Linguagens de programação mais utilizadas em 2010

Lúcio Camilo
em Linguagens

Com o início do ano, algumas pesquisas estão sendo feitas para descobrir a popularidade das linguagens em 2011. Eu falei sobre isso no Jornal Java, onde coloquei os slides de uma dessas pesquisas, e resolvi fazer um resumo das principais linguagens de 2010, a evolução, demanda e oferta delas. 

Este resumo conta somente com as linguagens Java, C#, Visual Basic e Ruby. Objective C não foi utilizado nas pesquisas, pois sua utilização foi atípica, e fruto apenas dos produtos da Apple. Devemos esperar os próximos meses para saber se manterão o crescimento ou se sua oferta será apenas passageira.

O primeiro local que utilizei para pesquisa foi em um site para busca de empregos, que possibilita a realização de buscas com demonstrativo do crescimento dos itens mostrados.

A primeira pesquisa pode ser verificada no gráfico abaixo, e contempla as informações do primeiro semestre de 2010:

Esse gráfico mostra o percentual de buscas de postagens de empregos. Podemos verificar que as buscas de empregos de Java continuam liderando o mercado desde Julho de 2005.

Especificamente no ano de 2010, houve um momento de decréscimo das pesquisas. Isso ocorreu pelo fato da crescente demanda relacionada ao Objective C devido à explosão de iPhone, iPad e afins.

As buscas sobre C# vêm tendo um crescimento vegetativo, que não chega a ser ameaçador, porém tudo indica que os próximos anos serão decisivos para a aumento, ou não, das ofertas de emprego dessa linguagem. A utilização do Visual Basic manteve-se estável nesse ano.

A utilização de Ruby mostra um aumento substancial em relação aos demais anos, porém não está com intenção de crescimento de forma rápida.

A próxima pesquisa obteve as informações sobre o percentual crescimento de ofertas de empregos até o final do primeiro semestre de 2010:

Essa pesquisa é relacionada ao crescimento em relação ao número absoluto de ofertas de empregos. Acredito que o gráfico fala por si só.

Detentores de conhecimento de Ruby, a hora de sobressair é agora. Aproveitem a oferta crescente de empregos para sobressaírem enquanto a demanda ainda é pequena (será?!). Todas as outras linguagens pesquisadas mantiveram-se estável em todo o ano de 2010.

O último gráfico analisado pertence ao site SimpleHired e possui informações até outubro de 2010:

De acordo com esse gráfico, houve um crescimento de 52% tanto do Java, quanto do C#, desde abril de 2009. Porém o Java continua muito acima. Empregos relacionados a Visual Basic tiveram um crescimento de 112% e de Ruby, 78%, considerando também início em abril de 2009.

A conclusão a que podemos chegar é que 2010 foi o ano do Java mais uma vez e que esta continua sendo uma linguagem com forte utilização no mercado e com altas ofertas de emprego.

Ao contrário do que ouvimos falar durante o ano, o Java ainda está longe de ter um substituto à altura, pelo menos na quantidade de ofertas de empregos, ou seja: se todos os nossos planos derem errado, ainda poderemos ser programadores Java no futuro.

Referência: http://regulargeek.com/2010/08/02/traditional-programming-job-trends-august-2010

Lúcio Camilo

é Analista de Sistemas com Pós Graduação em Engenharia de Software e MBA em Gerenciamento de Projetos. Possui as certificações Sun Certified Java Programmer 6 (SCJP), Oracle Certified Web Component Developer (OCWCD), Oracle Certified Enterprise Architect (SCEA part I). É autor do Livro "Android para Desenvolvedores", da Editora Brasport. Entusiasta GWT, interessado por projetos beta e design patterns. http://www.jornaljava.com

231 comentários Comente também

    1. Pesquisa totalmente tendenciosa. PHP é a linguagem mais usada no mundo e onde ela está na pesquisa? OBS: Para quem disse que php é linguagem de criança, parem de usar o facebook por favor. A qualidade do software está em quem o desenvolve e não na plataforma usada para desenvolvê-lo.

      1. Programador Ruim fala da linguagem que ela é ruim. Pode ser JAVA, PHP., ASP.NET etc.
        Conheço software feito em C# que não presta, conheço software feito em JAVA que é uma porcaria, e conheço software em PHP uma bosta.

        Não existe linguagem ruim, e sim, PROGRAMADOR RUIMMMMMMMM.

        Fica a dica….

    2. Bom, programadores são programadores e linguagens são linguagens. Todas tem seus pontos fortes e fracos. Aqui no imasters tem um posto chamado “PHP não é coisa de moleque”, o “Java” deveria ver ai.
      Bom, o Java está entre as mais xingadas, como diz o link http://migre.me/3VRCZ. E ai, de ponta?

    3. Quem usa PHP, certamente ainda nao aprendeu o que é programar de verdade!
      Lado PHP:
      + Menor curva de aprendizagem
      + Maior produtividade para projetos pequenos

      Lado Java:
      + Maior manutenibilidade
      + Portabilidade Indiscutível
      + Robustez, segurança
      + Mais recusos, mais poder
      + Maior reutilização de código
      + Paradigma de Orientação a Objetos mais consolidado

      Resumindo:
      PHP: projetos bem pequenos
      Java: todos os demais projetos

    4. até ASP3 é melhor que PHP! BRINKS! SHAUSHAUSHUASHUA
      mas na boa, achava que python tava mais bem na fita que ruby, mas né não…
      tô pensando em aprender uma das duas, ruby ou python, a partir de hoje, já posso decidir com mais clareza!

    5. É incrivel como tem gente q insiste em ser ignorante.
      -> É claro que hj usa-se muito mais php do que Java, php é para noobs, logo tem muito mais pessoas q “acham q sabe programar”.

      -> PhoBoy, me diz vc ja usou algum framework java? ja usou hibernate? ou é insufucientemente capaz de entender a complexidade que envolve o mundo java?

      ->Quem usa php, certamente nao conhece as maravilhas da OO, claro q é possivel programar php orientado a objeto, mas nao se compara a java.

    6. Destler eu não só utilizo framework Java, com utilizo o JBoss Seam, com Hibernate, JSF 2, no JBoss AS, com todos os conceitos de Injeção, Ejeção, annotatios… Facelets, Richfaces 3.3.3….
      e você? utiliza algum destes caras? ou tá iniciando também em Java igual a maioria dos autores dos posts daqui….

      sou programador PHP e Java… conheço profundamente e sou certificado nas duas linguagens… aliás… sou professor das duas linguagens…

      e tenho capacidade técnica para comparar… e você tem capacidade o que? chutativa?? ou emocional?? ou do que então?

      este tipo de discussão vai sempre existir… agora a pergunta é você tem capacidade técnica para criar uma comparação realista?

      No fundo… esta intriga que os caras de java estão tendo com os caras de php é porque estão se sentindo ameaçados… prova disso é que nem atacam mais os caras do .net… vai estudar e ver como é o ambiente .net… você sai de java em questão de dias…

    7. Uma vez um amigo foi fazer uma prova para entrar numa empresa e desenvolveu uma boa modelagem OO em java enquanto outro fez um programa completo em delphi.
      PHP é muito melhor em questão de curva de aprendizado e para projetos pequenos assim como disse o Destler e como no Brasil o que mais se tem é micro e pequenas empresas eu prefiro estudar o PHP.

    8. Destler É incrivel como tem gente q insiste em ser ignorante.
      -> É claro que hj usa-se muito mais php do que Java, php é para noobs, logo tem muito mais pessoas q “acham q sabe programar”.

      —– Destler…. “noob” é uma palavra para mencionar um novato em MMORPG, que por falar em MMORPG, o jogo World of Warcraft da Blizzard usa C, Lua, MySQL e ……… PHP! É o maior game de RPG do mundo, e não tem Java nele? Que coisa não? Só tem cara que não manja nada na blizzard.

    9. Anonimo. Concordo cara, ja estudei php, inclusive foi a primeira linguagem que tive contato. Mas depende da area que vc pretende seguir, se for web sites, blogs, pequenos projetos web é melhor usar php, pela facilidade e baixo custo de hospedagem, e realmente no Brasil tem muita oderta para esse tipo de trabalho.

      Mas se o seu objetivo for Sistemas web, call centers, sistemas gerenciadores…ou seja projetos grandes, é indiscutivelmente melhor usar Java. Pois os frameworks de desenvolvimento estao evoluindo muito, é uma linguagem multiplataforma, integra com muito mais recursos.

      É tudo uma questao de objetivo.

      Ah…para quem esta insistindo em equivaler php com java, pesquisem qual linguagem paga melhor? ;D

    10. A Abin vai pagar 10000 por programadores PHP que passaram no concurso
      O Superior Tribunal Militar vai pagar 6500.
      O Ministerio Publico da União vai pagar 6000 para quem sabe Java e PHP.

    11. Toma, isso deve ser o maximo que se pode chegar a ganhar com php.
      Conheço um cara que ganha 40 000 gerenciando projetos em java na vivo.
      Um analista sênior ganha em media 15 000 trabalhando com Java.
      O salario inicial para qualquer programador de qualidade, gira em torno de 2500 a 4000. Claro é inicial, logo logo pode-se passar dos 10000.
      Mas como em qualquer trabalho, tem q ser bom no q faz para ir longe.

    12. Bom, repetindo mais uma vez o exemplo do facebook: Quanto que o Zuckerberg ganha? Então 10000,40000 nao é o limite para um programador PHP ou de qualquer outra linguagem.
      Até porque é preciso muito mais do que saber uma linguagenzinha pra ser um desenvolvedor respeitavel.

    13. Concordo cara, independentemente da linguagem pode-se dar muito bem.
      Porem usa-se muito o exemplo do facebook. Mas vamos analisar, Zuckerberg é um genio, e ficou bilionario pela sua ideia (se é q foi dele mesmo) e nao pela linguagem utilizada no seu projeto.

      E outra, caso vc nao saiba o facebook usa inumeros applets java.

    14. A gente não vê esse tipo de discussão sem sentido em outras especialidades:
      Eu sou melhor pq uso CentOS seu pobre utilizador de RedHat!!
      Scrum master nunca vai ganhar tanto quanto um PMI!!
      ITIL V3?? mera copia da iso 20000!!!!!

      Ridiculo…

    15. É esse o ponto!!! Utilizar as linguagens como ferramenta! Se vc como desenvolvedor achar que deve utilizar applet java, use sem dó!

      Agora julgar a capacidade de um profissional só pelas ferramentas e não como ele as utilizou é paia vei!!

    16. Magento, Joomla e WordPress são os melhores Open Sources em suas categorias, todos PHP. Para fugir do Facebook, podemos falar do Yahoo, umas das maiores plataformas web, que também é PHP. A Oracle, a IBM, a Microsoft e a SAP estão investindo na integração de suas plataformas com o PHP. A 2advanced, considerada agência da década pela TheFWA e com clientes como Ford, Adobe, ESPN e Fujitsu, utiliza PHP como backend. Aí entra a Blizzard com os jogos que utilizam PHP (mas jogos não vale né, duvido que qq desenvolvedor ERP consiga criar um jogo de nível).

      Enfim, milhares de exemplos. Mas esses caras devem estar todos brincando em seus trabalhos. Só os desenvolvedores Java fazem um trabalho de nível.

      Ou seja, por favor Destler, vai estudar! Não vou nem responder mais seus comentários.

    17. Olha Teste Teste, eu ja estudei/estudo, sou analista de sistemas…sei do que estou falando.

      Eu q nao vou dar credibilidade a alguem q Se intitula como Teste Teste.

    18. Mais alguns que acabei de encontrar aqui: Dolibarr (ERP), GeStock (Gerenciamento de estoque), osCommerce (Comércio Virtual), SugarCRM (CRM).

      E para quem ainda tem alguma dúvida sobre o potencial da plataforma PHP eu convido para a leitura http://www.htmlstaff.org/ver.php?id=23269

      Um resumo….

      o PHP pode conectar diretamente com a maioria dos bancos de dados (Oracle, SQL Server, MySQL, dBase, ODBC, XML, etc), diretórios (LDAP, etc), sistemas de pagamentos online (Verisign, Cybercash, Realex, etc) e protocolos (SMTP, IMAP, FTP, HTTP, TCP, SSH, etc).

      Comunicação via COM, .NET e Web Services

      O PHP é o campeão no quesito de integração de baixo nível. A plataforma pode facilmente instanciar objetos COM, classes Java e .NET. PHP 5 com SOAP tem uma camada de alto nível para ler ou criar Web Services.

    19. Agora vamos analisar a questao de OO.
      PHP ainda nao apresenta uma forte orientação a objetos como java.
      Não tem sobrecarga de métodos, ou seja, não pode ter um método com mesmo nome e com parâmetros diferentes.
      – Pode-se chamar o construtor do objeto pai em qualquer parte do código.
      – Não é obrigado a utilizar a orientação a objetos no código, podendo se trabalhar de forma procedural.
      – Não tem tratamento de exceções nos métodos nativos.
      – Não é fortemente tipado.

      Além disto, por ser uma linguagem puramente interpretada, os erros no PHP aparecem apenas em tempo de execução. No Java, por ser uma plataforma híbrida, onde primeiramente o código é compilado em bytecodes, muitos erros podem já ser detectados em tempo de compilação.

      Estes itens contribuem para que o Java tenha maior aceitação do que o PHP quando se trata do fator manutenabilidade.

    20. Agora me diz, é possivel fazer uma aplicação utilizando PHP que seja compativel com a internet, seu sistema operacional e ainda rode no seu celular?
      Pois é, com Java posso fazer isso!

    21. Destler

      Esses itens contribuem apenas para o fato de que você não gosta do PHP e ponto. Não há problema nenhum em não gostar da linguagem, mas tudo o que você afirmou não são problemas de fato. Quem conhece a linguagem já sabe isso de cor, sabe como debugar e como programar.

      Tem coisa pior: o PHP tem GOTO, não tem padronização na passagem de argumentos nas funções de String, tem o metodo mágico __CALL.

      Para quem conhece essas coisas não são problemas.

    22. Nao senhor. Eu gostava/gosto de PHP, porem os fatos comprovam que JAVA é uma linguahem muito mais poderosa.

      Mas a questao é, para mim éla é melhor, se paar vc PHP é mais eficaz, ótimo, utilize e contribua para o melhoramento da linguagem.

    23. Definitivamente brigas como esta não levam há lugar algum, se existe um “fato” é que há lugar para PHP, Ruby e JAVA, hoje cada um desses pode ser usado para substituir o outro, cada um desses, com certeza, faz o serviço do outro, tudo depende do conhecimento da equipe de desenvolvimento.

      Exemplo: O Facebook precisava minimizar, mais ainda o impacto da grande quantidade de requisições simultâneas que vinha recebendo, resolveu então remover o tempo de interpretação de um script php, simplesmente compilou o PHP. Não deixou de usar PHP e ainda sim teve um código compilado em linguagem de máquina por meio de um compilador feito especificamente para isto, ou seja, existe solução para tudo, em qualquer linguagem, em qualquer ambiente de desenvolvimento.

    24. Um sistema PHP bem desenvolvido não tem problemas com manutenção.
      não posso falar muito de java por que não usei muito. mas umas das vantagens de PHP é que é muito mais simples, a sintaxe do Java é muito mais pobre que a do PHP.
      E para quem falou que seu sistema roda em celular, e ao caralho a 4.
      Muitos Celulares hoje em dia estão lendo PHP em browsers.

      Acredito que Java tem um potencial grande, mas se você fica preso a só uma linguagem, isto não é programar é decorar.

      se você for fazer um sistema em PHP e reclamar que é diferente de java, que não sabe programar sem orienteção a objeto, ou vice e versa. você esta preso a uma linguagem.

      PHP se fosse ruim, não teria tanta gente usando.

      não que java não preste, tem um potencial muito bom, se é melhor que PHP eu não sei, mas sei que se você sabe programar, você faz um sistema orientado a objeto ou não. tanto que sem orientação a objeto é mais simples e melhor para sistemas pequenos.

      vocês so penssam em classes subclasses etc.

      PHP tem orientação a objeto como Java, é so questão de saber programar, você esta tão acostumado com a linguagem que coloca ela em cima de todas.

      para web o PHP é muito mais simples e amplo.
      Java so deve ser usado em sistemas maiores e mais complexos, para sistemas simples PHP é quem manda.

      bando de macaco velho.

    1. Concordo com vc amigo, realmente Java não presta para quem não a entende como vc! Quem sabe definir o termo orientado a objeto pensa bem diferente de vc e hope até quer programar em php OO.

    2. Discussão inútil sobre qual linguagem é melhor, tá parecendo Mac vs PC. Sabe o que parece também? Futebol. Você torce pra outro time? Então te odeio. ~ BEIÇO ~

      E o cidadão entitulado “Java” é o mais muleke de todos, agredindo outros usuários do site por um motivo totalmente fútil, “Quem programa em PHP é criança”, não faz o menor sentido o que você disse. Isso sim é uma atitude infantil. Gostaria de te ver dizer isso para o fundador da Wikipédia e tentar convencê-lo com seus sábios argumentos.

    3. Não sou um programador tão experiente. Já trabalho com PHP há alguns anos e estou fazendo um curso completo de Java, mas acho que, como foi dito anteriormente, cada linguagem tem suas virtudes e defeitos, por isso cada uma é melhor pra uma coisa. Uma coisa que o meu professor me disse é que dá pra se fazer praticamente tudo em Java, mas nem tudo o Java é o mais indicado e vejo que ele tem mesmo razão.

    1. Windowns esta muito melhor que qualquer sistema operacional, Linux é um lixo não funciona principalmente so quem usa for usuário, e o Mac é mais usado para design.

      Windowns 7 e 8 estão muito bem feitos e os vírus quase nem existem, com o Microsoft Security Essentials é muito dificil pegar virus.

      Linux é um sistema bugado que o mundo inteiro tenta melhora-lo.

      Windowns e Mac cada vez evolue emais e mais. os dois tem suas vantagens.

      mas Windowns é o mais voltado pro mercado é o que manda.

      linux era melhor antes, mas agora Windowns passou Linux faz tempo.
      Linux não evoluiu, não foi para frente.

      Mac e Windowns estão em cima,

      Já que todos programas estão sendo desenvolvidos para Windowns, então Windowns esta bem melhor.

      para servidor é melhor linux que tem mais segurança. mas para usuário Windowns é sem comparação melhor. Windowns é focado em todas areas, nele você pode achar tudo pessoas nao modificam o codigo do windowns mas existem programas que podem ser feito para o mesmo.

      Linux so ganha na segurança, porem com os novos Windowns ele esta comessando a perder nisto, logo sera o pior em tudo.

  1. hahaha … boa observação … sou a favor da linguagem que resolve meu problema no menor esforço possível, por isto uso as linguagens que vão ser mais produtivas para tal problema naquele momento. Não vejo porque atropelar um problema com um infinito de burocracias do java para resolver um problema que levaria apenas horas no php, ou rails.

    Claro que tenho minhas favoritas: Ruby, Python e claro PHP rs rs rs

    1. Bom Cicero, mas depende qual o problema tabém…Ja trabalhei com PHP, depois usando java resolvia a maioria dos problemas com muito mais rapidez e menos linhas de codigos.
      É tudo questao de conhcer a linguagem. java não é uma linguagem burocratica, é só coplexa de entender, nao sei se esse é seu caso.

  2. Nem deveria estar comentando aqui porque minha linguagem preferida nem aparece no gráfico :P

    Eu acompanho muito o gráfico da TIOBE http://www.tiobe.com/index.php/content/paperinfo/tpci/index.html e tenho visto o PHP (que eu gosto muito ) cair um pouquinho e empatar com C# e Python que estão subindo, mas mesmo assim JAVA se mantém lá em cima.

    Meu interesse por java começou a crescer por causa do Android. Eu acho um bom investimento aprender java como segunda linguagem, pra quem já tem sua preferida.

    1. Nemo, concordo com seu argumento, mas tem um erro: “assembler” não é linguagem. A linguagem se chama “assembly”.

      Não existe “a” melhor linguagem. O que existe é a melhor linguagem para a situação. Na prática, a melhor opção é aquela que resolve melhor seu problema. Nem sempre uma mesma linguagem vai resolver todos os problemas de modo eficiente.

    2. Wesin falou uma coisa certa: programador que conhece soh uma linguagem n eh programador. Ter uma preferencia eh normar, mas ter uma unica jah estupidez. Toda unanimidade eh burra, nao defenda uma linguagem, defenda-se a si mesmo.

  3. Você vê a simplicidade da linguagem PHP como um problema? Mark Zuckerberg não viu e hoje é bilionário.

    Já passei por Delphi, PHP, ASP3, Java e agora estou trabalhando com C#. Gosto de todas elas, cada uma tem prós e contras, mas a questão aqui não é se X é melhor que Y, mas sim a empregabilidade de cada tecnologia. Eu tive que abandonar o PHP, a primeira linguagem web que aprendi, por custa disso.

    A maioria dos sistemas projetos hoje são Java e .NET, e se você é um empregado, deve dançar conforme a música toca. Por isso que pesquisas desse tipo são boas para nos direcionarmos, contanto que não sejam tendenciosas.

    1. Putz, disse tudo.

      Hoje sou programador C#, mas usei ASP Clássico por MUITO TEMPO, usei VB6, e PHP também.

      E sinceramente ? Não gosto de PHP! Java, nunca mexi, mas me atrai bastante, tanto por conhecimento, quanto por tendências de mercado. Além do mais, quando eu tiver minha empresa, eu direi qual linguagem deve ser usada. Antes disso, eu uso a que tiver a disposição dentro da organização.

  4. De novo a briga do “O meu é maior que o seu”, como se isso resolvesse algo. Se você trabalha em uma empresa, você acaba por seguir ela, se você é uma empresa, você usa o que é adequado ao seu cliente. Se o cliente é uma empresa e pequena e você monta um sistema Java para cadastro de clientes, fica pesado pra ela 20 de hospedagem e mais uns 50 da maquina virtual, pronto, a pequena empresa acaba indo para outra por que o custo mensal é “caso” (legando em consideração que em PHP poderia sair uns 10 reais mensais). Não é a linguagem que define se o programador e bom ou não, mas sim o que ele pode ajudar seus clientes, nada adianta você ter certificações em java/microsoft se você não resolve o problema do cliente. Não seja religioso sobre uma linguagem isso só prejudica você, hoje uma linguagem pode ser a melhor do mundo, amanha, você não sabe, o mundo está dinâmico de mais para você se prender a isso!
    Como alguns aqui já falaram, essas pesquisas ajudam a nos direcionar, mas temos que tomar cuidado, pesquisas tendem a ser parecidas, quando você encontra uma muito diferente e você adere a ela por que parece melhor pra você, você esta mentindo pra você mesmo, e outra coisa, o que acontece em um pais pode ser diferente de outros, tomem um pouco de cuidado com isso.

  5. É incrivel a quantidade de post que sai em defesa de sua linguagem preferida.
    Não se comporte como criança que ficou de birra pq o outro garoto tomou seu pirulito. TI é pra gente Grande, e quem vai dizer qual ligueem usar ou não é o mercado, é o seu cliente que pode pagar por java,C#, ou o meu cliente que só pode pagar por php.
    Deixar de usar um liguagem pq ela não é compilada ou pq tem fama de insugura sem ao menos de fato ter tido alguma experiencia profissional com a mesma é puro achisssmo!!
    Trabalho com java, php etc. e não tenho do que reclamar.
    Se vc for profissinal com sua ferramenta terá ótimos resultados, caso contrário vai sofrer muito :D

  6. Fato 1: PHP é tão fácil que qualquer criança sabe programar.

    Fato 2: Quem faz o sistema são os profissionais não a linguagem. Trabalho gerenciando equipes em C++, Progress, Java e PHP. Bons profissionais fazem execlentes programas. Linguagem é ferramenta.

    Fato 3: Profissionais de TI ortodoxos (tipo os que usam camiseta com pinguim ou com uma maça) serão sempre programadores. Se você deseja cargos mais ambiciosos e mais dinheiro você tem que entender que linguagem é ferramenta.

    Fato 4: Desenvolvimento é engenharia. Pare de pensar como um religioso e comece a pensar como um engenheiro. Seu objetivo é resolver problemas, não utilizar ferramentas. Não há espaço para fé nem ideologia na engenharia.

    1. FANTÁSTICA sua resposta! Exatamente o pensamento correto, de quem trabalha na área e não fica de mimimi!

      Caras como você estão empregados e ganham um bom salário!

      Ahh e meninos do mimimi? Trabalham onde? Qt ganham pra defender a bandeira da linguagem que gostam? Não ganham nada? Ahhhh que pena… desempregados? Putz, que “cosa triste”!

      Galera… se pensar em defender uma bandeira sobre ferramenta, seja ela qual for, releia isso que o Fernando escreveu:

      Fato 4: Desenvolvimento é engenharia. Pare de pensar como um religioso e comece a pensar como um engenheiro. Seu objetivo é resolver problemas, não utilizar ferramentas. Não há espaço para fé nem ideologia na engenharia.

    2. Boa opinião em alguns pontos, mas não levada a ferro e fogo. De cara, ser programador foi colocado como algo pejorativo. Programadores – e não gerentes de projeto, ok? – são o centro de qualquer projeto de software, Aliás, programadores não, desenvolvedores de software, pois a divisão radical entre analista e programador só existe hoje em dia em empresas retrógradas e burocráticas. Gerentes devem ser facilitadores, removedores de impedimentos, só isso, para aqueles que verdadeiramente irão trazer valor, os desenvolvedores. No negócio de desenvolvimento de software, gerentes são apenas o meio, não o fim.

      Se brigar por tecnologia é coisa de geek sem noção, dizer que tanto faz a tecnologia utilizada é coisa de quem não tem muita noção do que significa desenvolver software (ou teve noção um dia e acha que ainda tem). Toda linguagem ou plataforma traz consigo um conjunto de ideias e de concepções que muda, sim, o modo como os desenvolvedores desempenham, e, no limite, como compreendem sua própria atividade. Há muita diferença entre as comunidades PHP, Java, Visual Basic e Ruby, só para falar das linguagens citadas. Eu nunca contrataria como desenvolvedor um sujeito que diz que tanto faz Visual Basic ou Ruby. E nem pra gerente, aliás. Diferentes linguagens são mais ou menos adequadas para diferentes tipos de projeto. Não digo, óbvio, que a ferramenta define o sucesso de um projeto. Mas quem acha que não faz diferença simplesmente não sabe o que diz.

      Quanto ao texto, parece bem tendencioso sim ao Ruby.

    3. Programador está para o software assim como o mestre de obras para um prédio. Se você tem 25 anos e é programador sênior… show de bola… parabéns para você… mas se você tem 37 (minha idade) e ainda é programador você realmente não cresceu na profissão.

      Excluo do meu comentário engenheiros, analistas de sistemas, arquitetos e demais profissionais de programam mas exercem outras funções mais críticas no projeto… como projeto, levantamento de requisitos, coordenação, consultoria, etc… sentar na frente de um computador e escrever código é coisa para profissionais em início de carreira.

    4. Discordo totalmente… Desenvolvimento (“programação”) é carreira de TI… ser “programador” até o fim da vida não diminui o profissional… um “programador” podem sim saber das outras áreas de TI mas pode querer trabalhar / sentir-se mais confortável com desenvolvimento de códigos.

    5. Sinceramente, discordo que um bom gerente precisou ser um bom programador para virar gerente e que um bom programador possa ser um bom gerente, são atividades distintas.
      Aqui deixo um link para uma crônica do “pouco” conhecido Max Gehringer sobre essa idéia.

      http://books.google.com.br/books?id=QzMdTvqwzigC&pg=PA43&lpg=PA43&dq=max+gehringer+valdemar+vendedor&source=bl&ots=LApJA_W6ZR&sig=TBJtJT5afhBPZKSujcNvzPsqw8k&hl=pt-BR&ei=aMlmTY62CI6ugQepvuHLCg&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&ved=0CBcQ6AEwAA#v=onepage&q&f=false

    6. Se uma empresa tem cargos de “programador” e “analista de sistemas”, ela é simplesmente um mausoléu onde não vale a pena trabalhar. Não há mais “programador”, assim como não há mais “analista de sistemas”, mas sim desenvolvedor de software, uma atividade que compreende todo o processo.

      O estágio atual do conhecimento em desenvolvimento de software já ultrapassou em muito o retrógrado pensamento taylor-fordista que divide o desenvolvimento em “fases” e em “analistas” bem pagos de nível superior e “programadores” pobres coitados em início de carreira. A analogia com construção civil é desastrosa e daninha. É tão difícil entender que construir software é muito diferente de construir um prédio? Por isto, principalmente pela falta de estudo e atualização dos profissionais, é que a qualidade média dos softwares é baixíssima e os projetos sempre estouram custo e prazo.

      Assim, é um completo absurdo pensar que quem mexe com código são somente profissionais em início de carreira. As pessoas precisam ler mais um pouco e ver como hoje se entende o desenvolvimento de software. Tempo na área não significa nada se o profissional para no tempo ou muda de área (sim, gerenciamento, coordenação, etc, é outra área) e não vejo cabimento em um gerente palpitar sobre uma área que pode um dia ter conhecido mas que hoje não conhece mais.

      Para uma visão geral do que hoje é considerado o modo correto de desenvolver software: http://www.martinfowler.com/articles/newMethodology.html

      E, por favor, não continuem com essa atitude contraproducente e, no limite, preconceituosa, de pensar no programador como um trabalhador menor, ou de menor importância. Ao contrário, grande parte dos problemas de software é de requisitos, na medida em que são coletados por “analistas de sistemas”, pessoas que na maioria das vezes não fazem a menor ideia de técnicas modernas de desenvolvimento de software nem de gestão moderna de projetos de software. A própria separação entre “analistas” e “programadores” é típica do modelo cascata, um modelo completamente superado (aliás, o primeiro paper que descreveu o modelo cascata, em 1970, já o colocava como problemático e arriscado, e mesmo assim virou o padrão na indústria), não sendo hoje defendido por nenhum autor que se pretenda sério.

    7. Não li tudo. Mas deu para notar que você não entendeu meu post.

      Eu falei de mercado de trabalho… eu posso chamar de programador e analista… você de desenvolvedor júnior e sênior… são só nomes. O que é fato é que a codificação é a ação mais mal paga da engenharia de software.

      Use a metodologia que você quiser, com a visão que você achar mais elegante… um profissional que codifica 100% de seu tempo ganha muito menos que um que além de codificar assume outras responsabilidades no projeto. Se é um modelo cascata que há um programador (codigo 100%) e um coordenador (gestão 100%) ou um modelo ágil onde as responsabilidades são misturadas isso não importa, SEMPRE que tem mais responsabilidade ganhará mais.

      Investir sempre em qualificação técnica é algo bom, mas possui um teto salarial baixo. Há exceções para casos como programadores de linguagens legadas, ou de sistemas complexos, ou então com técnicas pouco utilizadas (como sistemas embarcados). Mas pegue um profissional de uma área comum… desenvolvimento web em java por exemplo… não adianta quanto que você estude a linguagem, ou quantos frameworks malucos você conheça, o profissional do seu lado que ajuda a projetar o sistema, ou que determina ações sobre a arquitetura, que participa de decisões críticas, este ganhará muito mais que você.

      Resumindo: O objetivo de um profissional de engenharia é sim “tentar” codificar menos, deixando isso para os mais novos (leia-se profissionais com menos de 10 anos de experiencia).

    8. Se você acha que tomar decisões é algo burocrático existente apenas em modelos antigos de engenharia, você realmente não tem vocação para isso. Melhor ficar escrevendo código mesmo.

    1. Ahh Luizhtg, entao vc nao conhece o mercado.
      Ruby é uma bomba?
      um pequeno exemplo de particidade, para imprimir uma simples frase:

      php: echo(“Ola mundo”);

      Ruby: puts “Olá, Mundo!”

      São menos parenteses, chaves, ponto e virgula…é uma linguagem muito pratica. Conheça antes de criticar!

    2. Se eu disser que em PHP você pode escrever:

      echo “Olá mundo”;

      sem os parênteses, você vai mudar de idéia e achar que o PHP é mais prático ? :o)

    1. Lendo todos os comentarios, eu diria que talvez um ou dois já tenham trabalhado de verdade com desenvolvimento. O resto ou é estágiario, ou fica em casa o dia inteiro jogando playstation, e de vez em quando faz um biquinho pra “home page” do tio.

  7. O que importa é a ferramenta e o mercado em torno dela.Quem vive de dogma é padre,pastor ou qualquer outro assecla.Programadores trabalham com lógica e resultados.Então pouco importar qual a melhor linguagem,programa-se o que o mercado pede.Objetividade é essencial.Eu gosto de Python e um pouco do PHP.Acho C lindo e detesto Java.Mas reconheço que Java é um abre portas e permite-se ganhar dinheiro,para se programar então o que se gosto.Vamos algoritmizar essa discussão.

  8. Na minha opinião faltou colocar PHP nessa pesquisa sim. Conheço muitos profissionais que trabalham com PHP, que fazem bons trabalhos, assim como conheço bons profissionais que trabalham com C#, Java e C.
    “Não importa o tipo de Martelo mas sim como você vai bater no Prego”.

    David Ramires

  9. Empresa séria não usa php pq ninguem sabe o ano q vem quais as maluquices q os mantenedores da linguagem vão fazer. Pelo menos java tem a jcp pra garantir vida longa para a linguagem.

    1. Tem a Blizzard também, que desenvolveu o WorldofWarcraft, jogo com que rende a ela mais de 1 bilhão/ano só com as assinaturas. É só empresa pequena usando PHP huahauahau.

    2. com certeza WoW foi feito em php… NOT! pô presta atenção… se for algo corporativo, nego não vai utilizar uma linguagem que nem padrão tem direito, ficando na mão de seilá quem cuida de PHP.

      O negocio eh q php é usado em projetos pequenos (ou startups)… agora nego grande msm não usa essa porcaria de linguagem!

  10. Lendo os comentários eu vi 10 tipos de pessoas, pessoas de visão e pessoas cegas.

    Como já disseram ai em cima, essa coisa de meu time é melhor que o seu, o meu é maior que o seu, minha religião é a certa a sua não e etc… Só mostra o quanto vc pensa pequeno.

    Tudo depende aonde vc quer chegar, definido o destino você escolhe o caminho o/

  11. Medo… muito medo da mentalidade da maioria dos “pseudo-desenvolvedores” que postaram aqui. O mercado de trabalho está fudido se dependerem de vocês, independente da linguagem usada.

    1. Epic Win Comentario!!

      Se vc é bom no que faz, nao importa a linguagem usada.
      é totalmente relevante… se PHP ou JAVA ou outra qualquer atende a sua necessidade, isso que importa. Mas nao quer dizer que uma é melhor que a outra.

  12. Eu programo em Java, Delphi, ASP.

    Parece que todos estão esquecendo que a simplicidade na linguagem é o que todos da área de TI buscam.

    O fato do PHP ser uma “linguagem de menino” é uma grande força para essa linguagem. O Java assim como o C são linguagens poderosas mas que demandam um maior esforço para serem dominadas haja vista sua sem fim opção de bibliotecas/frameworks.

    O Delphi hoje sendo quase totalmente ignorado pela comunidade de TI ainda é muito utilizado por empresas de pequeno-médio porte, o que diga-se de passagem é onde temos uma maior concentração seja de empregos ou de quantidade de empresas.

    Essa discussão que temos já ocorreu anos atrás com o COBOL mas pasmem ainda é uma linguagem utilizada, principalmente em sistemas bancários.

    1. no problems, baby!
      quanto mais vagas tem pra C# (que eu programo) e menos interesse por parte dos programadores, mais raro eu fico, e mais eu ganho com isso!
      lógico que isso não vai durar pra vida toda, por isso que já estou começando a estudar ruby e python!

  13. Hoje em dia existem os diferenciais … em performance o PHP deixa no chinelo o Java … já fiz testes em servidores linux com Java o IO fica topado .. igual o oracle …. consome muita memória …. é preciso muita máquina para pouca coisa..

  14. aeiuhaeiuhe Fazer comparações entre liguagens é igual falar q um time é melhor que outro, religiao eh melhor que outra, e politico melhor que outro… nunca vai ter um unico veredito!

  15. Pessoal, leem o título. O artigo não descreve sobre o que é melhor, mas sim sobre o que é mais utilizado no mercado. Isso é fato, números, exatas.

    1. não, ele não diz sobre mais utilizados no mercado, prova disso é que no link do gráfico quando se adiciona o PHP ele fica em posição maior que outras linguagens…

  16. Um bom profissional, sobre tudo , respeita o conhecimento do outro, não importando a linguagem…
    Se php é facil e java é dificil, é questão de pratica, menosprezar o proximo é completamente infantil, “profissionais” assim, é o que o mercado não prescisa,
    Prescisa-se de um profissional competente para o cliente, não adianta vender um incrivel projeto em java para a pastelaria do china. Visão e competencia para resolver fazem um bom profissional, não em que linguagem ele o faz.

  17. PHP não é linguagem de gente grande.

    O Facebook não usa PHP faz muito tempo. O PHP é tão tolo que eles mantiveram a sintaxe e fizeram outro interpretador, ou seja, só sobrou a sintaxe. Pois o trabalho de reescrita não valia a pena.

    Amador, continue defendendo o PHP que você vai longe.

    1. O fato do Facebook ter reescrito o interpretador PHP não significa que eles não usam o php, se assim fosse poderíamos dizer que quem usa uma jvm proprietária não usa o java efetivamente, apenas a sintaxe.

      Lastimável o seu discernimento sobre tecnologia.

    2. Vou desconsiderar o “cala a boca” e perguntar educadamente: Porquê? Você dá razão em dizer que reescrever compilador muda toda a linguagem, só mantém a sintaxe?

    3. e o pior, teste teste, eles reescreveram o interpretador, não o compilador. você deveria bem saber que são coisas diferentes. pior ainda: php por acaso gera código compilado?

      Boa Igor Dão! ;D

      Amador, continue defendendo o PHP que você vai longe. [2]

    4. bom, diferente de você, fui atrás e procurei saber exatamente o que o facebook fez acerca do php:

      What kind of software does Facebook Use?
      Facebook was developed from the ground up using open source software. The site is written primarily in the PHP programming language and uses a MySQL database infrastructure. To accelerate the site, the Facebook Engineering team developed a program called HipHop to transform PHP source code into C++ and gain performance benefits.

      Então, C++, né? Pra acelerar o site, né? Ganhar velocidade e pá… então… =)

  18. O problema não está na linguagem. O Java por ser mais segura, completa e ao mesmo tempo complexa atrai pessoas mais interessadas e capazes. Como dizem que PHP é super fácil e qualquer imbecil aprende. Acaba atraindo muito mais imbecil mesmo. É só ir em encontro de PHP que só aparece cabeça de bagre. Ou seja, Java, C, Ruby espantam os incapazes pela fama e o PHP atrai.

  19. Faço questão de postar novamente em resposta ao Fernando Fonseca sobre programador e gerente.

    Sinceramente, discordo que um bom gerente precisou ser um bom programador para virar gerente e que um bom programador possa ser um bom gerente, são atividades distintas.
    Aqui deixo um link para uma crônica do “pouco” conhecido Max Gehringer sobre essa idéia.

    http://books.google.com.br/books?id=QzMdTvqwzigC&pg=PA43&lpg=PA43&dq=max+gehringer+valdemar+vendedor&source=bl&ots=LApJA_W6ZR&sig=TBJtJT5afhBPZKSujcNvzPsqw8k&hl=pt-BR&ei=aMlmTY62CI6ugQepvuHLCg&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&ved=0CBcQ6AEwAA#v=onepage&q&f=false

    1. Nunca falei isso. Eu citei um exemplo comparativo entre um profissional codificador e um coordenador… a origem deles foi apenas um exemplo.

      Concordo com sua citação: “discordo que um bom gerente precisou ser um bom programador para virar gerente e que um bom programador possa ser um bom gerente”

      Mas entenda a questão. O que eu quis dizer é que SE você puder largar a codificação e assumir mais responsabilidades no projeto você VAI ganhar ($$$) mais por isso. Não quer dizer que você SABERÁ assumir estas responsabilidades. Até porque o proprio mercado nos dá a prova que é mais fácil achar profissionais que codificam que profissionais que coordenam. Coordenar é mais difícil sim.

    2. Discordo outra vez de você, um arquiteto de sistemas pode sim ganhar mais que um coordenador (alias, essa não é a realidade do mercado atual?), além disso não dá pra comparar coordenar com codificar, é o mesmo que comparar natação com futebol, você escolheu muito mal as situações para comparar, além disso em equipes que utilizam artíficios de metodologias ágeis não existe um coordenador, mais um exemplo de como as coisas estão no mercado atual. E em geral, arquitetos e analistas seniors exercem liderança sobre a equipe, ou seja, nesses casos (que não são poucos) o coordenador é dispensável, é muito mais confortável para o cliente conversar com alguém que sabe do negócio e sabe da parte técnica do que uma pessoa que apenas “coordena” a equipe.

  20. Concordo com os colegas que dizem que não importa a linguagem, mas atender as necessidades dos clientes é o que realmente importa, é isso mesmo! Hoje agente ver falando tanto do programador poliglota, então… não entendo o por que de colegas ficarem se degladiando falando mau de outras linguagens. Amigos, vamos ser sinceros, se você ama Java, mas tem um contrato pra ser fechado valendo uma nota GRANDE, desenvolvido em PHP você vai recusar? Claro que não! Você agarra ele e desenvolve com o maior profissionalismo possível, é isso! Não vamos nos dá ao luxo de dispensar bons projetos que remuneram bem porque a linguagem de desenvolvimento não é a que gostamos, hipocrisia, se não entramos de cabeça é porque não sabemos ou não dominamos essa tecnologia, e ponto.

  21. Independente de linguagens não devemos brigar por elas. Aconselho quem programa em PHP, aprender outras linguagens como python e ruby e vice versa.

    Pois afinal o importante é valorizar “Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas”, como preza o manifesto ágil. Afinal linguagem é apenas ferramenta.

    http://manifestoagil.com.br/

  22. Estou muito impressionado com o poder do PHP, nem foi citado na pesquisa e regou tanto alvoroço, ele realmente deve assustar os desenvolvedores de Java, Ruby e .NET.

    Eu vejo muitas criticas a linguagem, vejo que a maioria das criticas do PHP são sobre o que a linguagem “era” ou seja quem não conheçe PHP não se atenta ao que a linguagem esta se tornando, os padõres de projetos, os frameworks como Zend Framework, sem contar com as empresas quem estão apoiando e investindo na linguagem.

    Intão meus caros, não fiquem só olhando pra um gráfico que mostra hoje, analisem o futuro também.

  23. ok, essa discusão é tão boba que resolvi escrever alguma coisa pra não deixar passar, concordo com algumas idéias outras não, mas quem vai me dizer o que eu gosto de escrever, só eu mesmo, então pra que vir alguem me falar a PHP é melhor, a JAVA é a melhor, hora eu aprendi PHP porque na época eu entendia aquilo ali, hoje gosto de JAVA, e dia, qual é a melhor, nenhuma, todas são boas desde que bem interpretadas e escritas.

    Então pra que a discussão, se fizeram uma pesquisa e deixaram fora o PHP, horas, e o ASP.

    Dexem de bobagens.

  24. A galera de java acha bonito dizer que tem que ficar 27 horas na frente do computador pra gerar uma build ou fazer o hibernate funcionar. kkkkkkkk
    Faço qualquer coisa que um javeiro faz com 5X Menos horas e mesma qualidade de software e segurança utilizando o PHP.
    E ainda não viro um nerd pega ninguém que fica defendendo essa bosta de linguagem como se fosse a vida.

  25. Pensei que os programadores Java não tivessem tempo pra perder com essas discussões, afinal tem que escrever um bocado nessa plataforma…rs…Salve o C#…rs…

  26. Hahahaha salve o cobol, engraçado.

    Acho que é obvio que alguém gosta exprecivamente de Java não vai querer meter PHP em sua própria análise, a moda dos smartphones, do android, e aplicativos para os mesmos que são quase sempre feitos em Java baseou a pesquisa do Regular Geek toda, querendo talvez levantar mais a plataforma. Em opinião própria, acho que nem daqui a 20 anos o Java vai superar o PHP..Depois? Talvez que sabe.. Eu ainda acho bem difícil, mas “vamos que vamos”, a evolução está ai para acontecer e exapandir não só no PHP mas em todas essas linguagens que são ótimas.

  27. Atenção, as linguagens insignificantes foram ignoradas desse estudo! hahahahaha

    Larguem essas linguagens amadoras e vão aprender a programar uma linguagem que preste!

    XôPHP!

  28. Discurssão tosca essa de PHP vs Java.
    Tudo depende do mercado, do projeto.
    E se você for trabalhar com web é óbvio adotar PHP como linguagem primária, pois se integra com outras plataformas web.
    Java é pra projetos mais robustos, é interessante e logicamente tem uma curva de aprendizado melhor do que PHP (principalmente na questão OO).
    Agora gostei de ver Ruby subindo hehe, e como.

  29. Náo tem de ficar definindo quem e mais bonitinho, ou mais interessante. Se PHP ou Java, Ruby ou VB, Cobol, C++… quem decide e o mercado. Náo e a sua opiniáo que vale, mas sim, a do mercado no qual vc esta inserido ou pretente entrar. Tem de saber se encaixar no contexto.

    Enquanto se discute quem e melhor e coisa e tal, tem gente ganhando dinheiro e nao ta nem ai para meras discussoes.

    Lembre-se do ditado: Inteligente e aquele que acertou num alvo que ninguem acertou. No entanto, SABIO e aquele que ACERTOU NUM ALVO QUE NINGUEM VIU !

    Aquele salve!

  30. nao adianta nada o empregado da vivo ou da claro ganhar 1milhao sendo que só existe um emprego deste no mundo, sendo assim php é uma linguagem de programaçao mais utilizada pelo fato que 99,9% é programaçao de sites o resto é desktop que se fosse usar usaria c# que nao precisaria de um runtime para ficar execultando e chupando cpu.

    o cara la de cima disse que mmorpg é para os fracos tenta desenvolver um jogo como world of craft em um ano ou dois duvido, sendo que a webzen demorou para desnvolver o muonline em 3 anos e olha que nem pesa 700 mb o cliente, imagina o world.

    java é muito usado em celular naqueles joguinhos funhebentos 2,01D sem graça, java só tem mercado para celulares quer ganhar grana programando faça c++ ou c.

    1. tai um cara que nem sabe do que está falando. WoW e MuOnline não foram desenvolvidos em php, seu programadorzinho de m3rd4.

      falar q php é usado em 99,9% já mostra o quão bitolado vc é. E c# não precisa de runtime? hahahhaha

      Java não se deu bem pra desktop, fato… mas dane-se! o negocio hj é web. e em web java rules.

      como é bom saber que existem profissionais tão ruins no mercado, pq assim se destacam aqueles q realmente sabem.

    2. hahaha… “e em web java rules”… BB é o site mais detonado e invadido que existe… e é feito e Java… Java não serve pra web, na verdade, não serve pra nada… apenas para testarmos padrões, e caso funcionem, adotarmos nas linguagens muito melhores. ;-)

  31. http://www.phpdeveloper.org/news/16025

    The world of technology is riddled with inhabitants who treat tools as if they were religions. OOP, unit tests, patterns… these are all instruments that are supposed to make some jobs better, and not theological formulas that will magically make every single line of code written on the face of the Earth better.

    And yet, the vast majority of people treats them like they are, sparking everything from language wars to endless—and pointless—discussions on whether a particular technique is better than another. I swear I sometimes look at threads on mailing lists that look like one giant Hello, world program: not merely pointless, but counterproductive.

  32. Brow Wesin falou uma coisa certa: programador que conhece soh uma linguagem n eh programador. Ter uma preferencia eh normar, mas ter uma unica jah estupidez. Toda unanimidade eh burra, nao defenda uma linguagem, defenda-se a si mesmo……

    Concordo plenamente

  33. Sou programador web a mais de 12 anos, e vejo entrar
    e sair linguagens, nao sou defensor de linguagens de
    programação. Porem já vi aplicações excelentes desenvolividas
    em COBOL, isso mesmo, COBOL, mesmo nao sendo web. Já
    vi aplicações Java cheias de bugs e falta de estudo em algoritimos.
    A questão não é a linguagem e sim o programador, hoje em dia
    surgem programadores que achao que ctrl+c e ctrl+v substituem’
    uma aula de algorítmos ou lógica, falam mal de linguagens e
    não sabem nem identar um projeto.
    Sou professor de programação web, e sempre no
    primeiro dia de aula digo para meus alunos serem programadores
    antes de tudo, após escolher a linguagem e progamar para a WEB.

  34. Tem muito brincalhão aqui né…rs, meros zoadores.

    Mas não colocar todas as linguagens que estão dominando o mercado em uma avaliação desta é realmente falho.

    O título também ficou muito genérico: “Linguagens de programação mais utilizadas em 2010″. Se esta assim tem que adicionar outras opções de linguagem aí.

  35. Gostei de ver o Ruby crescer!

    Possuo certificação em Java e .net, não posso dizer qual delas é melhor, pois cada uma se sai melhor em diferentes quesitos.
    Ruby está sendo uma linguagem fácil de aprender e cheia de recursos.
    se você procura aprender linguagens que possívelmente serão o futuro procure por Java, .net, Ruby e Flex Builder (sim eu sei, Flex é estranho e pesado, mas ainda vai crescer muito).

  36. cês tão tudo louco! Numa discussão dessa, é preciso elevar o nível e procurar argumentos que tornem seu ponto de vista irrefutável, mesmo que ainda siga os preceitos científicos, aqueles que atribuem a qualquer verdade um caráter passível de questionamento.
    E, neste caso, a verdade verdadeira é que a melhor linguagem é o Pascal. Porque “sim”!

  37. Na boa… o que importa é quanto vcs tiram no mes..se 1 faz a mesma coisa com linguagens diferentes do outro ta tudo ok..

    cada macaco no seu galho porra!

    enfiem no cu essa babaquisse do kct!! fodam-se todos!!

  38. Eu acho que a solução de TI independe de uma linguagem especifica. Existem vários tópicos de discussão que falam a respeito de qual é a melhor linguagem, é meio injusto dizer que uma linguagem é melhor que a outra. Eu atualmente trabalho com PHP fui a varias palestras sobre Ruby, Java entre outras linguagens e o que eu tenho mais visto é o palestrante chegar e falar que não esta lá para dizer que a linguagem a qual ele esta palestrando é a melhor e no entanto, se contradizer e falar que a linguagem que esta palestrando é a melhor. Eu não estou aqui para dar preferência a nem uma linguagem em especifico programo em Java e PHP estou começando a usar o Ruby. Agora tenho pena de que subestima as outras linguagens vi muitas pessoas que falavam mal do Java e hoje diz que é a melhor linguagem do mundo o mesmo eu vi acontecer com o PHP e o Ruby por isso eu digo nunca se prenda a uma só linguagem pois você fica muito restrito a um campo em um mercado que esta em constante renovação.

  39. Gosto é gosto, necessidade é necessidade. Não se mistura os dois a não ser que se tenha os dois como um caminho para o resultado. Eu entrei nesse tópico só para ter uma idéia da continuidade de linguagens, para ver se alguma delas não está saindo do mercado. Agora, perder tempo discutindo por algo tão sem sentido como qual linguagem é melhor, só mostra quão fútil o ser humano pode ser em qualquer ocasião.

  40. Java é e sempre será a top essas outras linguagens são coadjuvantes não tem nem como comparar Java com PHP ou c++,c# e outras e a mesma coisa que querer comparar um fusca comuma ferrari.

  41. Eu posso não ser a melhor pessoa para entrar numa discussão, mas não também não sou um zé ninguém que deva ficar de fora.

    Sim, sou novato em programação, faz 4 anos que estudo algumas linguagens de programação tais como: PHP, JAVA, C#

    Porém essa questão de “Aah JAVA é melhor por causa de sua interação com a OO” ou “Se você não gosta de PHP, para de usar o FACEBOOK” nada mais é do que a mediocridade de querer fazer outras pessoas terem o mesmo gosto que você.

    Java é excelente, independente de plataforma, adere muito bem aos conceitos de OO, tem uma grande empresa(Oracle) por traz dando suporte, muito difundada hoje em dia.

    Porém, PHP também é excelente, lhe permite muita flexibilidade e agilização. Não é só utilizada para “projetos pequenos, blogs e sitezinhos”. Todos já sabemos da utilização dele no Facebook, Blizzard e até mesmo sites do Governo do Brasil são desenvolvidos em PHP.

    A questão em si é. Seja qual for a linguagem, existem pessoas que irão gostar e outras que não, muitos vão tentar de tudo para fazer com que “escolham seu lado do campo para jogarem também”.

    Por isso simplesmente, essa discussão é apenas uma desculpa para não abrirmos a mente e aceitarmos que existem outras linguagens que possam fazer o mesmo ou melhor daquele pela qual somos apaixonados.

    Como já comentado aqui antes:

    “A qualidade do software está em quem o desenvolve e não na plataforma usada para desenvolvê-lo.”

    Por isso de nada adianta utilizar uma linguagem que dê suporte até elementos futurísticos, se o desenvolvedor não souber utilizá-los.

    Eu gosto das 3 linguagens que citei no começo a uso, atualmente trabalho com C#, já trabalhei com as outras 2, por isso, estou convicto de não estar dizendo nenhuma abobrinha aqui

    1. Essa discussão de merda é que é coisa de muleke, um programador de verdade não fica fazendo esse tipo de comparação. Hã java é melhor, php é melhor. Programador de verdade é bom independente de liguagem. O java robusta, bastate madura, e o php está crescendo muito. A grande maioria que critica o php nem sabe programar ou nem conhece os seus recursos, hoje o php tem frameworks de grande produtividade como symfony(muito simlar o ruby on rails), e com a chegada do symfony 2, com injeção de dependecia, ORM do doctrine seguindo padrões do JPA, usando até annotations(o que é bom tem que copiar mesmo), a grandre maioria que critica o php hoje parou no tempo.

      Programo em Java e PHP, em ambos eu sei usar varios frameworks, e sempre que vou inicar um projeto eu analiso, qual será a melhor escolha levando em consideração: servidor, tempo e outros limitadores.
      PHP dá para usar sim em projetos grandes, incluisive existem varios por ai.

      Galera vamos abrir a cabeça.

  42. programadores, enquanto pensarem assim ,serão apenas programadores brigando pelo asp, java, php, amanhã vem outra e lá vão vocês brigar ..huahuahuahuahua.

    Aprendam a serem patrões.. ai vocês vão lá e contratam seus programadores na linguagem que quiserem, ai já procriam com eles tambem …seus manés

  43. Estou a dez anos na áre de TI, “Graças a Deus” eu uso Delphi!; Sabem porque?
    Porque a “Linguagem” responde as minhas necessidades, e me dixa longe dessas brigas insanas!

    Ao invez de ficar-mos brigando pela melhor linguagem que tal se unirem e criar uma linguagem só? Dessa forma acabariamos com essa tolice e facilitariam a nossa vida de programador!

    Usem a cabeça, e deixem de ser cabeçudos!

    Abraços

  44. Galera entrei neste fórum para saber um pouco mais de programação e fiquei super hiper perdido. Bom primeiramente gostaria de saber o que são e quais as aplicações destas linguagens: 1) PHP, 2) JAVA, 3) C++, 4) C#, 5) .NET; 6) ASP; 7) RUBY; 8) PHYTON.
    Fiz um curso básico, bem básico de web designer e adorei, aprendi um pouco de html e css, e hoje estou fazendo um curso, tecnólogo em Análise de Sistemas na Unip em Sorocaba, onde a linguagem utilizada é o C++, ainda é o primeiro semestre e estou bem perdido, Como tenho 38 anos, não dá pra ficar testando, tenho que decidir o que é melhor pra mim, eu gosto e quero desenvolver web sites, assim como poderia trabalhar em empresas para gerenciar web sites. Gostaria dessa ajuda inicial em minha carreira, um esclarecimento sobre as linguagens aqui já mencionadas e dicas para eu seguir a minha carreira na web. Muito obrigado a todos.

    1. Amigo, veja os sites que coloquei no meu comentário.

      Via de regra, se quer se aventurar em montar sites não é um curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas… seria mais voltado pra designer…

      Mas pra desenvolver sistemas web basicamente o mercado vai te exigir JAVA e/ou C# (microsoft)

      C# com Visual Studio e .Net framework tem um desenvolvimento mais rápido.

      Mas quer ganhar $$$ msm, invista em uma linguagem, tire as certificações de desenvolvedor e parta pra parte Gerencial.

    2. E pra ajudar baixe o WAMP, faça os cursos na http://w3schools.com/ de html, css, javascrit, leia e aprenda a mexer nos depuradores dos navegadores (Complemento Firebug no Firefox ou Crtl+Shift+N no Chrome), leia sobre conceito de cliente e servidor web, envio de protocolos (http, ftp, etc)

  45. Estou meio desapontado aqui, com o pessoal e seus comentários…

    Cada ferramenta tem sua utilidade aí, e se não houvesse o PHP hoje, teriam que inventá-lo ainda hoje. O mesmo com Java, ASP e até o diabo do Clipper, tudo é útil e já quebrou o galho geral… além disso, admitam: cada ferramenta nova é uma evolução de uma idéia que alguém já teve, mesmo que não queiram assumir isso como verdade.

    Vim aqui no intuito de descobrir que caminho poderia abrir melhor os horizontes, e acabei aprendendo que devo decidir isso por mim mesmo…

    Vou seguir meu caminho, aprendendo tudo o que puder. Façam o mesmo.

  46. Não citaram .NET que está crescendo e ocupando o lugar que antes era do Java, ameaçando um pouco essa linguagem (façam busca no google pra ver), ora se o .NET é da microsoft ele vai fazer uma interação melhor com o usuário (windows) que Java. Windows é mais usável que Linux e Apple esses então nunca vão ameaçar o windows a nível de desktop.

  47. Eita “nóis”, o que diria os antigos programadores que nem computador tinham para desenvolver os projetos. Será que se eu escrever PASCAL aqui serei apedrejado também?
    Pensem bem antes de xingar uma ou outra linguagem de programação.
    Não sou nada, nem programador, nem professor. Apenas um amante da “informática”, que procura saber das coisas antes de dar pitaco.
    A ciência não se desenvolve por acaso, todas as opções que se tem hoje são derivadas de algo do passado, nesse mundo tudo se entrelaça em algum momento.

  48. o PHP domina a WEB sem duvidas a melhor linguagem para web.
    Java é bom mais não recomendo para WEB, quem usou JAVA na WEB sabe do que estou falando, conheço empresas que migraram para o PHP sem vacilar.

  49. Pessoal vamos deixar de besteira vocês estam parecendo crianças brigando por uma chupeta! parem pra pensar que a web esta ai pra todos não importa que seja php, java c tanto faz o que importa é a diversidade que temos a nosso dispor! vamos se unir e vamos deixar de critica o php que merece muito respeito!!

  50. 1- A melhor ferramenta é a que vc conhece mais! Pronto.

    2- Um bom Engenheiro/Analista/Desenvolvedor/Programador ja sabe o “que” fazer. So pergunta “como” fazer caso nao conheça a ferramenta em questao!

  51. As linguagens todas são muito parecidas, a lógica hoje é independente de plataforma… PHP por ser fracamente tipado é um belo trator! Mas há horas que pode ser necessário.

    Em geral no mercado é mais fácil encontrar programadores Java e dada a oferta x procura, eles têm salários melhores. (www.empregosti.com.br , apinfo.com)

    As IDEs e frameworks para C# e Java estão muito desenvolvidas, facilitando muito a programação.

    Agora pra montar pequenos projetos, vai com PHP msm, tanto faz… o que vale é o tempo e recursos dispendidos, ciclo de vida da aplicação, etc, etc, etc… em geral fábricas de software necessitam da maior gama possível de desenvolvedores.

    Se for realmente bom e gostar do que faz sempre terá espaço.

  52. @PHPBoy Destler eu não só utilizo framework Java, com utilizo o JBoss Seam, com Hibernate, JSF 2, no JBoss AS, com todos os conceitos de Injeção, Ejeção, annotatios… Facelets, Richfaces 3.3.3….
    e você? utiliza algum destes caras? ou tá iniciando também em Java igual a maioria dos autores dos posts daqui….

    Se Realmente utiliza essas tecnologias em Java citadas acima, ja veria que php perde de montão e ja teria abandonado php !

  53. vcs sao todos uns ótários, se matam disputando qual é a melhor linguagem,, se matam para saber quem sabe mais, e o SÀLARIO de vcs ? aposto que vcs não tem um tablet, ou um Iphone da vida né ou algo do genero certo? é um ou outro certo.

    Eu já viu manezão igual vcs, agora eu vou atras de ganhar dinheiro e NÂO quero mais ser reconhecido como o cara que resolve tudo do desenvolvimento.

    Um dia vcs aprendem.

    FATO !

  54. Como desenvolvedores devemos CRIAR SOLUÇÕES para resolver os problemas de nossos clientes. Para isso, precisamos escolher a linguagem que melhor se encaixará no projeto em questão (poderemos ter uma ou várias opções).

    Gosto por uma linguagem específica não se discute. Porém, a realidade é que uma linguagem pode ser melhor que outra em alguns aspectos, mas pior em outros aspectos. NENHUMA LINGUAGEM É PERFEITA. É lamentável ver a mentalidade de profissionais que, em vez de estarem preocupados primariamente em CRIAR SOLUÇÕES, estão preocupados em defender linguagens.

    Aprenda a ser um competente CRIADOR DE SOLUÇÕES e não um devoto de uma linguagem. As tecnologias evoluem e mudam, o que não mudará é a habilidade e atitude daqueles que estão dispostos a criar soluções para resolver os problemas dos clientes. Estes poderão desenvolver bons sistemas na linguagem X, Y ou Z, etc… Por este motivo, não discrimino nenhuma linguagem. Cada uma tem o seus méritos e o seu lugar.

    Temo que os defensores ferrenhos do JAVA e críticos do PHP não consigam mudar o mundo ou ganhar em toda a sua vida 10% da fortuna que o Zuckeberg conquistou com o Facebook criado com PHP.

  55. Hhsuausuahsuah tem gente que é ruim da cabeça mesmo toda linguagem tem sua utilidade, até o visual Basic kkk, se quer performance não use java use “C” sobre Unix se quer beleza use Flash em qualquer SO se quer puxar saco de uma linguagem use Gardenal a cada 8 horas por que voce ja esta expurgando…

  56. Ganho 23mil pra programar php, vou aprender java pra quê? Java sem dúvida é uma linguagem bem robusta muitas qualidades é um faz tudo da programação. Porém o PHP é expecífico, e não é linguagem de moleque. Quem diz que php não tem sobrecarga não conhece de fato a linguagem, você pode falar que a terra é redonda, mas na verdade ela é ovalada, é a mesma coisa com a sobrecarga a sobrecarga do php é diferente da demais linguagens isso não significa que ele não a possua. Para apertar um parafuso você as vezes precisa de uma ferramenta mais simples, se for tentar utilizar uma ferramenta complexa vai dar merda. Comparar Java com php = fail. PS: sou Doutor em Java e Mestre em Desenvolvimento Web

  57. Observando todos os comentários se observam duas coisas:
    Comparem PHP e Java a um martelo e uma chave de fenda.
    Agora tente bater um prego com a chave de venda ou parafusar algo com um martelo.

    Vai conseguir mas com maior dificuldade.

    Outro ponto é o seguinte:
    Pensem no cliente. Alguem já viu 2 donos de empresas discutindo por exemplo:
    “A minha frota de veículos é da Fiat” e o outro retruca “A minha é da Ford e blablabla..”

    Ou vocês acham que o dono da empresa sabe (na maioria das vezes) se o sistema que ele está adquirindo é feito em Java, PHP, Delphi, etc?
    Única coisa que dono de empresa gosta em sistemas são aqueles “númerozão” em relatórios, mostrando o saldo ou débito do período escolhido.

    Quem está no ramo de TI tem que pensar mais no fim($$) e menos no meio.

  58. è pra rachar de rir desses comentarios,” o flamengo é melhor nao o corintians eh melhor….voh votar no ze magrelo pra presidente, nao vote no jao capataz……”

    só faltou delphi uma linguagem tao boa e facil (vb tabem é facil principalmente com banco de dados “LINQ?”) php não conheco entao nao posso falar nada RUBy detona principalmente por que aprendi a programar graças ao RGSS(derivado de ruby para jogos) gosto muito, jáva sei programar apesar de levar mais tempo por causa de sua comprexidade public static void main (string args []) aff ficando assim:
    web:visual basic (usando o visual studius) + java script
    desktop: delphi
    jogos:rgss RUBY (tá bom esse não conta mais não custa tentar)
    jogos serio:java script (unity)
    dispositivos moveis (meu atual projeto): java

  59. Desenvolvo a 19 anos e já usei várias LP!
    Acho bobeira essas Briguinhas: Essa ou aquela é melhor!
    Olha só meu exemplo:
    Meus Aplicativos para o comércio uso: Delphi + SQL (FireBird);
    App para Celular (IPhone e Android) uso: LP Lua – Puc Rio (Corona SDK);
    Web uso: PHP + Flash.

    Agora tenho certeza que muitos iram falar que estou usando isso ou aquilo que esta fora de mercado!
    Trabalho por conta a 6 anos e estou muito bem no mercado ($$$$). Claro se precisar aprendo novas linguagem eu corro atras, mas as que uso hoje estão dando conta do recado.

  60. Senhores as opiniões são que grande valor, algumas nem tanto.

    Mas depois de ler algumas vou deixar aqui a minha.
    O problema não é a linguagem que usamos e sim a que você usa faz com seu cliente fique satisfeito, e com isso lhe de a renda que você merece, afinal temos que oferecer ao cliente um ótimo produto e que funcione, acredito que todos vão defender sua linguagem, seu jeito de programar, sua IDE etc, mas não esqueçam que no fim o produto tem que funcionar quer seja Java, Php, Delphi, C, C++. C# etc.
    O resultado é que importa no final, mas devemos escolher bem para que seja rápido e objetivo, se um cliente me pedir, Quero Java, farei em java, mas antes de tudo veja a viabilidade, e se java não der, explique que ele terá mais produtividade se usar Php ou a junção de duas, ou ainda outra qualquer, por que no fundo o que manda é um algoritmo bem feito que funcione, e de resultados, não acham?
    O que tenho a dizer:
    Delphi – Aplicações com tempo reduzido de entrega. (Windows),”eu faço rodar em linux”
    Php – Para Internet, minha opinião é a melhor.(Tanto faz o sistema operacional)
    Java e suas variações – Grandes projetos é imbatível.(Tanto faz o sistema operacional)
    C – Esta, nem se discute faz tudo.(Faz até o Sistema operacional)
    C# , C++, Faz o que lhe pedido.
    As outras não posso falar muito, mas volta a dizer algoritmo bem feito é o que manda, quer seja Procedural ou OOP antes que alguém fale sobre isso.
    Robson.
    Analista de Sistemas, Programador Delphi, php , java, usando Mysql e FIrebird como bases de dados.
    Uso Joomla para criar sites, atualmente estudando arduino e programação para android.
    Administrador de uma multinacional ligada ao setor de agricultura.
    Obrigado pela atenção.

  61. Com certeza java e a mais utilizada, mas tem muito programador java falando sobre o que não sabe principalmente falando mal de PHP, php e muito mais rapido que java e nao tem nem cabimento comparar PHP com java não se pode programar PHP pra aplicações desktop e outra a orientação a objetos pode ser muito bem utilizada com php, mas sinceramente tem momentos em que ela atrapalha e nao vejo sentido em fazer algo totalmente orientado a objetos minha empresa tem uma aplicação totalmente orientada a objetos e é um LIXO meu chefe falou hj “quando terminarmos de converter pra php vamos tacar fogo nos fontes”, e tbm tenho total certeza que muito programador java que comentou ai em cima nem sabe programar orientado a objetos da forma que se deve.

  62. Pesquisa Google Insights

    Java em primeiro
    PHP em segundo
    C# terceiro
    Visual Basic quarto
    Ruby quinto

    http://www.google.com/insights/search/overviewReport?cat=&q=malha%C3%A7%C3%A3o&geo=BR&date=&gprop=&cmpt=q#q=php%2Cjava%2CC%23%2Cvisual%20basic%2Cruby&geo=JP&cmpt=q

    pra quem falou mal de PHP, vai aprender a utilidade do codigo e depois vem falar alguma coisa. Java hoje em dia programa pra um sistema geral, PHP é mais focado para Web.

    Saiba a diferença dos dois e depois diga algo.

    Java e PHP são os melhores para sistema Web. e PHP não fica para tras tem suas vantages e desvantagens.

    1. Concordo PHP é uma linguagem como as outras e com certeza fica em cima, se não for mais poderosa que Java é tao bom quanto.

      sem contar que PHP é mais leve.

  63. PHP é uma de script muito boa, porém, não devemos esquecer que, quando uma linguagem é muito utilizada com facilidade por muitos, essa fica vunerável a ataque de hackers e outras pessoas que nem tem base formada na linguagem em questão. A pesquisa acima está correta pois fala das linguagens mais robustas. É só pesquisas no google.com que aparecerão vários aplicativos que conseguem baixar arquivos dos servidores do Facebook e com um pouco de leitura consegue-se alteralos, um exemplo é um dos jogos mais utilizados pelos usuários do Facebook, o Cityville, tem várias maneiras de burlar, procurem o google.com por: Charles Proxy, todos aplicativos do Facebook tem um pouco de PHP, tentem invadir um site criando em .ASP ou mesmo em Ruby, Python ou Perl ai vão entender a pesquisa feita pela Imaster.

  64. Com relação a java cansei de ver os programadores que só por ta terminando a faculdade dizendo que java é tudo e é a linguagem de programação mais poderosa etc.
    essas pessoas são burras a linguagem mais próxima da perfeição é a C com C++ sei programar em C++, C, JAVA, Python, JavaScript, php, ai se vc ta iniciando no mundo da programação e um cara disser q o java é tudo pergunta a ele com q linguagem é feito o sistema operacional dele pergunta também qual é a linguagem q ta no desenvolvimento de 98% dos games de grande porte como gta, half life e muitos outros,
    não to dizendo q java ñ presta mas ai dizer q ele é tudo só se for no mudo do celular porque no mundo dos computadores ela é só mais uma.
    se vc deseja trabalhar no Brasil java é uma boa opção mas se vc quer trabalhar nas grandes empresas do Brasil e do mundo aprenda C e depois C++ e poder ser um dos homens mais rico do mundo um dia ou um dos hackers mais procurados do planeta ai vai depender de vc e do seu cérebro.

  65. Bem, antes demais nada. Peço aos meus amigos desenvolvedores que parem de se hostilizar. Defendendo uma linguagem A,B ou C. O foco principal não é esse. Devemos manter nossa classe unida e trabalharmos juntos para que se crie uma lei no Congresso para se criar um Conselho de TI nacional. Que nossa classe seja respeitada, bem paga. Afinal de contas. Os Doutores juízes, advogados, médicos e parlamentares (a sociedade como um todo) estariam na idade da pedra senão fosse os profissionais de informática desenvolvendo sistemas seja lá que linguagem for: ACCESS, VB, PHP, ASP, JAVA….Peço a alguém da área que desenvolva um site para coleta de assinaturas para dirigirmos ao Congresso. Não é possível que não tenhamos nem mesmo um piso salarial descente.

  66. nosssaaaa que bando de criançasa…
    brigando por uma coisa bobaa!
    “na minha opiniao eu acho que a linguagem mais importante è a lingua “””portuguesa””””e a segunda “””a inglesa”””” e a terceira a “””española”””;;;;;
    mais a mais procurada e mais legal e a chinesa!!!
    OBRIGADA!!!!
    BJINHOS E BOA SORTE NA PESQUISA!!!!
    KELLY LEAL
    BOCAIUVA-MG

  67. a maioria aqui é amador ignorante. AMADOR IGNORANTE.

    e estou falando no sentido literal da palavra…

    amador no sentido que AMA algo ou alguma coisa.
    profissional no sentido de profissão, dinheiro, salário, etc…

    neste sentido que estou dizendo, no mais literal possível, o amador “puro” não recebe remuneração, porque ele faz porque gosta. bem como o profissional “puro” é aquele que trabalha apenas pelo dinheiro…

    se atentem a minha definição desses termos para entenderem o que quero dizer….

    o problema NÃO é ser amador ou profissional… o problema é ser um IGNORANTE…

    existem amadores ignorantes e profissionais ignorantes!
    existem amadores inteligentes bem como profissionais inteligentes…

    existem amadores que produzem e trabalham bem e profissionais que produzem e trabalham bem!
    assim como existem amadores que são horríveis, bem como profissionais horríveis no que fazem…

    é neste sentido que estou dizendo… não confundam as coisas… quando ler o restante, se atentem a estas definições acima citadas…

    bem como é raro, porém existe, o profissional-amador, que faz por dinheiro e por que realmente gosta do que faz.

    digo que a maioria aqui é amador ignorante, porque defende com sangue, lagrimas e suor a sua querida linguagem de programação, seja ela qual for.

    chega ser divertido assistir um bando de pirralho metido a entendido, defendendo sua linguagem amada… não importa qual seja a linguagem amada nem qual esta atacando, muito menos se você é o Ó da cocada preta e já estudou todas e decidiu usar essa ou aquela… (e se você se sentiu ofendido com isso, bom, é porque você esta sim nesse perfil, porque os inteligentes estão acima destes conceitos supérfluos…)

    eu sou programador e analista de sistemas! Ponto! é isso! simples assim! eu programo em qualquer linguagem… e eu sou profissional, e não amador.

    o programador/analista é capacitado à fazer o que bem quiser… em qualquer linguagem… foda-se a linguagem… ele vai lá e faz… o que importa é um resultado confiável com qualidade (e isso entende-se escalabilidade, velocidade, segurança, etc etc etc). Isso pouco tem a ver com a linguagem e sim da capacidade de quem esta analisando e desenvolvendo!

    abap, advpl, c#, java, delphi, php, c++, c, visual basic, lazarus! já trabalhei com essas populares e com outras em quase 15 anos de trabalho… linguagens exclusivas para web e para desktop. já trabalhei com firebird, db2, oracle, mysql, postgre, sqlserver, mongo, sqlite…

    eu vou é onde tem dinheiro! é isso mesmo! se uma empresa me contratava, e todo mundo já usava linguagem X ou Y, eu entrava na dança, é simples! $$$! é trabalhar bem e o $$$ que me importa! e fazer um serviço muito bem feito com tal linguagem, para fazer merecer o $ e ir melhorando e se aperfeiçoando a cada dia para se merecer mais e mais ainda!

    a não ser que você seja maria tereza de calcutá ou mahatma gandhi, e que você esta trabalhando em um sistema para uso próprio, se não for isso, você está sim, trabalhando por dinheiro. open-source é um assunto a parte, não tem nada a ver com isso.

    nos primeiros anos de serviço na área você esta submetido à empresa e não ela a você… normalmente você já entra em um time/equipe, e você tem que se adaptar e pronto… os fortes sobrevivem e se saem bem, já os fracos, ao procurar emprego só mandam currículo para aquelas empresas que já dizem trabalhar com aquela linguagem que ele sabe/manja/gosta… os inteligentes não estão nem aí para a linguagem proposta nas vagas… vai lá e mata o leão… e faz bem feito!

    e se você tiver a sorte de estar integrando uma equipe nova, que vai iniciar o projeto do zero… OU se você é lider, gerente, gestor, ou mesmo trabalha por conta, freelancer ou empresa própria… nestas situações citadas, o mínimo de se esperar é que você analise muito bem o que é necessário, o que se tem, tempo disponível para focar, para entregar, a própria capacidade (e a capacidade de se SUPERAR), o dinheiro, e avaliar qual vai ser a melhor metodologia e ferramentas a se utilizar… pois cada projeto tem suas particularidade, se sair de cara respondendo “ah, vou usar essa linguagem”, é a coisa mais estúpida a se fazer… pode ser que se use ela mesmo, mas que seja fruto de um estudo/análise séria… pesar todas variáveis…

    pesquisas como essas “linguagem mais usadas” são uteis para você não desperdiçar seu tempo, e já buscar estudar os recursos dessas linguagens mais populares, e cruzar com suas necessidades…

    sinto muito crianças… se vocês continuarem com essa mentalidade reduzida, superficial e limitada, vão ser eternamente programadorezinhos, qualidade de “sobrinho”… serão eternamente empregados e jamais vão subir de cargo e ter a capacidade de coordenar ou liderar uma equipe, sabendo casar todos recursos oferecidos pela empresa com o potencial máximo de cada funcionário. (seja a empresa sua ou não)…

    talvez seja esse um dos motivos dessa profissão ainda não ser regulamentada… porque do jeito que a maioria se trata, ou seja, como lixo, isso daria centenas de profissões, “programador delphi”, “programador java”, etc etc… não são analistas, são ‘técnicos daquela ferramenta especifica’… até parece que a ferramenta tem mais valor que quem vai usa-la… e isso não é assim! acreditem, a ferramenta não tem mais importaria que seu operário/utilizador. Ser programador/analista de sistema é muito mais do que isso.

Dê Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


8 × três =

leia mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas:
Hospedado por: