Design & UX

Design & UX

UX e UI para aplicativos móveis: boas sozinhas, melhores juntas

19 fev, 2018
Publicidade

Passe algum tempo no mundo do design online, e as siglas UX e UI certamente aparecerão. UX representa a experiência do usuário, enquanto UI representa a interface do usuário. Os termos podem ser confusos, em parte porque eles soam como coisas semelhantes, e em parte porque eles abordam as necessidades dos usuários.

Uma agência de aplicativos móveis depende dessas duas equipes de design para criar uma experiência satisfatória para o usuário. O que separa UX e UI uma da outra são as diferentes maneiras como elas trabalham para alcançar um central.

UX se concentra em mecânica

A UX se concentra na criação de interfaces que são utilizáveis, acessíveis e fáceis de seguir. Essencialmente, esses designers criam um fluxo de interação do usuário.

Isso pode ser qualquer coisa, desde a maneira como você passa de uma página para outra dentro de um aplicativo, o que acontece quando um botão ou gráfico é clicado, qual é a ordem de um processo ou como um formulário é preenchido e enviado.

A forma como a UX aborda essas questões também possui um componente de psicologia. Através da pesquisa, das melhores práticas e dos estudos de usabilidade, os designers observam como as pessoas esperam usar um aplicativo.

A próxima tarefa é descobrir como construir uma estrutura que atenda a essas expectativas. Os designers de UX pegam essas informações e as direcionam para o objetivo específico do aplicativo, como os principais usuários através de um funil de vendas.

A UX acontece internamente, nos bastidores: os usuários realmente não precisam saber porque o aplicativo funciona do jeito que ele funciona, mas eles precisam ficar satisfeitos com a forma como ele funciona.

UI: uso e satisfação visual

A UI pega a UX e a apresenta ao mundo. Os designers de UI criam uma interface de aplicativo móvel que os usuários gostam de usar. Ela direciona de forma clara, o fluxo de ação criado pela UX subjacente e tem um aspecto e uma sensação atraentes.

Os designers de UI desenvolvem a estética de um aplicativo. Como é a aparência dele e como isso ajuda o usuário a se mover através do app sem se esforçar para descobrir o próximo passo é a chave aqui.

A UI reúne o design gráfico, integra a marca geral da empresa e melhora a interação dos usuários de forma satisfatória, até mesmo prazerosa. Eles pegam esse funil de vendas projetado pela UX e o tornam fácil e intuitivo para o usuário seguir.

UX e UI se complementam

Os designers de UX e UI geralmente trabalham em equipe. Ambos têm o mesmo objetivo final: criar um aplicativo amigável para o usuário que atinja os desejos da empresa e do usuário final. Uma das áreas nas quais eles se sobrepõem é a experiência do usuário. Uma equipe desenvolve o framework, e a outra fornece orientação através do framework.

Os designers de UI possuem várias ferramentas para aprimorar a experiência do usuário. Eles incorporam ideias sobre tipografia, esquemas de cores, design de botões e layouts visuais que os usuários irão apreciar e com os quais irão interagir no aplicativo móvel. Muitas vezes, eles podem elevar um design com áudio, vídeo, animação ou pistas visuais como uma caixa de diálogo que confirma o envio de dados ou alertas para um processo em movimento.

O designer de UX trabalha com todas essas ideias para garantir que todas elas funcionem corretamente. A partir de transições suaves entre partes do aplicativo, para pop-ups ou slide-outs que trabalham em áreas específicas, e garantindo a transferência de dados da maneira correta, a equipe de UX tem os olhos em tudo.

No geral, a UX e a UI trabalham para ajudar o usuário a sentir que atingiu o objetivo de utilizar um aplicativo, seja encontrando informações disputadas ou comprando um produto ou serviço.

Há constantes desafios

Com as ferramentas de criação da web e de aplicativos móveis sempre em mudança, equiped de UX e UI estão constantemente atentas para melhorar a experiência do usuário. Os avanços da tecnologia de hoje também expandem os papéis de UX e UI para novas áreas.

A tecnologia wearable e o aspecto 3D dos aplicativos de realidade virtual e aumentada, criaram um novo cenário para designers de aplicativos móveis. Eles já não são limitados por uma tela plana, estão levando suas habilidades para a mídia interativa que tem profundidade.

Como resultado, eles devem entender um modo de interação diferente e como os usuários se movem através de um ambiente. Projetar tecnologia wearable que explica um corpo físico, ao mesmo tempo em que produz uma interface fácil de usar e muitas vezes pequena, esticará os músculos criativos.

Descobrir um caminho intuitivo através de um aplicativo de realidade virtual, enquanto dá dicas aos usuários sobre como se mover, olhar e tocar objetos virtuais é um conjunto totalmente novo de habilidades para explorar.

À medida que a tecnologia continua a avançar, as UXs e UIs subjacentes que a traz ao público tornam-se mais matizadas e diretas. Se você não notar a UX e a UI, você saberá que elas estão trabalhando bem juntas.

***

Rae Steinbach faz parte do time de colunistas internacionais do iMasters. A tradução do artigo é feita pela Redação iMasters, com autorização da autora.