Seções iMasters
Tecnologia + Tendências

Virtualização: dicas para maximizar resultados

A virtualização de desktops e servidores é uma ferramenta que veio para ficar. Tanto é assim que muitos gestores de TI a encaram como uma estratégia de negócios, já que oferece benefícios relevantes. Com a virtualização de servidores subutilizados, por exemplo, é possível consolidar novas aplicações e derrubar gastos com hardware, energia, espaço e infraestrutura, por exemplo.
 
A virtualização de desktops segue os mesmos princípios básicos da virtualização de servidores, permitindo executar múltiplos sistemas operacionais em uma única máquina (PC). Mas há diferenças bastante significativas. Cada usuário conta com seu próprio sistema operacional, como se fizesse uso de uma estação de trabalho convencional.
 
Vale ressaltar outra característica importante: a virtualização de desktops permite a centralização das informações no data center, incluindo todo conteúdo gerado nas filiais ou em unidades remotas. Mas esses benefícios não são automáticos. Demandam certa habilidade por parte da equipe de TI e, em médio prazo, o envolvimento dos demais departamentos da empresa.
 
Sem medo de errar, a maioria das empresas conta com servidores subutilizados. Trata-se de um injustificável desperdício de recursos de TI. Por isso, vale a pena recordar cinco dicas para maximizar os resultados da virtualização:
 

  1. Defina o projeto de virtualização antes de colocá-lo em prática. É fundamental determinar o que será virtualizado e por quê. Revise o orçamento disponível para o projeto, a capacidade de processamento e de armazenamento atual, e o tamanho de rede necessário para crescer;
  2. Compatibilize a aplicação existente no servidor com a nova carga de trabalho. Quando você repentinamente aumenta a utilização de um servidor subutilizado, precisa checar se esse trabalho adicional não está causando problemas – às vezes é necessária a troca de aplicativos;
  3. Ponha em ação um plano de recuperação de desastres e de continuidade de negócios na sua empresa. Alguns dos problemas que terão de ser resolvidos mais cedo ou mais tarde podem ser solucionados ao virtualizar os sistemas que não contam com recuperação de desastres. Os ambientes virtuais têm capacidade de manter os negócios independentemente dos problemas gerados na empresa;
  4. Redefina processos internos. Como toda novidade carrega consigo um desafio, o súbito aumento na utilização do servidor ou desktop requer ajustes na rotina das equipes de trabalho. Cada empresa adota um padrão de comunicação: algumas enviam comunicados por intranet, enquanto outras preferem agendar reuniões setoriais para dirimir quaisquer dúvidas operacionais. O importante é não deixar de alinhar essa nova postura a ser adotada na organização como um todo;
  5. Priorize o item segurança. Algumas vulnerabilidades podem ser ampliadas no ambiente virtual. Portanto, é necessário redobrar atenção à segurança das informações, implantando ferramentas de controle de acesso e demais dispositivos, como firewall e antispam.

Qual a sua opinião?