/Marketing Digital

voltar
/Marketing Digital

Melhores de 2012 – O futuro do livro já chegou e as editoras ainda não perceberam

PorFábio Flatschart em

O que tivemos de mais interesse em 2012? Quais foram melhores artigos, as opiniões que geraram maiores discussões? Isso é o que você vai encontrar nessa seleção de artigos que fizemos especialmente para você: os melhores conteúdos de 2012. Já que final e início de ano é sempre um tempo propício para fazer um balanço do que passou e o planejamento para o que ainda virá, esperamos que os artigos publicados aqui te ajudem nisso!

Boas festas e feliz 2013! Um abraço da equipe de Redação do iMasters!

Gutenberg construiu um dos mais fantásticos dispositivos da história. O livro impresso do famoso alemão recebeu e reproduziu, nos últimos 500 anos, com poucas modificações, infinitos softwares: da Bíblia ao Alcorão; da Divina Comédia ao Almanaque do Biotônico Fontoura.

A revolução digital quebrou este paradigma. As “instruções” antes impressas nas páginas dos livros, agora são binárias e podem ser lidas por qualquer dispositivo digital. O meio deixa de ser a mensagem. Aliás, não importa mais o meio; a mensagem é ubíqua, multiforme e se adapta ou pelo menos busca desesperadamente adaptar-se ao meio. É a inversão do vetor de McLuhan. Após séculos de escravidão, a mensagem libertou-se do meio.

Neste novo cenário, surgiram e continuam surgindo uma infinidade de dispositivos que agora são o suporte deste conteúdo flexível, fluído e não mais limitado por átomos, mas sim por bits: computadores, notebooks, e-readers, tablets, smartphones e uma infinidade de outros aparelhos e neologismos como netbooks e phablets. Sim, eu disse phablets!

Continue lendo este artigo!

Deixe um comentário! 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais