Seções iMasters
CMS + Drupal + Linguagens + PHP

Instalação do Drupal com drush

Olá, pessoas! Vou explanar um pouco sobre a instalação do Drupal usando drush. Como o drush é uma ferramenta fantástica, vou falar também sobre a instalação dele. Para quem não sabe, “drush” é abreviação de Drupal Shell. Imprescindível para agilizar o desenvolvimento. Assim, a primeira coisa que vamos fazer é instalar o drush.

Instalação do drush no Linux

Para ter a versão mais recente e sempre atualizada junto aos outro pacotes, uso o pear como fonte de arquivos. É preciso ter instalado a extensão php-pear. No terminal:

$ sudo apt-get install php-pear
$ sudo pear channel-discover pear.drush.org
$ sudo pear install drush/drush

Com esses comandos, instalamos a extensão php-pear, adicionamos o canal do repositório e instalamos o drush. Pronto! O drush está pronto para ser usado. Vamos ver a instalação em outros sistemas operacionais.

Instalaçao do drush no Mac OS

Faça download do drush para seu computador, em um diretório pessoal, por exemplo, o “Desktop”. Para ficar mais compreensível, vou colocar todos os passos no terminal e depois comentar o que foi feito em cada linha.

Abra o terminal e navegue até o diretório:

$ cd ~/Desktop
$ tar xvf drush.X.tar.gz
$ sudo mkdir drush /usr/local/lib/
$ 
sudo mv drush /usr/local/lib/
$ sudo chmod u+x /usr/local/lib/drush/drush
$ 
sudo ln -s /usr/local/lib/drush/drush /usr/bin/drush
  1. Navegar até o diretório em que foi feito download do drush;
  2. Extrair o arquivo, onde “X” é a versão do drush que baixou;
  3. Criar um diretório “/usr/local/lib” se ele já não existir. Caso exista, ignore este passo;
  4. Mover o diretório do drush, que foi extraído, para /usr/local/lib;
  5. Fazer com que seja executável, com permissões;
  6. Pra finalizar, criar um link simbólico em “/usr/bin”. Assim você pode rodar o drush de qualquer lugar.

Instalação do drush no Windows

Se você usa Windows para desenvolver em Drupal, sugiro que mude agora o ambiente de desenvolvimento para Linux. Mas se não for possível essa alternativa, você pode baixar um instalador drush para Windows em http://www.drush.org/drush_windows_installer. Neste link tem o arquivo e um guia de instalação bem bacana, só que está em inglês.

Com o drush instalado, vou concentrar agora nos conceitos e no terminal, sem distinção dos sistemas operacionais, pois o que é necessário fazer é a mesma coisa em qualquer sistema.

Instalação do Drupal com drush

Vamos para o terminal e depois para as explicações:

$ mysql -u DBUSER -p
mysql> create database DBNAME;
mysql> exit;
$ cd ~/www
$ drush dl drupal
$ mv drupal-X MEUSITE
$ cd MEUSITE
$ drush site-install standard --account-name=admin --account-pass=admin --db-url=mysql://DBUSER:PASS@localhost/DBNAME
  1. Fazer login no servidor mysql, onde “DBUSER” é o usuário com permissão de criar banco de dados. Ao rodar o comando, será solicitado a senha do usuário;
  2. Criar um banco de dados vazio, onde “DBNAME” é o nome do banco de dados;
  3. Sair do servidor mysql;
  4. Navegar até o diretório onde ficam os arquivos web no seu ambiente de desenvolvimento. No meu caso, o “til” diz que é o diretório principal do meu usuário do sistema e o “www” é o diretório onde se encontram meus arquivos web;
  5. Fazer o download da versão mais recente do Drupal. O drush já faz o download dos arquivos descompactados;
  6. Renomear a pasta do Drupal, para ter um ambiente mais amigável. No caso, “X” é a versão do Drupal, por exemplo, 7.15 (versão mais atual do Drupal no momento deste post) e “MEUSITE” é um nome qualquer que você queira dar para o projeto;
  7. Navegar para a pasta do Drupal, que foi renomeada anteriormente;
  8. Instalar o Drupal, sendo que:
  • site-install: é o comando drush para instalação de site;
  • standad: diz que está optando pela instalação “standard” do Drupal, com alguns itens já pré-configurados;
  • –account-name: define o nome do usuário 1, o administrador. N.este caso, o nome do usuário é “admin”;
  • –account-pass: define a senha do usuário 1. Neste caso, a senha é “admin”;
  • –db-url: define as opções de conexão no banco de dados, onde:
    • DBUSER: é o mesmo usuário da linha 1, no terminal;
    • PASS: é a mesma senha usada para fazer login no mysql, na linha 1 do terminal;
    • DBNAME: é o nome do banco de dados que criou, na lina 2 do terminal.

Confirme as opções que retornarão no terminal com o comando drush site-install e pronto! Sua instalação do Drupal foi feita em oito comandos pequenos. Com prática, esse processo não dura nem cinco minutos. ;)

O print com meu Drupal instalado:

drush-install03

Mensagem do anunciante:

Aprenda WordPress de uma vez por todas com os cursos especializados em WP do Apiki WP Cursos. Conheça!

Qual a sua opinião?