Desenvolvimento

3 nov, 2014

Mosh, um substituto para o SSH

100 visualizações
Publicidade

Se você usa SSH constantemente, provavelmente alguma vez você já deve ter se irritado quando sua conexão estava lenta. Seja na demora das respostas dos comandos enviados ou até mesmo digitando algo.

mosh

Para resolver problemas com conexões e outros, surgiu o Mosh (mobile shell). O mosh é uma ferramenta utilizada para se conectar a partir de um computador cliente para um servidor através da Internet, para executar um terminal remoto.

Mosh é semelhante ao SSH (entenda como aplicação para linha de comando e não como protocolo) com recursos adicionais destinados a melhorar a usabilidade. Mais robusto e ágil, especialmente através de Wi-Fi e celulares.Você consegue usar no xterm, gnome-terminal, urxvt, Terminal.app, iTerm, emacs, screen, tmux e outros.

Você pode começar uma conexão SSH de casa no seu laptop, ir trabalhar e voltar como se nada tivesse acontecido. Ou seja não há conexão de sessão, você pode colocar seu laptop em modo sleep e quando retornar a conexão fica intacta.

Se você ficar sem acesso a internet, o Mosh vai te alertar. Porém quando a internet voltar, a conexão irá funcionar tranquilamente e ainda de onde você estava.

Excelente em conexões lentas, também como rápidas. Talvez a maior vantagem do Mosh sejaevitar e fugir de problemas com lag. Sabemos queo SSH aguarda a resposta do servidor antes de te mostrar sua própria digitação.

O Mosh é diferente: ele dá uma resposta instantânea a digitação, exclusão e edição. Ele faz isso de forma adaptativa, funcionando tranquilamente em programas que usam tela cheia como recurso (ex: vim e emacs). Em uma conexão ruim, digitações pendentes são sublinhadas, assim você não será enganado.

Outra vantagem é o famoso Control-C funcionar perfeitamente.

Diferente do SSH, o Mosh é um protocolo baseado em UDP, logo ele lida muito bem com a perda de pacotes e define a taxa de quadros com base nas condições de rede.

Sim, o Mosh é incrível e vocêprovávelmentedeveestar se perguntando: “Como eu começo a usar o mosh?” Basta acessar o site oficial do Mosh. Lá tem toda documentação de instalação até usabilidade.

O melhor de tudo é o Mosh ser software livre, disponível para GNU/Linux, FreeBSD, Solaris, Mac OS X, and Android.