DevSecOps

5 fev, 2020

Quatro vantagens em construir uma cultura DevOps

100 visualizações
Publicidade

Construir uma cultura com foco em melhoria contínua requer trabalho duro, mas a sua companhia colherá os efeitos colaterais positivos – desde transparência até retenção de talentos. O DevOps é um dos conceitos mais poderosos no mundo digital e, se utilizado corretamente, pode mudar de forma drástica como a TI da sua organização opera – e para a melhor. Adotar práticas de DevOps ajuda os times em companhias de diversos tamanhos a trabalhar de forma mais eficiente, com foco em velocidade, em métricas, e em melhoria contínua no centro do negócio.

Uma das maiores ameaças descobertas por quem adotou em primeira mão o DevOps foi a ideia de focar excessivamente na parte tecnológica da equação. Embora configurar adequadamente o conjunto de ferramentas reduza o atrito entre equipes de desenvolvimento e operações, sabemos que o DevOps requer mais que ferramentas.

Requer repensar os silos, criar uma mentalidade de fluxo de valor, de centralidade no consumidor e de uma estratégia de melhoria contínua. O elemento cultural da implementação do DevOps é extremamente relevante para uma implantação bem sucedida – e não é pouco trabalho.

A boa notícia é que há muitos efeitos colaterais positivos para companhias que investem na cultura DevOps.

Você será mais inovador

O DevOps fornece toda a base para construir a inovação. Tendo ajudado várias empresas em sua jornada DevOps, aprendemos que elas acabam se tornando mais inovadoras. Na nossa experiência, descobrimos que a nova cultura ajuda a fomentar uma mentalidade de experimentação. Mover as coisas para a produção mais frequentemente permite que sua companhia teste ideias com mais agilidade e mais eficientemente.

Qualquer companhia que utilize códigos de programação diversas vezes ao dia entende a importância de decompor histórias maiores de usuários em pedaços menores e gerenciáveis.

Esse processo é muito similar ao usado para transformar ideias audaciosas em um conjunto de hipóteses que devem ser rapidamente validadas.

Cada hipótese pode ser desenvolvida e implementada para um subconjunto da sua base de consumidores. As métricas coletadas ajudarão a definir melhor os próximos passos.

Você se tornará mais eficiente

Melhorar a eficiência afeta não apenas a produtividade, mas também o gerenciamento do orçamento. Sempre que você move grandes lotes de software para a produção, você está mais propenso a bugs, disrupção de infraestrutura e problemas recorrentes devido à falta de feedback precoce. Nós chamamos a soma das horas designadas para consertar este tipo de situação de “retrabalho.”

Quando você automatiza todo o processo de implementação e cria uma cultura de mover códigos para a produção várias vezes ao dia, você provavelmente reduzirá seu retrabalho. Portanto, em vez de ter que constantemente “apagar o incêndio”, seu time passará mais tempo implementando e testando ideias.

Seus times serão mais responsáveis

DevOps é um termo originalmente cunhado para expressar o desejo em conectar os times de desenvolvimento e operações. Algumas companhias nativas na nuvem estão elevando o nível nesse sentido. De modo a otimizar a conexão entre os times, essas empresas estão mesclando as equipes e formando uma única.  Frequentemente, a área de negócios também faz parte disso.

Isso significa que a equipe é responsável por entender os objetivos de negócios, traduzindo-os em recursos digitais, codificação, implantação para produção e monitoramento, além de garantir que tudo está funcionando corretamente. Todos compartilham o mesmo objetivo e são responsáveis pelo impacto de negócio no fluxo de valor. Todos são responsáveis pelo resultado final.

Você manterá os melhores talentos e atrairá mais astros do rock

O DevOps é bom para a experiência do desenvolvedor. Engenheiros amam codificar e ver o resultado de seu trabalho em produção. Eles não gostam de burocracia, reuniões longas com muitas pessoas, Conselhos Consultivos de Mudanças (CAB, na sigla em inglês), ou qualquer coisa do tipo. É frustrante para eles ver seu trabalho parado em um repositório de códigos ou em ambientes UAT.

Em vez disso, eles são motivados a mover as coisas para produção e ver o real impacto de seu trabalho. Além disso, eles gostam de trabalhar com um conjunto de tecnologias modernas, usar as melhores práticas de engenharia de software e construir sua reputação. Uma cultura DevOps vai trazer, naturalmente, mais satisfação para suas equipes de engenharia e tornar sua companhia mais atrativa para a comunidade de devs.

Você vai sobreviver – ou prosperar?

O DevOps é sobre automação e velocidade. O seu aspecto cultural, portanto, envolve repensar o design dos times digitais para remover gargalos e melhorar continuamente. No começo, isso pode ser um processo intimidador.

Mas, no fim do dia, se tornar mais eficiente é bom para a companhia e para os colaboradores. Inovação, responsabilidade, e uma melhor experiência são alguns efeitos positivos dessa jornada. O efeito mais importante, porém, é ser capaz de prosperar – ou até mesmo sobreviver – nessa arena digital extremamente competitiva.

*Daniel Viveiros é Chief Technology Officer (CTO) da CI&T, onde entrega produtos digitais para corporações globais há mais de 18 anos. É responsável pelas equipes de engenharia voltadas ao cliente que estão gerando impacto nos negócios para empresas como AB InBev, Banco Itaú (7º maior banco do mundo), Coca-Cola, Google e Johnson & Johnson.