Desenvolvimento

Desenvolvimento

Resultado do 1º concurso de softwares para Dados Abertos OD4D é divulgado

3 jul, 2013
Publicidade

Saiu o resultado do concurso de software fomentado pelo W3C Brasil, que, em associação com a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL) e financiado pelo Centro Internacional de Pesquisa e Desenvolvimento do Canadá (IDRC), lidera o projeto od4d, que tem como objetivo estimular a prática de estratégias de dados abertos que melhorem as políticas públicas de países da América Latina e Caribe.

A avaliação dos softwares foi realizada por cinco representantes de entidades envolvidas com transparência e dados abertos no contexto da América Latina. Eles avaliaram todos os softwares inscritos, segundo acessibilidade, usabilidade, foco no usuário, documentação de software e utilidade para políticas públicas. Foram eles:

  • De Olho nas Emendas: ferramenta desenvolvida para acompanhar onde o dinheiro dos imposto está sendo gasto, geograficamente, através das Emendas Parlamentares à Lei Orçamentária Anual do GDF de 2013 no Distrito Federal.
  • Mapa da Cultura: mapa das atividades ligadas à cultura de Fortaleza-CE.
  • Multas Sociais: um site com fins estritamente educacionais e de conscientização da população.
  • Proprietários do Brasil: plataforma online interativa sobre os proprietários do Brasil, com filtros que facilitam o acesso ao banco de dados utilizado.
  • Escola que queremos: traz dados das bases do Censo Escolar e da Prova Brasil, referentes a 2011, para escolas do primeiro ciclo de ensino fundamental, apresentando 20 indicadores em cinco dimensões diferentes para que cada um possa compor seu próprio índice de qualidade, comparando-o com a média do município.
  • Retrato da Violência: Visualização dos dados de violência contra a mulher do Rio Grande do Sul.
  • Reputação SA: Ferramenta para consumidores brasileiros terem acesso a gráficos e visualizações de dados, descomplicando a visualização de reclamações contra fornecedores abertas no Procon.
  • Adote um Pedido: permite a realização de pedidos com base na Lei de Acesso à Informação de forma totalmente anônima.
  • EduQI – educação e investimento: aplicativo que oferece diferentes visões sobre a infraestrutura, a segurança, e os recursos das escolas com melhores média na Prova Brasil.
  • Samambaia Net: mapa criado para facilitar o acesso e compartilhamento dos espaços sociais de Samambaia-DF.
  • Visual Box:  visa a facilitar a criação e publicação de visualizações baseadas em dados semânticos.
  • Mapa Fortaleza: mapa de trânsito de Fortaleza, CE.
  • Open Data Vis
  • PoliWall
  • Educa Brasil

Todos os softwares inscritos foram desenvolvidos com licença AGPLv3 e, para concorrerem, era necessário contar com repositório de código público e distribuído. Esse requisito permitiu analisar repositório por repositório, balanceando requisitos técnicos e não técnicos para a obtenção de um resultado justo e idôneo.

A soma dos pontos se deu da seguinte maneira: cada jurado atribuiu uma nota de 1 a 10 para cada requisito, à exceção de acessibilidade, que dependeu de pontuação no Validador de acessibilidade do W3C. Assim, os resultados seguintes são a soma das notas dos cinco jurados em cada item, divididas por média ponderada, onde “documentação” e “acessibilidade” tiveram menor valor. O item licenciamento foi considerado essencial, de modo que softwares que utilizavam licenças diferentes daquelas recomendadas no edital foram eliminadas. O resultado final foi:

Com informações de Open Data for Development