Software Livre

Software Livre

Microsoft anuncia compra do GitHub

4 jun, 2018
Publicidade

A Microsoft acabou de anunciar a compra da maior plataforma de compartilhamento de código, o GitHub. Em uma notícia publicada no blog da empresa, Satya Nadella, CEO anunciou a aquisição e comentou o que ela significa para a própria Microsoft, para o GitHun e para o mercado.

“Como toda indústria está sendo impactada pela tecnologia, a comunidade de desenvolvedores só crescerá em número e importância. Fluxos de trabalho de desenvolvedores impulsionarão e influenciarão processos e funções de negócios em toda a organização. E a criação de valor e o crescimento em todos os setores serão cada vez mais determinados pelas escolhas feitas pelos desenvolvedores”, pontuou Nadella, em seu post.

Da esquerda para direita: Chris Wanstrath, CEO do Github CEO, Satya Nadella, CEO da Microsoft e Nat Friedman, vice-presidente da Microsoft

Ao que parece, a empresa de Bill Gates entendeu que os desenvolvedores estarão no centro da solução dos desafios mais urgentes do mundo. E o GitHub hoje conta com um grande número deles. Afinal, a plataforma, hoje, conta com mais de 28 milhões de desenvolvedores, de 1,5 milhão de organizações, trabalhando em 85 milhões de repositórios.

De acordo com Nadella, a empresa vê três oportunidades claras com o GitHub:

  • Capacitar desenvolvedores em todos os estágios do ciclo de vida de desenvolvimento – desde a idealização até a colaboração e a implantação na nuvem.
  • Acelerar o uso do GitHub pelos desenvolvedores corporativos, com os canais de vendas diretas e parceiros da Microsoft e acesso à infraestrutura e serviços de nuvem globais da Microsoft.
  • Levar as ferramentas e os serviços de desenvolvedor da Microsoft para novos públicos-alvo.

Como os rumores que circulavam no mercado estavam certos: a Microsoft quer impulsionar a adoção do seu serviço de cloud, o Azure e pretende usar o GitHub como alavanca para tal. Hoje, a Microsoft promove a adoção da nuvem unindo o Azure, junto ao VSTS (Microsoft Visual Studio Team Services), um conjunto de ferramentas de desenvolvimento. A empresa de Bill Gates provavelmente integrará o GitHub ao VSTS para aproveitar o forte vínculo com o Azure.

“Mais importante ainda, reconhecemos a responsabilidade que assumimos com este acordo. Estamos empenhados em sermos administradores da comunidade GitHub, que manterá seu compromisso com o desenvolvedor. Ele operará de forma independente e continuará sendo uma plataforma aberta. Sempre ouviremos o feedback dos desenvolvedores e investiremos em fundamentos e novos recursos”, esclareceu o CEO da Microsoft.

Quando a aquisição for concluída ainda este ano, o GitHub será liderado pelo CEO Nat Friedman, um veterano de software livre e fundador da Xamarin, que continuará a se reportar ao vice-presidente executivo do Microsoft Cloud + AI Group, Scott Guthrie; O CEO e cofundador da GitHub, Chris Wanstrath, será um colega técnico da Microsoft, também subordinado à Scott.

A empresa ainda disponibilizou uma apresentação pública para quem quiser entender melhor essa fusão.

***

Com informações de Official Microsoft Blog