Brasileira vence competição latino-americana de redes de computadores

PorRedação iMasters em

Raissa Marcon é a primeira brasileira a vencer a etapa latino-americana de uma competição mundial de redes de computadores promovida pela Cisco, uma das maiores multinacionais voltadas ao setor de tecnologia da informação.  A estudante de 20 anos do SENAI em Florianópolis, entidade da FIESC, competiu com outros 19 profissionais da América Latina e do Caribe e obteve o melhor resultado nas provas da Netriders. Raissa passará uma semana no centro de treinamento da Cisco, na Califórnia, e poderá realizar a prova de certificação da companhia.

raissa

A competição visa a encontrar os melhores alunos das Academias Cisco em todo o mundo. Ela é separada por regiões, e os alunos do Brasil competem com os de outras academias da América Latina e do Caribe. “O nível da competição é muito alto e alcançar uma boa posição não é fácil”, conta Raissa, que ficou na 17ª posição na fase anterior à etapa latino-americana. “Por causa desse desempenho não tão bom, não esperava alcançar o primeiro lugar na competição”, disse.

O número de profissionais mulheres no setor de tecnologia da informação cresce gradativamente. “Ainda são poucas as meninas que se interessam por essa área e temos uma grande carência de profissionais nesse segmento”, afirmou Raissa. “Quero ir longe, quem sabe atuar numa empresa de tecnologia no exterior, mas por enquanto meu foco é a Olimpíada do Conhecimento, em setembro”, acrescentou a jovem, que participará da etapa estadual do torneio de educação profissional promovido pelo SENAI.

Leonardo Ortiz, estudante do SENAI em Blumenau, também participou das disputas. Ele e Raissa foram os únicos brasileiros classificados para a etapa latino-americana. O SENAI, além de atuar como um dos centros de formação e de suporte da Cisco, também treina instrutores.

A Netriders é dividida em três etapas: na primeira, classificam-se os cinco melhores alunos de cada Academia Cisco; na segunda fase, os 20 melhores colocados entre todas as academias disputam a etapa final. A competição é composta por prova teórica e prova prática conduzida por colaboradores da Cisco do Brasil, Costa Rica e Estados Unidos.

Deixe um comentário! 1

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas:
Hospedado por: