Carreira Dev

25 ago, 2014

Pesquisa aponta crescimento de 30% nos negócios sem fio nos últimos 12 meses

visualizações
Publicidade

De acordo com o relatório Network Barometer Report 2014 da Dimension Data, multinacional focada em serviços de tecnologia da informação e provedora de soluções de planejamento, suporte e gerenciamento de infraestrutura de TI, as organizações continuam a investir em conectividade onipresente na porta de suas redes e estão começando a investir na infraestrutura de rede de acesso para suportar essa conexão sem fio.

Segundo Raoul Tecala, diretor de Desenvolvimento de Negócios para Redes da Dimension Data, “No relatório Barômetro do ano passado, apontamos que a mobilidade empresarial necessitaria de uma evolução na arquitetura de comutação de acesso à rede – saindo de grande parte cabeada, para majoritariamente sem fio”.

Nos últimos doze meses, houve um crescimento de aproximadamente 30% em negócios sem fio. “Mas também estamos percebemos uma evolução na infraestrutura de mudança de acesso para suportar a conectividade wireless. Por exemplo, a porcentagem de gigabits de acesso aumentou de um terço de todas as portas no último ano para quase metade, cerca de 45%, este ano. Além disso, a porcentagem de switches que suportavam uplinks de 10 gigabits cresceram de 11% para 23%. E houve um aumento muito menor na porcentagem de portas que suportam o power-over-Ethernet, de pouco menos da metade no passado para pouco mais da metade neste ano”, acrescentou.

Além disso, a maior parte das atualizações de switch de acesso estão ocorrendo onde o dispositivo instalado ainda tem vários anos restantes em seu ciclo de vida. Assim, enquanto as redes corporativas estão, no geral, ficando mais velhas, já que as organizações tendem a estender o uso de seus ativos de rede pelo maior tempo possível com o objetivo de diminuir custos, as companhias estão atualizando suas redes quando a necessidade de novos recursos específicos torna-se imprescindível. “Por exemplo, se a empresa exige maior volume de banda para suportar a conectividade sem fio permanente graças aos novos dispositivos móveis trazidos para os locais de trabalho pelos funcionários, eles não têm escolha a não ser atualizar os equipamentos mais cedo”, explicou Tecala.

Publicado pela primeira vez em 2009, o relatório foi compilado a partir de dados reunidos em 288 avaliações tecnológicas que cobriram 74 mil dispositivos em organizações de todos os tamanhos e de todos os setores das indústrias em 32 países. Além disso, as informações foram coletadas de 91 mil incidentes registrados nas redes de suporte aos clientes da Dimension Data.