Banco de Dados

6 out, 2018

Cobertura InterCon18: A nova geração de persistência de dados com grafos

visualizações
Publicidade

De volta à sala Alan Turing com força total após a pausa para o almoço, Otávio Santana subiu ao palco para apresentar sua talk “Automatizando Visual Regression”. Ele se apresentou e contou um pouco de sua relação com o mundo do desenvolvimento.

De forma bastante descontraída, Otávio começou sua apresentação falando sobre as diferenças do PHP e JavaScript e comentou o aumento exponencial das máquinas no mundo. Segundo ele, a informação não é suficiente e devemos gerar sabedoria e agregar valor.

Grafos – Web 3.0

Otávio explicou que Grafos é um tipo de banco NoSQL. Para apresentar a ferramenta, o palestrante explicou as inúmeras vantagens que ele pode trazer para otimizar nossas tarefas e explicou os diferentes resultados que o Google apresenta de acordo com o histórico do usuário.

Para exemplificar, ele mostrou uma estrutura de relações, na qual havia duas coisas em comum entre eles. A relação foi alterada devido ao acréscimo de propriedades diferentes. As relações possuem sentido uma ordem. Para deixar mais claro, ele também explicou alguns termos que são citados com frequência ao falarmos dessa tecnologia:

  • Propriedade: um pequeno componente na estrutura; uma tupla onde a chave é nomeada e o valor é a própria informação.
  • Vertex: parece com a mesa em uma tecnologia SQL que tem um número ilimitado de propriedades
  • Edge: o elemento que representa o relacionamento entre vértices; tem uma pequena similaridade com um relacionamento em SQL. De qualquer forma, o edge tem propriedades – então também tem uma conexão mais profunda do que a tecnologia relacional.

Os nomes importam

Otávio não poupou críticas aos nomes “NoSQL”, “MongoDB” e “Bing” e defendeu suas críticas com argumentos que levaram o auditório a gargalhadas.

Mostrou também a estrutura de um Grafo:

Para demonstrar o potencial do Grafos, ele explicou que é possível trabalhar com diferentes campanhas. A primeira foi uma campanha de marketing com o MySQL e também com o TinkerPop. A segunda campanha foi exemplificada para buscar amigos e uma terceira campanha, sobre amor, mantendo o tom muito bastante humorado e agradando muito o público presente.

Ele reforçou que quanto mais propriedades, melhor fica a relação, porém a complexidade aumenta consideravelmente.

Para encerrar sua palestra, ele disponibilizou um link para um artigo (em inglês) que fala sobre todos os tópicos abordados na palestra: