/Design

voltar
/Design

Entendendo a usabilidade como ciência – Avaliação Heurística

PorAlex Lattaro em

No artigo anterior falamos sobre a usabilidade como ciência, passamos pelas definições de usabilidade, algumas normas e padrões, e iniciamos uma parte prática. Abordamos algumas guidelines do Nielsen e o pré-design. Além disso tocamos em alguns métodos de avaliação, com usuários, sem usuários, com modelos conceituais e com protótipos.

Hoje falaremos sobre inspeção e avaliação heurísticas.

Primeiro vamos às definições, o que é avaliação heurística? É um termo criado por Jacob Nielsen e Rolf Molich em 1990. É um método de inspeção desenvolvido para identificar tipos de problemas em uma interface de usuário. Para fazermos a avaliação heurística devemos passar por cinco passos.

Definir heurísticas de usabilidade

É necessário definir as heurísticas de usabilidade, entender o que será utilizado em seu projeto, quais as derivadas dos princípios básicos de usabilidade farão parte da sua heurística.

Assim que você fizer essas definições, é importante adaptar as guidelines ao seu produto específico. Procure por guidelines de mercado, faça uma pesquisa de mercado, documente os requisitos e faça uma análise de tarefas.

Seleção de time de avaliação

Para fazer um teste de usabilidade é necessário que a sua aplicação passe pela mão de avaliadores. Sempre temos a ideia de que quanto mais avaliadores, mais erros eles serão capazes de encontrar. Porém, quanto mais avaliadores tivermos, mais caro ficará este teste. Então, quantos avaliadores devemos utilizar?

Segundo Nielsen, o número ideal permeia entre 3 e 5 avaliadores. Ele chegou nesse número baseado em uma pesquisa que levava em consideração número de avaliadores, número de erros encontrados e valor gasto. Veja as tabelas abaixo.

Compilar o material sobre o sistema

Agora é importante compilarmos o material sobre o sistema, análise de audiência, especificação do sistema, tarefas do usuário e cenários de casos de uso. Pronto, até aqui já temos as guidelines que serão utilizadas baseadas em nosso produto, a quantidade de especialistas necessários para fazer os testes de usabilidade, nosso público alvo, os requisitos foram transformados em especificação do sistema e se tornaram tarefas dos usuários e casos de uso.

Inspeção pelos avaliadores

Com isso em mão, cada avaliador fará uma avaliação individual. O ideal é que a avaliação aconteça entre uma de duas horas. Aqui é importante o avaliador testar sempre dois cenários. Um com base na especialização do avaliador, ou seja, procurando erros como um especialista. E outro como se fosse um usuário comum utilizando. Então, o avaliador passa por no mínimo duas vezes por todas estas tarefas e faz anotações.

Ao final, ele toma nota sobre os erros encontrados baseados na experiência, nas tarefas definidas pelo usuário e nos comportamentos esperados do sistema. É importante que os avaliadores pensem alto durante a inspeção para evitar que ideias se percam ou que se elaborem diferentemente do primeiro impacto causado. Outro fator muito útil é gravar os testes do avaliador e de alguns usuários comuns. A informação audio visual é muito útil na hora da interpretação do problema.

Feedback dos avaliadores

Finalmente, com as notas tomadas durante a inspeção em mãos, com as notas mentais (notas tomadas em voz alta) e a entrevista gravada os avaliadores nos dão o feedback em um relatório.

Este relatório deve conter um sumário de todos os problemas de usabilidade encontrados, as heurísticas que foram violadas com base nestes problemas e ideias para a solução dos mesmos.

Os problemas encontrados devem ser avaliados com notas de 0 a 4, sendo:

  • 0 = Não concordo que seja um problema de usabilidade;
  • 1 = “Problema cosmético”, corrigir se houver tempo extra;
  • 2 = “Problema pequeno”, baixa prioridade na correção;
  • 3 = “Problema grave”, alta prioridade na correção;
  • 4 = “Problema catastrófica”, correção obrigatória para a entrega do produto.

Conclusão

Neste artigo vimos os 5 passos para uma boa avaliação heurística, no próximo veremos as 10 heurísticas de usabilidade que seu projeto devem ser levadas em consideração. Bom amigos, vamos ficando por aqui. Qualquer dúvida ou sugestão, não hesitem em comentar.

Abraços.

Deixe um comentário! 0

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas: