Pesquisa revela tendências para desenvolvedores de IoT

PorRedação iMasters em

Nesta semana, foi lançada a terceira edição do IoT Developer Survey 2017. Como em anos anteriores, o relatório fornece algumas informações interessantes sobre o que os desenvolvedores de IoT estão pensando e usando para construir soluções no setor.

A pesquisa é resultado de uma colaboração entre Eclipse IoT Working Group, IEEE, Agile-IoT EU e IoT Council. Cada um deles promoveu a pesquisa em suas respectivas comunidades. No total, 713 indivíduos participaram da pesquisa. O relatório completo está disponível para todos [xls, odf].

As principais tendências para 2017 foram:

  1. Expansão da adoção da indústria de IoT

Os participantes da pesquisa de 2017 parecem estar envolvidos em um conjunto mais diversificado de indústrias. As indústrias de plataforma de IoT e automação de casas continuam a liderar, mas indústrias como automação industrial, cidades inteligentes e gestão de energia têm um crescimento significativo entre 2016 a 2017.

  1. Segurança é a principal preocupação, mas…

Segurança continua sendo a principal preocupação de desenvolvedores de IoT, com 46,7% dos respondentes indicando que ela era uma preocupação. Interoperabilidade (24,4%) e conectividade (21,4%) vieram em seguida. Parece que a interoperabilidade está em uma tendência descendente para 2015 (30,7%) e 2016 (29,4%), potencialmente indicando o que trabalho sobre padrões e middleware IoT está diminuindo essa preocupação.

Este ano, a pesquisa perguntou quais tecnologias relacionadas à segurança estavam sendo usadas para soluções de IoT. As duas mais mencionadas foram as tecnologias de software existentes, ou seja, segurança de comunicação (TLS, DTLS) (48,3%) e criptografia de dados (43,2%). Soluções de hardware orientadas para segurança foram menos populares, como Trusted Platform Modules (10%) e Hardware Security Modules (10,6%). Segurança pode ser uma preocupação fundamental, mas certamente parece que a adoção de tecnologia de segurança está ficando para trás.

  1. As principais linguagens de programação de IoT dependem…

Java e C são as principais linguagens de programação de IoT, juntamente com o uso significativo de C++, Python e JavaScript. A pesquisa indagou o uso das linguagens por categorias de IoT: dispositivos com restrições, IoT gateway e IoT Cloud Platform. Dividido por essas categorias, ficou evidente que o uso da linguagem depende do destino destino para o software desenvolvido:

  • Nos dispositivos com restrições, C (56,4%) e C++ (38,3%) e as linguagens dominantes utilizadas. Java (21,2%) e Python (20,8%) têm algum uso, mas o JavaScript (10,3%) é mínimo.
  • On IoT Gateways, the language of choice is more diverse, Java (40.8%), C (30.4%), Python (29.9%) and C++ (28.1%) are all being used. JavaScript and Node.js have some use.
  • Em IoT gateways, a linguagem de escolha é mais diversificada: Java (40,8%), C (30,4%), Python (29,9%) e C++ (28,1%). JavaScript e Node.js têm algum uso.
  • Em IoT Cloud Platforms, Java (46,3%) emerge como a linguagem dominante. JavaScript (33,6%), Node.js (26,3%) e Python (26,2%) têm algum uso. Não surpreendentemente, a utilização de C (7,3%) e C++ (11,6%) cai significativamente.

No geral, o desenvolvimento de soluções de IoT requer um conjunto diversificado de habilidades de linguagem de programação. A linguagem específica de escolha realmente depende do destino do software.

  1. Linux é SO chave; Raspbian e Ubuntu são as principais distribuições Linux de IoT

O Linux continua a sendo o principal sistema operacional de IoT. Este ano, a pesquisa pediu para identificar o SO pelas categorias: dispositivo com restrições e IoT gateway. Em dispositivos com restrições, o Linux (44,1%) é o SO mais popular, e o segundo mais popular é o OS/Bar Metal (27,6%). No IoT gateway, o Linux (66,9%) torna-se ainda mais popular e o Windows (20,5%) é a segunda escolha.

A pesquisa também questionou qual distribuição Linux está sendo usada. Raspbian (45,5%) e Ubuntu (44%) foram as duas principais distribuições para IoT.

Se o Linux é o sistema operacional dominante para IoT, como estão os sistemas operacionais alternativos para IoT? Em 2017, o Windows definitivamente experimentou um grande salto em relação aos anos anteriores. Parece também que FreeRTOS e Contiki estão tendo crescimento em seu uso.

  1. Amazon, MS e Google são as principais plataformas em nuvem para IoT

A Amazon (42,7%) continua sendo a plataforma líder de nuvem para IoT, seguida por MS Azure (26,7%) e Google Cloud Platform (20,4%). Uma mudança significativa neste ano foi a queda do uso da nuvem privad  on-premise, de 34,9% em 2016 para 18,4% em 2017. Isso pode ser uma indicação de que as plataformas em nuvem de IoT estão agora mais maduras e os desenvolvedores estão prontos para abraçá-las.

  1. Bluetooth, LPWAN protocols and 6LowPAN trending up; Thread sees little adoption

Nos últimos três anos, a pesquisa questionou quais protocolos de conectividade os desenvolvedores usam para soluções de IoT. As principais respostas foram TCP/IP e Wi-Fi. No entanto, há uma série de padrões de conectividade e tecnologias que estão sendo desenvolvidas para IoT, por isso tem sido interessante acompanhar sua adoção dentro da comunidade de desenvolvedores IoT. Com base nos dados de 2017, são estas as tecnologias: Bluetooth/Bluetooth Smart (48,2%), LPWAN (ex.: LoRa, Sigfox, LTE-M) (22,4%) e 6LoWPAN (21,4%). No entanto, parece que Thread (6,4%) ainda está tendo sucesso limitado com a adoção do desenvolvedor.

Os slides da pesquisa podem ser conferidos neste link.

Deixe um comentário! 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais