IBM lança Blockchain como serviço baseado na tecnologia Hyperledger Fabric

PorRedação iMasters em

A IBM lançou ontem “Blockchain como serviço”, que é baseado na tecnologia open source Hyperledger Fabric, versão 1.0 da Linux Foundation.

IBM Blockchain é um serviço de nuvem pública que os clientes podem usar para construir redes de blockchain seguras. A empresa introduziu a ideia no ano passado, mas esta é a primeira implementação pronta com essa tecnologia.

O blockchain é uma noção que entrou na consciência pública em torno de 2008 como uma maneira de rastrear as transações do bitcoin. Em seu núcleo, o blockchain é um ledger digital transparente e inviolável. Assim como ele poderia rastrear a atividade do bitcoin de forma segura e transparente, ele é capaz de rastrear outros tipos de dados em redes de blockchain privadas.

Isso poderia permitir que qualquer empresa privada ou agência governamental criasse uma rede confiável, o que permitiria aos membros compartilhar informações livremente, sabendo que apenas eles poderiam vê-las, e as informações não poderiam ser alteradas depois de inseridas.

Jerry Cuomo, vice-presidente de tecnologia blockchain da IBM, disse ao TechCrunch que a empresa está oferecendo um conjunto de serviços em nuvem para ajudar os clientes a criar, implantar e gerenciar redes de blockchain.

Embora o blockchain se baseie no projeto open source Hyperledger Fabric, do qual a IBM é membro participante, ele adicionou um conjunto de serviços de segurança para torná-lo mais palatável para os clientes corporativos, enquanto o oferece como um serviço em nuvem, o que ajuda a simplificar um conjunto complexo de tecnologias, tornando-o mais acessível.

O projeto Hyperledger Fabric nasceu no final de 2015 para facilitar isso, e inclui pesos pesados da indústria, como State Street Bank, Accenture, Fujitsu, Intel e outros membros.

Enquanto o trabalho que essas empresas fizeram para proteger as redes blockchain, incluindo a criação de uma rede, convidar membros e oferecer credenciais criptografadas, foi realizado sob o pretexto de construir redes seguras, a IBM acredita que pode torná-las ainda mais seguras, oferecendo um conjunto adicional de serviços de segurança dentro da nuvem IBM.

Embora Cuomo reconheça que não pode garantir que o serviço de blockchain da IBM é inquebrável, ele diz que a empresa tomou algumas medidas para protegê-lo. Isso inclui o isolamento do ledger do ambiente geral de computação em nuvem, a construção de um container de segurança para o ledger impedir o acesso não autorizado e a oferta de hardware com resposta a falhas, que pode realmente se desligar se detectar alguém tentando hackear um ledger.

Além disso, a IBM afirma que seu produto blockchain é construído de forma altamente auditável para rastrear toda a atividade que acontece dentro de uma rede, dando aos administradores uma trilha de auditoria no caso de algo não ter saído conforme o esperado.

Deixe um comentário! 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais