Tecnologia

17 mai, 2017

Alunos da Universidade Federal do ABC lançam financiamento coletivo para WikiLab

visualizações
Publicidade

No decorrer do último ano, o ABC Makerspace, que fica sediado em Santo André/SP, deixou de ser hospedado pela empresa que o patrocinava – o espaço maker funcionava no mesmo espaço da empresa, que fechou as portas. Diante disso, surgiu a oportunidade de lançar uma campanha para o financiamento coletivo do WikiLab, cuja premissa é basicamente imprimir e montar um laboratório físico, valendo-se de um espaço cedido pela Universidade Federal do ABC.

Em menos de oito dias, a campanha arrecadou 20% dos R$ 63 mil para viabilizar o projeto. Mais de 150 pessoas já colaboraram. A campanha ocorre no site de colaborações Catarse (https://www.catarse.me/wikilab), no qual qualquer pessoa pode ajudar com doações a partir de R$ 10,00, via cartão de crédito ou boleto. Os colaboradores ganham brindes de acordo com o valor doado, como adesivos, camisetas e cursos, e poderão contribuir até a primeira semana de junho.

[awprm urls=https://imasters.com.br/noticia/projeto-constroi-primeiro-wikilab-de-sao-paulo/]

Conforme divulgado pelo site 3D Printing, o WikiLab consolida um espaço físico que abrigará o LabLivre e a comunidade hacker do ABC com o intuito de promover pesquisas e desenvolvimento de tecnologias para a área da cultura e direitos humanos, aberto à sociedade civil.

O projeto consiste em uma construção com fonte aberta, baseada no conceito WikiHouse, em que é possível projetar, imprimir e montar a própria casa/laboratório. Adaptado e desenhado pelos arquitetos Maíra Zasso e Yorik Van Havre, do Uncreated.net, a estrutura do Wikilab será feita de madeira compensada, cortada com o auxílio de uma máquina CNC – basicamente, uma impressora 3D com cortadora a laser. Os planos da estrutura foram criados pela comunidade global da WikiHouse e estão disponíveis na rede ao alcance de qualquer pessoa no mundo.