Design & UX

9 abr, 2014

Auditoria de site mobile – um checklist: Parte 02

126 visualizações
Publicidade

No artigo anterior, começamos o checklist com a conexão das versões desktop e mobile do seu site, questões técnicas e design. Neste, continuaremos com navegação, conteúdo, vídeo e SERP.

Navegação

– Tenha certeza de que os visitantes podem chegar a todas as páginas no site mobile

– Sites separados: faça links para páginas no desktop, assim como para páginas mobile

  • Ter apenas uma pequena parte do seu site desktop para visitantes mobile é frustrante.
  • Se os visitantes não estão interessados naquele conteúdo, incluir um link não vai causar nenhum problema porque ninguém vai clicar nele.
  • Se o conteúdo interessar aos visitantes, você pode usar dados do analytics para mostrar que os visitantes mobile escolhem clicar naquele link.

Conteúdo

– Mapeie as páginas mobile de acordo com a versão desktop

  • Deve existir uma página mobile para cada uma na versão desktop.
  • Deve haver mais páginas na versão mobile que na desktop, já que é mais fácil navegar no site mobile se você quebrar o conteúdo em várias páginas
  • Em alguns casos, você terá páginas mobile extras baseadas em localização, mas ainda é melhor oferecê-las nas duas versões, de forma que os visitantes não precisem saber em que versão eles encontraram determinada coisa.

– Edite o conteúdo prolixo

  • Visitantes mobile têm que lidar com pequenas telas, estão geralmente em trânsito e têm menos paciência.
  • Envie a mesma mensagem da forma mais breve possível.

– Remova imagens desnecessárias

  • Elas atrasam o carregamento da página e não são necessárias para preencher espaços na página.
  • Anúncios são particularmente irritantes no mobile, então, se eles são um adicional e não sua primeira fonte de receita, considere cortá-los na versão mobile do seu site.

Vídeo

– Assista a vídeos no site mobile para garantir que eles carregam e rodam de forma efetiva

 – Use um player HTML5

  • É mais leve e fácil para os smartphones renderizarem.
  • Se você estiver usando uma plataforma grande como host, provavelmente seu player já é em HTML5.

– Faça com que seus vídeos sejam responsivos

  • Isso é necessário se você tem um site responsivo, mas, mesmo que não tenha, é recomendado. Como os aparelhos móveis têm diferente tamanhos, seu vídeo precisa se adaptar para caber na largura da tela.
  • Se você estiver com seus vídeos hospedados no YouTube, no Vimeo, ou mesmo em sua própria plataforma, você pode adicionar um pequeno trecho de código para torná-lo responsivo.
  • Se você estiver usando uma plataforma paga, como a Wistia, eles oferecem o código para tornar os vídeos responsivos.

Diferenças das SERP

– As duas primeiras linhas de todas as páginas estão boas?

  • O Google ainda te dá cerca de 70 caracteres (512 pixels) no título de sua página, mas a largura da tela força o título a ficar em duas linhas.

– Sua metadescrição funciona em 120 caracteres?

  • O Google diminui as metadescrições, no mobile, para aproximadamente 120 caracteres, em vez dos 150 das SERPs.

– Sua versão mobile é amigável e tem palavras-chave?

  • O Google mostra a URL do mobile em vez da URL do desktop nas buscas realizadas em dispositivos móveis, desde que os redirecionamentos tenham sido feitos corretamente.

Últimos detalhes

Rode suas páginas no Validador mobileOk Checker do W3C para garantir que você não deixou passar nenhum erro no seu código.  É um pouco entediante, mas garante que você encontre alguns problemas que passaram despercebidos.

***

Este artigo é uma republicação feita com permissão. Moz não tem qualquer afiliação com este site. O original está em http://moz.com/blog/mobile-site-audit-checklist