/Desenvolvimento

voltar
/Desenvolvimento

A tecnologia por trás dos novos lançamentos da Apple e o Xcode9

PorRedação iMasters em

Hoje, o mundo parou para assistir os novos lançamentos da Apple. E o iMasters estava de olho no que tinha de tecnologia mais disruptiva por trás das novidades e as melhores oportunidades para desenvolvedores.

Acompanhando os amigos do Canaltech e MacMagazine, que fizeram coberturas sensacionais de todo o evento de lançamento, selecionamos alguns destaques para você, que é mais do que somente um usuário Apple.

iPhone X

O iPhone X virá com uma tela que passa a impressão de infinito, quase sem bordas laterais, superiores ou inferiores e resistente à água e poeira.

A tela OLED de 5,8 polegadas também marca a estreia dessa tecnologia entre os dispositivos da Apple. É uma tecnologia que a Apple chamou de Super Retina, entregando a maior qualidade de imagens já vista em um produto da marca, com resolução de 2436 x 1125 pixels e tecnologia True Tone, que regula o balanço de cores e iluminação de acordo com a luminosidade do ambiente em que o usuário está.

O desbloqueio do iPhone é um capítulo à parte. A Apple queria algo melhor. E, agora, você olha para ele e o aparelho lhe reconhece. Com vocês, o Face ID! Segundo a empresa, esse é o futuro no que diz respeito a desbloqueio de gadgets. Toda a tecnologia está no recorte do topo da tela, que tem um sistema de câmera TrueDepth. Há uma câmera infravermelha, iluminação flood, câmera frontal, projetor de ponto e muito, muito mais tecnologia naquele recorte superior da tela do iPhone X. 

O Face ID funciona mesmo no escuro graças a todos esses componentes que trabalham juntos para reconhecer o rosto da pessoa. Um modelo gerado matematicamente é comparado com a base do seu rosto, que você armazenou no aparelho. Tudo invisível, automático e instantâneo. Segundo a Apple, foram utilizadas bilhões de imagens para criar redes neurais na criação do Face ID.

Você olha para a tela e gira a cabeça para configurar o rosto uma vez. Depois, ele vai aprendendo quem você é. Segundo a empresa, não é possível burlá-lo com fotos e nem com máscaras 3D criadas por profissionais de Hollywood. Todos os dados armazenados ficam na Secure Enclave, tal como ocorre com as impressões digitais do Touch ID. Todo o processamento é feito local, ou seja, nada seu é enviado para os servidores da Apple.

Por dentro, o Iphone X conta também com o novo processador A11 Bionic, bateria que dura duas vezes mais do que o iPhone 7. Ele também pode ser carregado sem fio, usando a mesma tecnologia de carregamento wireless do iPhone 8. E um novo produto foi anunciado nesse momento: o novo AirPower é uma base de carregamento wireless que consegue alimentar a bateria dos novos iPhones, ao mesmo tempo em que carrega o novo Apple Watch e os fones AirPod. A novidade chegará ao mercado no ano que vem, e seu preço ainda não foi anunciado.

Quanto às câmeras do iPhone X, ele traz o sistema duplo de câmeras traseiras com 12 megapixels cada. E conta com novos filtros para cores, estabilizador duplo de imagens, e o mesmo sistema de melhorias de imagens do iPhone 8, obtendo fotos mais claras e nítidas mesmo em ambientes escuros. Já a câmera frontal foi chamada de TrueDepth Camera, pois traz uma profundidade de campo ainda maior.

Versões Golden Master (GM) do iOS 11, do watchOS 4 e do tvOS 11 já estão disponíveis!

Como a própria MacMagazine comentou, já é tradição a Apple liberar as versões GM (Golden Master, ou seja, versões basicamente finais caso não seja encontrado nenhum erro grave) das novas gerações dos seus sistemas operacionais para desenvolvedores, após o evento de lançamento. Hoje, após evento especial, realizado no Steve Jobs Theater, a Apple liberou as versões GM dos três sistemas que fizeram parte do show: iOS 11 (compilação 15A372), watchOS 4 (15R372) e tvOS 11 (15J381) — ficou de fora, ao menos por enquanto, o macOS High Sierra 10.13.

A versão GM do iOS 11 está disponível over-the-air (OTA). Conforme anunciado na keynote de hoje, a versão final do novo sistema será lançada para todos os usuários no dia 19 de setembro, próxima terça-feira.

No caso do Apple Watch, a GM do watchOS 4 já está disponível e pode ser obtida com uma atualização do aplicativo Watch, no iPhone, ou pelo arquivo apropriado baixado no portal da Apple para desenvolvedores. O watchOS 4 final será lançado junto do iOS 11, no dia 19 deste mês.

Por fim, o tvOS 11. Desenvolvedores podem obter a GM em “Atualização de Software”, dentro dos ajustes do aparelho. A data de lançamento da versão final do tvOS 11 também é dia 20 de setembro, próxima quarta-feira.

A Apple ainda disponibilizou hoje para desenvolvedores o Xcode 9 GM seed (9A235), que inclui os novos SDKs de todos os sistemas operacionais supracitados.

O que há de novo no Xcode9?

O Xcode 9 é incrivelmente rápido e consistente. O novo editor vai além da entrada de texto com um novo mecanismo incorporado de refatoração e transformação. Quando você seleciona um símbolo ou bloco de código, o editor oferecerá operações como “extrair” ou “renomear”. O Xcode atualizará sua estrutura de código diretamente no editor, mantendo você focado no código em que você está trabalhando.

Com sua conta GitHub incorporada no Xcode, a janela de clones mostra todos os seus repositórios pessoais do GitHub, bem como todos os repositórios onde você adicionou uma estrela. Nesta janela, você pode pesquisar todo o GitHub e verificar um projeto com apenas um clique.

iPhone 8 e Plus

Enquanto o 8 tem display de 4,7 polegadas, o 8 Plus traz uma tela de 5,5 polegadas e, por dentro, ambos contam com um novo chip chamado A11 Bionic, o processador mais inteligente já usado em um smartphone, segundo a companhia. O CPU tem seis núcleos, com duas vezes mais performance e 70% mais velocidade do que o A10.

Os alto-falantes do iPhone 8 também foram aprimorados, sendo 25% mais altos e com graves mais profundos. Quanto às câmeras, os sensores são de 12 megapixels, com ângulos ainda mais amplos e maior capacidade de registrar imagens em condições de baixa iluminação. 

A câmera do iPhone 8 Plus traz um recurso chamado Portrait Lighting, que não é um filtro, mas um sistema que usa machine learning em tempo real para avaliar as condições locais de iluminação e tirar a melhor foto possível com o toque de um dedo. A captura de vídeo também é incrível, sendo que o novo iPhone analisa 2 milhões de quadros por segundo para prever os próximos movimentos, melhorando da qualidade do resultado final. É possível filmar a 240 fps, e as câmeras foram calibradas também para a realidade aumentada.

Sobre o ARKit, a Apple exibiu ao vivo um jogo interativo em tempo real que funciona completamente no ambiente da realidade aumentada, mostrando todo o poder de sua nova tecnologia. O game estará disponível exclusivamente para o iOS 11 ainda neste mês.

Já quanto às conectividades do novo iPhone 8, além de LTE avançada e Bluetooth 5.0, o smartphone conta em sua traseira de vidro uma novidade sensacional: é possível carregar a bateria do aparelho sem fios, usando uma base própria para tal. Basta apoiar o aparelho nessa base e pronto, sua bateria será alimentada.

Apple Watch Series 3

E a primeira novidade anunciada pelo CEO da empresa com relação a produtos foi o Apple Watch Series 3, que roda o novo watchOS 4.

Confirmando rumores, o novo Apple Watch tem conexão celular embutida, mantendo o mesmo número de seu iPhone, sendo capaz de receber ligações e mensagens sem que o usuário esteja usando seu smartphone.

Por dentro, o gadget tem um processador de dois núcleos que tem 70% mais performance, e, pela primeira vez na história do Apple Watch, agora a Siri também fala, e não somente responde com textos. Ainda, mesmo com um processador mais potente, antena para celular e outras novidades de hardware, o relógio mantém as mesmas dimensões da geração anterior, não sendo nem maior, nem mais pesado.

Para garantir que o relógio não se tornasse maior devido à necessidade de conectividade, a empresa investiu em tecnologias que transformam a própria tela do Apple Watch em uma antena, além do que chamou de SIM eletrônico, uma versão menor e compacta do tradicional cartão das operadoras a que estamos acostumados, permitindo o uso de redes LTE de forma independente.

Apple TV

Na sequência, veio o anúncio da nova Apple TV, que chega com suporte a vídeos 4K. Duas tecnologias-chave garantem a qualidade da experiência: HDR 10 e Dolby Vision.

O produto traz um processador A10, o mesmo que equipa o novo iPad Pro, sendo duas vezes mais rápido do que a geração atual da Apple TV. E no iTunes, os conteúdos 4k para Apple TV custarão o mesmo preço das outras versões!  

Deixe um comentário! 1

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

  1. Falando em termos de hardware podemos identificar algumas diferenças sim. Em termos de design não vi nada de disruptivo visto que a Apple era até então uma empresa que ditava regras de design e inovação. O iPhone 10 mesmo fica na cara que a Apple foi atraz de tendências criadas pela Samsung. E isto não é opinião de um fã-boy Android por que já tive iPhone e sou usuário Apple até hoje

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas: