Desenvolvimento

14 mai, 2012

Primeira etapa da maratona hacker da Câmara Municipal de São Paulo, OKFN e W3C Brasil é concluída

visualizações
Publicidade

Durante o final de semana, foi realizada a primeira etapa do 1º Desafio de Dados Abertos da Câmara municipal de São Paulo, organizado pela Open Knowledge Brasil (braço local da Open Knowledge Foundation), pela W3C Brasil e pela Câmara Municipal de São Paulo.

Na primeira etapa, os participantes desenvolveram seus aplicativos num prazo de 48 horas, sem intervalo. O objetivo foi criar aplicativos que tornem mais fácil para os usuários comuns a visualização e a interpretação das informações disponibilizadas na página Dados Abertos do parlamento paulistano. No total, foram 100 pessoas inscritas em 50 equipes.

De acordo com os participantes, muitos ajustes precisam ser feitos, já que vários desses dados são originados por softwares legados, por isso estão em formatos inadequados ou com difícil acesso. Talvez o maior trabalho das equipes de desenvolvedores será transformar esses dados em informações trabalháveis. Entre os problemas detectados estão:

  1. Nem todos os dados estão em formato texto. Alguns, por exemplo, estão em formato de arquivo PDF.
  2. Muitos dados, para serem obtidos, precisam passar por extensos formulários. Como esses formulários possuem validação com token, é preciso garimpar manualmente algumas informações.
  3. Outros dados são disponibilizados em pequenos blocos. Para se obter uma informação completa e um histórico, é preciso fazer várias requisições HTTP e juntar as partes, para somente então poder trabalhar com eles. Varias requisições HTTP demandam um maior custo de software, tanto para a CMSP, quanto para as aplicações desenvolvidas.

O melhor do desafio é que não haverá perdedores, pois o único ganhador será o cidadão, que poderá se beneficiar das aplicações desenvolvidas pelas equipes participantes. Outro ponto importante é que todas as aplicações estarão disponíveis para o público, entregues como open source, para serem melhoradas por outros desenvolvedores ou, então, para que trabalhos derivados possam ser construídos.

Abaixo, está a lista dos repositórios das criações do evento, e os interessados podem ajudar a melhorá-las:

A primeira etapa do desafio foi finalizada à meia noite de domingo. Na segunda etapa, de 15 a 25 de maio, os participantes poderão aperfeiçoar os softwares, melhorando a forma de uso, o design e o tratamento dos dados, mas sem alterar a estrutura original do trabalho.