Desenvolvimento

27 mar, 2019

Perspectiva sobre automação de testes

1055 visualizações
Publicidade

Há um tempo eu estava procurando dados sobre como andava a área de automação de testes no Brasil para ver quais tecnologias e frameworks as empresas estavam usando e não encontrei isso de uma forma pragmática nos blogs, artigos, livros e até no Google Trends.

Então decidi submeter um questionário com apenas seis perguntas para 111 profissionais que atuam como QA e Tester para ter uma amostragem do nosso cenário, com uma margem de erro de 10%.

O questionário foi composto com base nos anúncios publicados no LinkedIn, Vagas e APinfo para oportunidades de Analista de Automação de Testes nas cidades de São Paulo, Barueri, Campinas, Osasco e São Caetano do Sul. Os dados foram apurados entre 29/01/19 a 24/03/19, com a ferramenta Google Forms.

Este trabalho poderia ter sido mais abrangente com perguntas específicas para conhecer o meandro de cada segmento dentro da automação de testes, porém, não era o seu foco inicial. Abaixo você pode conferir os respectivos gráficos:

Conclusão

Podemos perceber que as empresas de tecnologia da informação estão adotando nos seus projetos de automação de testes ferramentas e frameworks Open Source ao invés das proprietárias. Também os segmentos com maior demanda são Web e Serviços, com respectivamente 82,9% do mercado.

Ainda a linguagem de programação mais usada nos projetos de automação é o Java com 50,5%, seguido pelo Ruby com 27%.

Um ponto de atenção é que os analistas de automação de testes estão ajudando nos testes unitários com 46,8%, algo que em 2005 não chegava a 1% nos projetos. Provavelmente isso está acontecendo em virtude dos métodos ágeis que as empresas vêm adotando.