/Desenvolvimento

voltar
/Desenvolvimento

Rodando e testando Azure WebJobs localmente

PorVinícius Quaiato em

Uma dúvida bastante comum no desenvolvimento de Azure WebJobs é como testá-lo ou executá-lo localmente, para fazermos alguma verificação.

A resposta para isso é bastante simples, dado que o WebJob nada mais é do que uma aplicação console. Basta executarmos o projeto do WebJob localmente em Debug.

O Webjob de exemplo que criei é bastante simples, tudo que ele faz é exibir uma mensagem da Fila (Queue) do Azure no console:

public class Functions
{
    public static void ProcessQueueMessage([QueueTrigger("filapost")] string message) => 
        Console.WriteLine(message);
}

Adicionando itens na Fila para executar o WebJob

Dado que a function do nosso WebJob é invocada quando novos itens são adicionados em um Fila (Queue) do Azure, vamos adicionar alguns itens nesta fila utilizando o Azure Storage Explorer.

Agora nosso Webjob já tem itens para consumir quando for executado.

Executando um Azure WebJob localmente

Executar um Azure WebJob localmente é algo bastante simples, basta iniciarmos uma nova instância em Debug, como mostrado abaixo:

Você também pode simplesmente clicar em Start no Visual Studio se o WebJob for o projeto inicial da sua solution, ou usar a estratégia acima caso o projeto incial já esteja executando (uma app web de backend talvez) e você precisar iniciar o WebJob para interagir com ela.

E com isso, temos nosso Azure WebJob rodando localmente, com a possibilidade de debug e análise do que está acontecendo antes de iniciarmos o processo de deploy para o Azure.

Azure WebJob executando local

Se você ainda não conhece Azure WebJobs, dê uma olhada aqui nessa palestra online que eu apresentei há algumas semanas.

Por hoje é isso pessoal. Abração!

***

Este artigo foi produzido em parceria com a Lambda3. Leia outros conteúdos no blog da empresa: blog.lambda3.com.br

Deixe um comentário! 0

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas: