/Design

voltar
/Design

Glossário 3ds max

PorFilipe Deschamps em

Olá amigos, como estão?

Infelizmente semana passada meu tempo livre
realmente estava curto e não pude preparar uma matéria
legal. Da mesma forma, esta semana me encontro sem tempo.
Para não deixar a coluna sem atualização,
estou colocando no ar um glossário relacionado ao 3ds
max. Caso queiram-me enviar emails perguntando o significado
de algumas outras palavras, posso reunir todas as dúvidas
mais frequentes e colocar no ar.

Através deste glossário espero
que vocês entendam um pouco mais sobre a "linguagem"
utilizada no programa.

VertexPaint: recurso
utilizado frequentemente em jogos pois através dele
você poderá determinar informações
diretamente nos vértices. Isto abre várias possibilidades
nos jogos pois não somente é possível
pintar cor, mas também controlar a iluminação
da área em que o vértice se encontra. Imagine
um cenário de um jogo, uma sala com uma única
luz no teto. Uma textura referente ao teto é multiplicada
por toda a área superior do cenário. Como ela
está multiplicada, a mesma intensidade de iluminação
que você verá próxima a luz será
a mesma das áreas distantes. Através do VertexPaint
você poderá criar diferenças nesta iluminação
sem alterar a textura, apenas "pintando" estas informações
em cima da malha.

Malha: representante
da palavra Mesh. Simboliza a estrutura ou conjunto dos vértices,
edges e polígonos que formam um objeto 3D.

Editable Mesh/Poly:
uma das formas como é tratado e editado os objetos.

HDRI: imagens
que suportam informações tanto de cor como também
intensidade de iluminação. Elas geralmente são
utilizadas para iluminar um cenário ou criar reflexões.

Photometric Lights:
luzes fotométricas utilizadas geralmente em renderizações
e ambientes com medidas reais. Sua intensidade é projetada
para simular iluminação correta dentro de um
ambiente 3D, além de contar com alguns efeitos interessantes.

Shader: recurso
que irá definir o comportamento da luz sobre a geometria
do objeto.

Textura: geralmente
representada por um arquivo de imagem (jpg, tga, tif, bmp,
etc) que tem como finalidade cobrir o objeto – ou uma parte
dele – tanto para colorir sua estrutura ou criar efeitos e
máscaras.

Mapa procedural:
da mesma forma que a textura, também tem como objetivo
colorir ou criar efeitos e mascaras no objeto, porém
não se encontra numa forma fixa como um arquivo de
imagem. Este mapa poderá ter sua aparência modificada
através de parâmetros.

Mapeamento: forma
de determinar como uma textura ou mapa irá ser distribuida
por uma estrutura 3D.

Renderização:
tem como origem a palavra ‘Render’ e simboliza qualquer cálculo
em que é processado as informações 3D
base para uma imagem final mais detalhada e com efeitos que
não são possíveis representá-los
tempo real.

Discreet: atual
empresa que possui os direitos sobre programa 3ds max. Ela
foi responsável pelo desenvolvimento das versões
4, 5 e 6.

Reactor: originalmente
foi um plugin do 3ds max para simulação dinâmica,
ou seja, fazer objetos se colidirem, sofrerem a atuação
de forças ambientais, etc. Atualmente ele é
uma ferramenta interna do programa.

Stand-alone License:
licença completa do 3ds max para uso comercial. Com
ela você poderá criar e vender imagens/animações
criadas dentro do programa.

GI: abreviação
de Global Ilumination. Tecnologia que produz comportamento
real – ou visualmente real – da luz. Assunto já explicado
em matérias passadas.

Mental ray: novo
renderizador disponível internamente no 3ds max 6.

Particle Flow:
novo recurso do 3ds max 6 para criação e manipulação
de partículas. Com ele você poderá criar
sistemas de partículas muito mais complexos.

Abração!

Deixe um comentário! 2

2 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

  1. Parabéns Felipe pela iniciativa de atender a fitia iniciante no 3DSmax e esclarecer algumas duvidas básicas.
    Acho que mais matérias assim devem constar junto às outras pra gente que tá começando não boiar tanto nas explicações dos Tutos. Arrisco até algumas sugestões pra vcs, Classificar as matérias com níveis logo no título evitando visitas desnecessárias, colocar links dentro dos tutos pra gente acessar outras matérias em caso de dúvida sobre algum termo ou efeito. Por exemplo, muitas matérias que citam alguns termos que vc colocou aqui poderiam trazer links que dariam acesso a essas explicações na sua matéria.
    Mais uma vez obrigado
    Abraços

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas: