Desenvolvimento

12 nov, 2018

Já pensou em fazer mapas mentais para programar?

1411 visualizações
Publicidade

Uma das técnicas mais importantes que adotei nos últimos anos para me ajudar a programar, foi a de utilizar mapas mentais. Para quem não está familiarizado com o conceito, um mapa mental nada mais é do que um grande diagrama construído de maneira a organizar um conjunto de informações, tornando a compreensão e memorização mais fácil.

Desenvolvido pelo britânico Tony Buzan, o método tem como maior diferencial o fato de organizar as informações de maneira harmônica com os nossos processos cognitivos.

Isso significa que o mapa mental dispõe o conteúdo da mesma maneira que ele é entendido pelo nosso cérebro, fortalecendo as sinapses neurais. Em palavras mais simples, torna o processo de compreensão e memorização muito natural.

Para conseguir este efeito no nosso cérebro, a ferramenta conta com vários recursos: cores, símbolos e, principalmente, sua estrutura baseada em ramificações. Associando informações, umas às outras, podemos recordá-las com mais facilidade – o que no final das contas nos torna aptos a tomar melhores decisões na hora de programar um software.

No entanto, apesar de todas as vantagens que ela pode oferecer, muitas pessoas possuem dificuldades em começar a construir mapas mentais (ou até mesmo não se interessam por fazer desenho a caneta no papel). Abaixo veremos algumas alternativas para que você consiga criar seus primeiros mapas mentais no computador.

Draw.io

Esta é uma das minhas ferramentas favoritas, não somente para fazer mapas mentais, mas também para desenvolver protótipos e wireframes. O Draw.io é inteiramente gratuito e pode ser integrado ao Google Drive, Dropbox e afins. A aplicação possui uma versão web e desktop e está localizada para o PT-BR.

FreePlane

O FreePlane é uma opção de código aberto para quem procura entrar no mundo dos mapas mentais. Escrito em Java, o Freeplane é suportado no Windows, Mac OS X e Linux, e está licenciado sob a versão GNU GPL “2 or later”. Em 2007, o Freeplane foi bifurcado do projeto FreeMind. Hoje já está na versão 1.6.

XMind

Ao contrário da ferramenta anterior, o XMind é um software proprietário desenvolvido pela empresa de mesmo nome. A ferramenta é uma das mais populares no mundo para este fim e possui um plano gratuito que nos permite utilizar boa parte dos seus recursos de forma limitada.

Conclusão

Estas são somente algumas das alternativas disponíveis no mercado para trabalharmos com mapas mentais. É evidente que existem muitas outras e, se você conhece/utiliza alguma que não foi listada aqui, te convido a compartilhar conosco na área de comentários!

Referências