/Desenvolvimento

voltar
/Desenvolvimento

As mil e uma maneiras de fazer um site estático

PorDiego Pinho em

Uma alternativa interessante para quem deseja ter um lugarzinho na internet são os geradores de site estático, seja para criar seu site pessoal, um portfólio ou mesmo um blog. Apesar das limitações de não suportar conteúdo dinâmico, esses geradores têm se mostrado uma alternativa muito boa, por ser gratuita, leve, fácil e bastante prática, além é claro, de funcionar muito bem com o GitHub Pages.

Mas qual tecnologia usar para gerar estas páginas? Jekyll? Hexo? Hugo? Quais são as opções disponíveis? Qual é a mais recomendada? Para responder a todas estas perguntas, foi criado o site StaticGen.

O StaticGen (criado com o Middleman) é um projeto de código aberto, disponível no GitHub, que tem como objetivo listar de forma fácil e intuitiva as melhores tecnologias de geração de sites estáticos. Todos os dias a ferramenta obtém os dados, gera as páginas e publica o conteúdo na internet.

Para cada tecnologia listada, o visitante encontra o nome do projeto, link para o repositório, descrição, a linguagem de programação em que foi criada, quais engines de template são suportadas, o tipo da licença (MIT, Apache etc), além de informações sobre o número de estrelas, commits e issues abertas no GitHub.

Homepage do StaticGen

Abaixo de todas essas informações, a maior parte das tecnologias possuem o botão “Deploy to Netlify”. O Netflify é um serviço de hospedagem (utilizado pelo próprio site) que pode ser utilizado gratuitamente para deployar sites estáticos. O serviço oferece diversos serviços, tais como: Global CDN, Continuous Deployment, one click HTTPS, etc. É uma alternativa interessante ao GitHub Pages.

Outro ponto interessante é que os criadores deste projeto são os mesmos do Headless CMS. O projeto é semelhante ao outro, mas este contém uma lista de sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) que se integram aos geradores de sites estáticos. Como, por exemplo, o projeto Cockpit, que também é de código aberto e oferece suporte a grande parte dos geradores.

Homepage do headlessCMS

Com essas dicas, basta você selecionar, testar e usar os geradores disponíveis até encontrar o que seja perfeito para as suas necessidades! E caso queira contribuir com o projeto, basta ler as regras de colaboração no site oficial.

Deixe um comentário! 0

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais
Este projeto é mantido pelas empresas:
Este projeto é apoiado pelas empresas: