Notícias

3 dez, 2021

Empresa de TI brasileira investe R$ 3 milhões em novo sistema e mira em mercado externo

visualizações
Publicidade
A tecnologia já se tornou indispensável para o sucesso dos negócios, mas durante a pandemia essa exigência ficou ainda mais evidente. Isso porque a necessidade de as empresas adotarem ferramentas de Tecnologia da Informação (TI) para gerenciarem o próprio negócio foi, em muitos casos, a saída para enfrentar a crise. Se antes a Milvus já tinha planos de expansão, este se tornou o cenário perfeito para investir R﹩3 milhões em um novo sistema e se destacar no mercado externo.

Félix Schultz, CEO da Milvus, ressalta que a empresa cresceu 150% nos últimos dois anos, tendo que pensar em soluções mais rápidas para atender a alta demanda do mercado brasileiro e internacional. “Ficamos um ano aprimorando a performance do sistema, bem como a usabilidade, além de realizar melhorias para a gestão da LGPD e para a aderência ao mercado B2C. O objetivo era atender a alta demanda de empresas que estão intensificando os investimentos em nuvem, inteligência artificial (AI) e outras tecnologias para assumirem a liderança em seus segmentos”, explica.

Para Schultz, a inovação é, e sempre será, um princípio fundamental para a competitividade. Por isso, é fundamental investir estrategicamente em pesquisa e desenvolvimento para expandir os negócios. “Nosso esforço nesta área tem chamado a atenção não somente dos brasileiros, mas também dos norte-americanos. Estamos de olho neste mercado que busca a implementação de novas tecnologias que, de fato, ajudem nas etapas críticas necessárias para garantir um funcionamento bem-sucedido em toda a empresa, como novas formas de trabalho e integração do HelpDesk com o monitoramento dos dispositivos (inventário). Agora estamos prontos para este desafio”, ressalta .

O CEO da Milvus destaca que, apesar de já estarmos em dezembro, há a possibilidade de novos negócios serem fechados ainda este ano com empresários dos Estados Unidos. “Já estamos na fase da negociação e acreditamos que já iniciaremos o próximo ano amplificando o mercado de TI brasileiro”, finaliza