho no universo NoSQL , tanto é que a Oracle já lançou o Oracle NoSQL Database , isso mostra a importância do NoSQL

  8. Muito bom, já tinha ouvido falar mas nunca me interessou, porem ouvindo o Suissa falar com tanta empolgação, fiquei interessado e já estou estudando.
    Obrigado pela dedicação de todos em fornecer material de tão boa qualidade.

  9. Interessante.

    A parte difícil para mim deve ser a mudança de modo de ver o mundo, de relacional para NOSql. Dificuldade que tive qnd estudei DW na faculdade, onde tinha que ver o mundo em um cubo.

    MongoDB está sendo baixado para começar a brincar com ele. Outra coisa que o cast me atentou foi para começar tbm a procurar sobre o NodeJS.

    Parabéns pelo trabalho.

  10. Nomes estranhos eu tenho uma historia que dou muita risada hoje, quando comecei a trabalhar com informática era evangélico e lendo na internet eu vi que tinha um tal de Kerberos (protocolo) que era uma coisa muito importante, fiquei com um pé atrás por um bom tempo, todas as vezes que lembrava desse nome pensava que isso era coisa demônio, um belo dia resolvi ler um pouco mais a fundo vi que não tinha nada haver. Agora este nome MongoDB é estranho isso é.

      1. …ao cachorro que aparece num dos filmes do HARRY POTTER (igual não, parecido.. Cérbero tinha duas cabeças e o do filme tem três).
        Para quem gosta de Mitologia grega, fica a dica :)

  11. Muito bom o universo do MongoDB e suas funcionalidades. Trabalho com muito json e javascipt e o podcast me despertou o interesse no banco. A propósito, Wagner parabéns pelo artigo sobre o otimizador de consultas e o comando HASH JOIN, ainda não li as referencias mas vou dar uma pesquisada. Abraços cassio

      1. Bah, tava vendo o slideshare do Mauro e vi um slide sobre uso de gpu com banco de dados e eu achei muito interessante. Dai eu pensei em uma sugestão de pauta com “coisas diferentes” em banco de dados como no caso do uso de gpu ou um arduino ou plc gravando diretamente na base de dados os valores dos sensores.

  12. Bah, Wagner, Eduard Landskron foi demais, hahahahah, rendeu boas risadas minhas e dos familiares e amigos que fui obrigado a mostrar o comentário. Sofri bullyng por vários dias. hahahaha. Mas brincadeiras à parte o episódio foi sensacional, inclusive retomei um contato antigo que já tinha com o MongoDB. É tão rápido de utilizar o MongoDB que eu instalei novamente enquanto escutava o episódio e fui relembrando os comandos. Este episódio foi muito bom mesmo. Concordo com o Wagner sobre a “feiura” do nome do banco de dados, porderia ser qualquer coisa, menos MongoDB, tenho certeza que isso influenciou no fato de eu abandonar ele um pouco nas primeiras vezes que utilizei, hehee. Grande abraço.

  13. Para aqueles que estão estudando Mongodb, e os desenvolvedores, que gostam de utilizá-lo em seus projetos, fiquem sabendo que a IBM já está com 2 SGBDs com integração Mongodb. O Informix e o DB2. Há algumas limitações da interface do Mongodb no DB2. O IBM Informix, que muitos aqui no Brasil consideram como um “produto do passado”. Com a versão mais recente é possível implementar soluções híbridas, NoSQL e relacionais, com as propriedades ACID, a estabilidade e o controle transacional aplicado a dados JSON/BSON. A interface é nativa no banco, e não tem custo adicional, o que facilita a portabilidade de sistemas já desenvolvidos, para um banco mais profissional, e confiável. Nossa interface possibilita a gravação de documentos com até 2GB, e a ativação de compressão dos dados (que em nosso produto, garante no mínimo a mesma performance), e tem demonstrado cerca de 75% de otimização de custos de armazenamento.
    Nosso produto é o único SGBD comercial que funciona em dispositivos ARM64, recentemente lançados pela HP para datacenters. O futuro está aí, o seu SGBD está preparado?? O meu está!!!
    Abraços a todos, parabéns pela qualidade dos podcasts, e qualquer dúvida podem nos encontrar no site da comunidade nacional http://www.briug.org

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas:
Hospedado por: